Siga o OTD

Deng Yaping em ação

Blog da Lyanne Kosaka

Deng Yaping, quatro ouros olímpicos e prefeita da Vila em Pequim-2008

A mesatenista Deng Yaping, que liderou o ranking mundial de 1990 a 1997, foi prefeita da Vila Olímpica em Pequim-2008

Deng Yaping, 4 ouros olímpicos e eleita a melhor atleta da China no século 20 (Foto: Divulgação)

Deng Yaping, quatro ouros olímpicos e prefeita da Vila em Pequim-2008

Tive o privilégio de acompanhar de perto duas Deng Yaping: a atleta consagrada, campeã olímpica e mundial – e a dirigente, prefeita da Vila Olímpica em Pequim-2008.

+ SIGA O OTD NO YOUTUBE, NO INSTAGRAM, NO FACEBOOK E NO TIKTOK

A atleta chinesa Deng Yaping tem 4 medalhas de ouro em Olimpíadas, conquistadas no individual e nas duplas em Barcelona-1992 e em Atlanta-1996. Foi a primeira de apenas duas mesatenistas a defender seu título olímpico de simples (a outra é a compatriota Zhang Yining). Em Campeonatos Mundiais conquistou 9 títulos, o primeiro deles nas duplas com Qiao Hong em 1989, na Alemanha. No Mundial seguinte em 1991, no Japão, Deng Yaping estava no grupo que perdeu para a Coreia unificada na decisão por equipes – mas não deixou o título individual escapar.

+ A vitória da Coreia unificada no Mundial de 1991: uma conquista que virou filme

Deng seria campeã de simples novamente no Mundial de 1995 na China, e em 1997 na Inglaterra, última edição de que participou. Ao “pendurar a raquete” perto dos 25 anos, Deng podia se orgulhar de ter deixado o esporte no auge, isto é, algo que poucos atletas conseguem. E de ter liderado o ranking mundial por 8 anos, de 1990 a 1997.

Deng Yaping se concentra para sacar. Ela é dona de quatro ouros olímpicos.
Deng Yaping, líder do ranking mundial de 1990 a 1997 (Divulgação)

Muito treino para compensar a baixa estatura

Mas a trajetória de Deng Yaping até se tornar uma atleta consagrada teve muitos desafios. Em entrevista à Universidade de Cambridge, a chinesa lembrou que devido à sua baixa estatura (1,50 m) seus técnicos inicialmente não acreditavam que ela poderia ir muito longe no esporte. E que diante isso, seu pai a aconselhou a treinar mais do que todos: “talvez 10 vezes mais do que as outras meninas”. Deng também destacou as condições precárias de seu país nos anos 1980, quando chegava a treinar sob temperaturas gélidas, em locais “sem nenhum tipo de aquecimento”. Mas ela seguiu em frente porque “tinha resultados, certo talento e o sonho de ser campeã mundial”. E conseguiu muito mais do que isso: foi eleita a melhor atleta da China no século 20.

Estudos na Inglaterra

Após deixar as competições, Deng Yaping se dedicaria aos estudos – ela obteve um mestrado na Universidade de Nottingham e um PhD em Economia da terra na Universidade de Oxford – e passaria a atuar em outra esfera, ou seja: como membro do Comitê Organizador dos Jogos de Pequim-2008.

Prefeita da Vila Olímpica

E foi em Pequim-2008, na cobertura olímpica pelo canal esportivo ESPN, que vi em ação a dirigente Deng Yaping. Isto é, em uma coletiva de imprensa, na qual ela e o sueco Jan-Ove Waldner (ouro em Barcelona-1992 e prata em Sydney-2000) até bateram uma bolinha. Perguntei como ela comparava o dia a dia de dirigente ao de uma atleta de alto nível. Sem titubear, Deng respondeu que a “vida de atleta era bem mais fácil”. Pois como atleta, completou, ela “podia pensar apenas no seu jogo, na sua rotina”. Já como dirigente, ela “tinha muitas pessoas (no caso, milhares: entre funcionários e voluntários dos Jogos) e muitos assuntos para coordenar/organizar!”

+ O Mozart do Tênis de Mesa

Deng Yaping e Jan-Ove Waldner em evento promocional em Pequim-2008
Deng Yaping e Jan-Ove Waldner: encontro de campeões (Divulgação)

Em todas as respostas que deu a respeito dos Jogos na capital chinesa, Deng mostrou o mesmo preparo e confiança da época de mesatenista. E antes de me despedir da “prefeita” naquele evento lotado, alinhei uma entrevista com ela, que seria realizada dias depois pelo grande repórter Helvídio Mattos. Mas essa história fica para um próximo post!

Mais em Blog da Lyanne Kosaka