Siga o OTD

Brasil Zero Grau

Atleta brasileiro de esqui cross country é bronze na Espanha

Manex Silva, da equipe brasileira de esqui cross country, é um dos destaques do Campeonato Espanhol de Rollerski

Integrante da equipe brasileira de esqui cross country no alto do pódio na Espanha
Integrante da equipe brasileira de esqui cross country, Manex Silva conquista sub-20 do Espanhol de Rollerski (CBDN)

Uma das maiores promessas do Brasil no esqui cross country, Manex Salsamendí Silva retornou às competições nessa semana e em grande estilo. O atleta de 18 anos conquistou o título sub-20 e a medalha de bronze na categoria adulta no Campeonato Espanhol de Rollerski realizado em Jaca, na província de Huesca.

Os pódios foram obtidos na prova de 5,2 km em técnica livre. O brasileiro completou o percurso em 17min29seg1 e ficou atrás apenas dos espanhóis Imanol Rojo Garcia, primeiro, e Bernat Selles Gasch, segundo, entre os adultos. No sub-20, ele foi o mais rápido e levou a medalha de ouro.

“Fiz uma boa corrida, inteligente, distribuindo bem as forças. E o resultado veio: conquistei o ouro no sub-20 e o bronze no geral. Estou feliz com o resultado e isso me motiva mais para continuar treinando”, afirmou o atleta de esqui cross country via CBDN.

O atleta também participou da prova de 2,6 km em técnica clássica na subida. Ele foi o sétimo na classificação geral e quarto no sub-20 com o tempo de 11min39seg1. O vencedor em ambas as categorias foi Miguel Auladell Visa, com 10min35seg4.

+ SIGA O OTD NO YOUTUBE, NO INSTAGRAM E NO FACEBOOK

O Campeonato Espanhol de Rollerski – II Troféu de Jaca foi a primeira competição relacionada ao esqui cross country a retornar no país europeu após a suspensão da temporada provocada pela pandemia de covid-19. No total, mais de 100 atletas participaram do evento.

Quem é Manex Silva?

Manex Salsamendí Silva é mais um dos atletas brasileiros com dupla cidadania a se aventurar nos esportes de inverno. Diferentemente de Lucas Braathen, a sensação do esqui alpino, o jovem escolheu representar o Brasil desde o início de sua carreira internacional.

Ele nasceu em Rio Branco, capital do Acre, mas reside em Isaba, na Comunidade Foral de Navarra, na Espanha (região que integra o País Basco), desde quando tinha oito anos. Lá, morava perto de uma escola de esqui cross country e, três anos depois, já estava matriculado nela por influência do pai, também esquiador.

+ O BRASIL ZERO GRAU TAMBÉM ESTÁ NO TWITER, FACEBOOK E INSTAGRAM! SIGA!

Com dupla nacionalidade (brasileira e espanhola), aos 15 anos optou por representar o Brasil em competições internacionais. A estreia oficial aconteceu na temporada 2017/2018 e, desde então, demonstra grande evolução. Atualmente, é um dos cotados a ficar com a vaga da modalidade nos Jogos Olímpicos de Pequim-2022.

Manex Silva, atleta da equipe brasileira de esqui cross country
Manex Silva é uma das promessas do esqui cross country brasileiro (CBDN)

Destaque do esqui cross country brasileiro

O crescimento no esporte o fez integrar a delegação brasileira de esqui cross country presente nos Jogos Olímpicos da Juventude de Inverno em Lausanne-2020. Na ocasião, ele chegou credenciado como o 13º colocado no ranking FIS de classificação à competição. Também participou de duas edições do Mundial Júnior, conseguindo bons resultados.

Em setembro de 2019, estabeleceu o recorde brasileiro em pontos FIS nas provas Distance ao obter 111.12 pontos FIS em Cerro Catedral, na Argentina. A marca só foi superada em outubro de 2020, com os 108.56 pontos obtidos por Victor Santos na retomada do Circuito Brasileiro de Rollerski (no ranking FIS, quanto menos pontos o atleta tiver, melhor).

Atualmente, ele ocupa a terceira posição na categoria Distance entre os brasileiros no ranking internacional de esqui cross country, atrás apenas de Lucas Lima e Victor Santos. No Sprint, contudo, segue como líder. É, portanto, um dos grandes nomes do Brasil na modalidade e cotado à classificação olímpica já em Pequim-2022 apesar da baixa idade.

Mais em Brasil Zero Grau