Siga o OTD

Chico Barreto

Tóquio 2020

Chico Barretto fabrica aparelhos para auxiliar nos treinos

Tricampeão pan-americano, ginasta tem mantido rotina de treinamentos utilizando aparelhos feitos em casa

Chico Barretto conquistou três medalhas de ouro no Pan de Lima em 2019 (Ricardo Bufolin)

Chico Barretto fabrica aparelhos para auxiliar nos treinos

A grande maioria dos atletas está sofrendo bastante para conseguir manter uma rotina de treinos eficientes durante esta quarentena. No entanto, se existe um esporte onde a necessidade de ficar em casa nesse período de pandemia dificulta ainda mais a prática, é a ginástica artística.

Dependendo de uma série de aparelhos complexos para manter as atividades, os ginastas sofrem nesse período longe dos ginásios que possuem a infraestrutura necessária para os treinamentos.

Detentor de quatro medalhas de ouro em Jogos Pan-Americanos, Chico Barretto parece ter encontrado uma forma inteligente de driblar essa realidade. Tricampeão em Lima no ano passado, o ginasta tem conseguido utilizar materiais que encontra em casa para criar aparelhos improvisados e seguir na ativa nesse período complicado.

https://www.instagram.com/p/B_S2_BdnYFL/

“Fiz algumas coisas pra improvisar os treinos em casa. Quando treinava em São Caetano, o treinador Marcos sempre montava aparelhos para auxiliar e nós muitas vezes tentávamos ajudar. De memória consegui remontar alguns agora nesse momento de improvisação. Hoje ainda conto com a ajuda da minha mãe, pai, esposa e irmão para montar esses aparelhos”, revelou.

Chico Barretto revelou ainda que mesmo nesse período complicado tem conseguido manter uma rotina de atividades ao lado de seus companheiros de modalidade por conta da internet.

“Estamos realizando nossos treinamentos por vídeo. Todas as manhãs a seleção e os atletas dos clubes se reúnem e fazem um treino todos conectados através do vídeo”, declarou.

2019 na memória e 2021 na mira

Seguir com treinamentos pesados mesmo nesse período de competições se explica pela alta expectativa de Chico Barretto para o futuro. Mesmo tendo feito parte da seleção brasileira de ginástica que conquistou a vaga para Tóquio no ano passado, o atleta não se garantiu no Japão no ano que vem e segue trabalhando duro para disputar a segunda Olimpíada na carreira.

+ Em bom momento, Chico Barretto inicia preparação para Tóquio

“Precisamos saber primeiro qual será o objetivo principal do Brasil e qual equipe o país levará para ser representado em Tóquio. Mas de qualquer forma temos que nos preparar da melhor forma possível para trazer os resultados”, avaliou.

Apesar de não cravar lugar na equipe, Chico Barretto não escondeu a felicidade pela incrível temporada vivida em 2019. Além do objetivo cumprido de garantir a vaga da equipe masculina através do Mundial de Stuttgart, o ginasta foi o principal nome brasileiro da ginástica artística nos Jogos Pan-Americanos de Lima com três medalhas de ouro (cavalo com alças, por equipes e barra fixa, nessa com índice de campeão olímpico).

+ SIGA O OTD NO YOUTUBE, NO INSTAGRAM E NO FACEBOOK

“O ano de 2019 foi demais, todos os resultados, não só os meus, mas o de todo o pessoal da ginástica. Foi um ano maravilhoso pra mim e pra toda ginastica Brasileira. Foi uma recompensa, já que a gente treina duro todos os dias pra trazer estes resultados”, completou.

Mais em Tóquio 2020