Siga o OTD

Abertura da temporada da patinação artística no gelo

Brasil Zero Grau

Patinação artística no gelo desafia Covid-19 com Grand Prix

Nem mesmo o coronavírus impediu a abertura da temporada de patinação artística no gelo com o Grand Prix nos EUA

Nathan Chen foi o grande nome da abertura do Grand Prix de Patinação Artística no Gelo desta temporada (ISU)

Patinação artística no gelo desafia Covid-19 com Grand Prix

Em meio a cancelamentos de eventos, um dos esportes de inverno mais populares do mundo está desafiando a pandemia de Covid-19. A patinação artística no gelo manteve a abertura da temporada internacional com a primeira etapa do Grand Prix da modalidade. O evento Skate America aconteceu nos EUA entre 23 e 25 de outubro de 2020.

Diferentemente dos anos anteriores, a ISU (União Internacional de Patinação) resolveu transformar as etapas da competição em competições domésticas. Ou seja, em vez de reunir alguns dos principais atletas, as provas reunirão atletas que moram no país-sede ou que treinam na região.

A medida visa reduzir o deslocamento e as viagens de atletas e treinadores como medida de prevenção ao novo coronavírus. Por conta disso, dos 56 atletas inscritos na abertura do Grand Prix, apenas oito são provenientes de outros países.

+ SIGA O OTD NO YOUTUBE, NO INSTAGRAM E NO FACEBOOK

A preocupação da patinação artística no gelo em manter o calendário internacional justifica-se pela importância que a temporada possui. O Mundial de 2021, a princípio, serve de classificação aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim-2022. O evento está programado para acontecer em Estocolmo, na Suécia, no fim de março.

Um cancelamento devido à pandemia ou falta de preparo e treinamento dos atletas desencadearia mudanças tanto nos critérios de classificação quanto nos eventos futuros. São 24 vagas em disputa nas provas individuais (masculino e feminino), 16 nos pares e mais 19 na dança no gelo.

Abertura do Grand Prix em meio a cancelamentos

A tentativa da ISU para manter o cronograma da patinação artística no gelo não está surtindo o efeito esperado. Ainda que o Skate America abriu o Grand Prix da modalidade, outras duas das seis etapas já foram canceladas pelos organizadores: o Skate Canada e o Internationaux de France.

A etapa final da competição, um evento-teste para os Jogos de Pequim-2022, aconteceria em dezembro, mas foi adiada pelos organizadores e ainda não tem uma data definida. Assim, apenas três etapas estão confirmadas até o momento: a Copa da China, a Copa Rostelecom, na Rússia, e o Troféu NHK, do Japão.

+ O BRASIL ZERO GRAU TAMBÉM ESTÁ NO TWITERFACEBOOK E INSTAGRAM! SIGA!

Além disso, o Four Continents, que reúne os principais patinadores fora do continente europeu, também foi cancelado ao longo da última semana. O torneio iria acontecer em Sydney, na Austrália. O Campeonato Europeu, previsto entre 25 e 31 de janeiro de 2021 em Zagreb, capital da Croácia, também corre riscos.

Domínio norte-americano na abertura da Patinação Artística no Gelo

Com evento restrito a atletas norte-americanos e aos que treinam no país, a equipe de patinação artística no gelo dos EUA faturou as quatro medalhas de ouro. O destaque ficou para o título de Nathan Chen. Aos 21 anos, ele é o atual bicampeão mundial e tricampeão do Grand Prix Final. No Skate America, ele conseguiu 299.15 pontos na somatória dos programas curto e longo. Vincent Zhou foi o segundo e o canadense Keegan Messing o terceiro.

Entre as mulheres, Mariah Bell foi a vencedora com 212.73 pontos no total – Bradie Tennell e Audrey Shin ficaram na segunda e terceira posições. Nos pares, o título foi da dupla Alexa Knierim e Brandon Frazier, formado no início da temporada. Logo na primeira competição, eles venceram com 214.77 pontos, à frente de Jessica Calalang/Brian Johnson, prata, e Audrey Lu/Misha Mitrofanov, bronze.

Por fim, na Dança no Gelo, Madison Hubbell e Zachary Donohue, donos de duas medalhas em mundiais de patinação artística no gelo, venceram com 211.39 pontos. Kaitlin Hawayek e Jean-Luc Baker ficaram na segunda posição e Christina Carreira e Anthony Ponomarenko completaram o pódio.

Alexa Knierim e Brendon Frazier vencem a primeira prova em que competiram juntos

Mais em Brasil Zero Grau