Siga o OTD

ana sátila copa do mundo canoagem slalom

Canoagem Slalom

Ana Sátila é ouro em etapa francesa da Copa do Mundo

Ana Sátila domina as corredeiras de Pau, na França, e vence a segunda etapa seguida no C1 da Copa do Mundo

Ana Sátila domina as corredeiras de Pau, na França, e sagra-se campeã no C1 (Instagram/anasatila_vargas)

Ana Sátila é ouro em etapa francesa da Copa do Mundo

Duas etapas realizadas após a retomada da Copa do Mundo de canoagem slalom e duas medalhas de ouro para Ana Sátila. A última veio na canoa feminina (C1) da etapa de Pau, na França, neste domingo (8). A brasileira dominou as adversárias na final e sagrou-se mais uma vez campeã.

A primeira vitória tinha sido há três semanas, quando Ana Sátila também levou o C1 feminino da etapa de Liubliana, na Eslovênia, e marcou uma conquista inédita brasileira na Copa do Mundo de canoagem slalom.

“Estou muito feliz, hoje eu realmente aproveitei o percurso. Finalizar essa prova e voltar para casa com uma medalha de ouro é muito importante e um empurrão para treinar ainda mais pensando na Olimpíada de Tóquio. Foi um ano difícil, foi difícil fazer os planos para esse ano, mas eu estou muito feliz com as conquistas”, declarou a campeã.

Com mais esta medalha de ouro, Ana Sátila se consagra como o principal nome da modalidade no Brasil e como uma das melhores no cenário mundial rumo aos Jogos de Tóquio-2020.

Só que apenas Ana Sátila brilhou na etapa de Pau da Copa do Mundo de canoagem slalom. Pepê Gonçalves e Mathieu Desnos bateram na trave e Felipe Borges parou na semifinal do C1 ficando na 16ª colocação com 111s95.

Garota dourada

Ana Sátila começou o dia na disputa semifinal do C1. Com o tempo de 124s07, a brasileira fez o nono melhor tempo e passou para a final como a penúltima classificada. Sim, quase que a campeã não foi pra disputa do ouro, já que só os dez primeiros passam.

Ana Sátila na etapa de Praga da Copa do Mundo de Canoagem Slalom
(International Canoe Federation)

Mas uma vez na final, ela fez uma descida quase limpa, tomou apenas dois segundos de penalidade e cravou o tempo de 115s39. As adversárias caíram na água, mas ninguém chegou a assustar.

+ SIGA O OTD NO YOUTUBE, NO INSTAGRAM E NO FACEBOOK

Três espanholas perderam portas e a chance de brigar pelo pódio. Quem mais chegou perto de Ana Sátila foi a ucraniana Viktoriia Us, que acabou com a prata (121s64). O terceiro lugar foi de Tereza Kneblova, da República Tcheca, com o tempo de 122s15.

Mais em Canoagem Slalom