Siga o OTD

Olimpíada

Prêmio Brasil Olímpico 2021 vai premiar ‘mulheres inspiradoras’

Maior premiação do esporte brasileiro vai homenagear atletas mulheres em parceria com o Projeto Inspire, plataforma de elevação feminina

Prêmio Brasil Olímpico terá premiação para mulheres inspiradoras em parceria com o Projeto Inspire, que tem Raíssa Machado, Ana Marcela Cunha e outras
(Divulgação)

O Prêmio Brasil Olímpico de 2021 terá uma novidade para lá de importante. Pela primeira vez, o evento contará com uma premiação para atletas mulheres com histórias inspiradoras, que são exemplo dentro e fora do esporte. O anúncio foi feito por Manoela Penna, diretora de Comunicação e Marketing do COB (Comitê Olímpico do Brasil) durante o evento de lançamento do Projeto Inspire, que contou com as embaixadoras da iniciativa Rebeca Andrade, Etiene Medeiros, Raissa Rocha Machado, Ana Marcela Cunha e Fernanda Keller.

A premiação terá o nome justamente de Inspire, em parceria com o novo projeto, que é patrocinado pela Riachuelo e Secretaria de Estado de Esporte, Lazer e Juventude do Rio de Janeiro, e tem como objetivo inspirar mulheres através do esporte, por meio de conteúdos transformadores. O Prêmio Brasil Olímpico será realizado este ano na cidade de Aracaju (SE), no dia 7 de dezembro.

+Conheça o blog OTD Delas

“É um momento muito importante para o esporte brasileiro. O COB pratica o fortalecimento da mulher no esporte no dia a dia e por isso o Prêmio Brasil Olímpico vai ter um prêmio Inspire para homenagear mulheres inspiradoras”, anunciou Manoela Penna, diretora de Comunicação e Marketing do COB.

“Nossa missão hoje é fazer com que cada vez mais mulheres estejam no esporte. Essas mulheres fizeram o Brasil olhar para o esporte feminino de um outro jeito e elas vão inspirar muitas pessoas não necessariamente no alto rendimento, mas na vida delas. Espero que seja a primeira de muitas edições desse prêmio”, completou Marcella Kanner, Head de Comunicação Corporativa e Marca na Lojas Riachuelo.

Projeto Inspire   

O Projeto Inspire é uma plataforma digital de elevação feminina através de conteúdos de impacto. A iniciativa estará presente nas redes sociais e vai abordar assuntos relacionados à mulheres no esporte. O objetivo é abrir um diálogo sobre temas importantes através das vivências e histórias inspiradoras das atletas e embaixadoras do projeto. 

“É um projeto dos sonhos. Não existe uma medalha que faça sentido se não for compartilhada com outras mulheres. Porque um dia a gente precisou acreditar no nosso sonho quando ainda não era nada. A gente começou do zero e queria vencer. Então a gente vem inspirar outras meninas para que elas acreditem nelas mesmas e nos seus sonhos. Ser atleta é para todas as mulheres, está no nosso direito. A gente pode ser o que a gente quiser”, destacou Fernanda Keller, triatleta e cinco vezes campeã do Ironman.

+ SIGA O OTD NO YOUTUBE, NO INSTAGRAM, NO FACEBOOK E NO TIKTOK

“Depois de tantos resultados que as mulheres vem dando, podemos mostrar o lado feminino dentro do esporte. Estou realizada. Tivemos inspirações também e hoje somos referência. A gente cresceu muito depois de 2016 e a gente quer isso pro futuro, queremos colocar esse lado feminino para frente”, acrescentou Ana Marcela Cunha, campeã olímpica na maratona aquática em Tóquio-2020.  

Única representante paralímpica entre as embaixadoras do Projeto Inspire, Raíssa Machado, medalhista de prata no lançamento de dardo na Paralimpíada, ressaltou a importância de se ter mulheres como exemplo e agradeceu a oportunidade de poder impactar tantas pessoas. 

“Queria muito ter tido uma Raíssa lá atrás, seria bem mais fácil, mas não tive. Mas felizmente hoje eu estou aqui inspirando outras mulheres. Se eu não me aceitar, quem vai? As pessoas precisam me ver, preciso levar isso adiante. Eu sempre quis ser uma Daiane dos Santos, porque na época não conhecia nenhum atleta paralímpico. Então estar aqui, representando o paradesporto, é muito gratificante”, concluiu.

Mais em Olimpíada