Siga o OTD

liga de basquete feminino

Basquete

Liga de basquete feminino é confirmada com a participação de oito times

Catanduva, Blumenau, Ituano, Sampaio, Santo André, Sesi Araraquara, LSB-RJ e Vera Cruz Campinas serão os participantes da Liga de basquete feminino 2021

Liga de basquete feminino é confirmada com a participação de oito times

Faltando pouco mais de um mês para a bola subir na estreia da edição 2021 da Liga de Basquete Feminino, a entidade anunciou nesta terça-feira (2/2) as equipes participantes deste ano. Serão oito clubes de quatro estados do Brasil na disputa pelo título da principal competição da modalidade no país: Bax Catanduva-SP, Blumenau-SC, Ituano Basquete-SP, Sampaio Basquete-MA, Santo André/Apaba-SP, SESI Araraquara-SP, Sodiê Doces/Mesquita/LSB-RJ e Vera Cruz Campinas-SP.

Ricardo Molina, presidente da Liga de Basquete Feminino (LBF), destaca a nova temporada e as ações da entidade: “As movimentações no mercado demonstram um campeonato que deverá ser bastante disputado. Ainda que sem um patrocinador master, estamos oferecendo praticamente a totalidade das passagens aéreas na fase de classificação, um custo pesado para as equipes. Além disso, mantemos nosso campeonato transmitido 100% ao vivo, sendo nos domingos a grade fixa na TV Cultura, às 14 horas”, diz o executivo, que prossegue:

+Blumenau anuncia Luana e Agustina Leiva; Santo André renova com Jaqueline

“Para que as equipes possam se planejar ainda mais, a LBF tem data de começo e fim: de 8 de março, Dia Internacional da Mulher, a 29 de agosto. Seguindo nossa programação, em conjunto com as equipes participantes, definiremos o regulamento do campeonato e principalmente os protocolos em relação à COVID-19. Queremos uma edição organizada e com muita segurança a todos”, completa.

Confira as equipes participantes da Liga de Basquete Feminino 2021:

Bax Catanduva-SP: A cidade-feitiço está de volta à elite do basquete após um hiato de três anos. Capitaneado dentro e fora de quadra pela experiente armadora Natalia Burian, que também é gestora da equipe, o time paulista fará sua segunda participação na LBF, sonhando repetir as boas campanhas da equipe campeã brasileira em 2009/2010 e semifinalista nas duas primeiras edições da liga. Já tem confirmado no elenco nomes como da armadora Thaissa e das pivôs Lorraine e Jenyff, ambas com experiência na liga pela Uninassau-PE. Treinador: Cesamar Fernandes; Ginásio: Anuar Pachá.

Blumenau-SC: O atual tetracampeão catarinense vem para a sua quinta participação nacional. Sempre comandado por João Camargo, técnico da seleção brasileira sub-18 e auxiliar da principal, o representante do sul na LBF, cuja melhor campanha foi a quarta posição em 2018, já confirmou as renovações da prata da casa Mariana Camargo e da pivô Tati Castro e trouxe a ala Luana e a pivô argentina Agustina Leiva, campeãs da LBF por Santo André e Sampaio Basquete, respectivamente. Treinador: João Camargo; Ginásio: Galegão

+Ituano, Sampaio e LSB agitam o mercado para a LBF 2021

Ituano Basquete-SP: O rubro-negro vem reformulado para a temporada, começando pelo banco, com Bruno Guidorizzi assumindo a prancheta no lugar de Antonio Carlos Barbosa. Ambicioso, o galo já renovou com Palmira, Iza Sangalli e Mari Dias, trouxe a jovem ala Marilia Awe, ex-Santo André/Apaba, e tirou do Vera Cruz Campinas a ala da seleção brasileira Patty, terceira maior cestinha da história da LBF. A casa da equipe também mudou: agora, o Ituano manda seus jogos no Ginásio Ditinho Xavier. Treinador: Bruno Guidorizzi.

Sampaio Basquete-MA: O bicampeão e vencedor da última edição realizada, em 2019, participa pela quinta vez do nacional. A Bolívia Querida já anunciou o comando do francês Virgil Lopez, que retorna após passagens em 2018 e 2020, além dos reforços em quadra da pivô Gil Justino e da ala/armadora Erika, ex-Santo André e Vera Cruz Campinas. Treinador: Virgil Lopez; Ginásio: Costa Rodrigues

Santo André/Apaba-SP: A equipe mais tradicional da LBF, presente em todas as nove edições e campeã da primeira temporada, tem o comando de Arilza Coraça, fiel escudeira da histórica Laís Elena. Ariadna e Jaqueline, as duas maiores cestinhas da história da LBF, com quase 5 mil pontos somados em nove temporadas, deverão ser os principais nomes do grupo paulista. Treinadora: Arilza Coraça; Ginásio: Parque Celso Daniel

+ SIGA O OTD NOYOUTUBE, NOINSTAGRAM E NOFACEBOOK

SESI Araraquara-SP: a “Morada do Sol”, sede do Jogo das Estrelas 2019, terá seu representante atuando pela segunda temporada na liga. A equipe do técnico Daniel Wattfy, que alcançou as quartas de final em 2019, manteve a base do elenco terceiro colocado no último campeonato paulista, com destaque para a armadora Tainá Paixão, campeã e MVP da liga pelo Sampaio Basquete, e nomes como das alas Izabela, Karen, Mariane Carvalho e a experiente pivô Silvinha.Treinador: Daniel Wattfy; Ginásio: SESI Araraquara

Sodiê Doces/Mesquita/LSB-RJ: A equipe carioca, que estreou na LBF em 2019 e irá representar o país na Liga Sul-Americana em março, mudou de casa e passa a mandar seus jogos em Mesquita, na Baixada Fluminense.Sob o comando de Raphael Zaremba, a diretoria segue apostando em jovens valores da casa, como a revelação da LBF 2018, Thayná, mas também traz reforços internacionais, como da ala/pivô francesa Jessy Gneneka e da ala/armadora norte-americana Marquita Daniels, anunciadas em janeiro. Treinador: Raphael Zaremba; Ginásio: Mesquita FC

Vera Cruz Campinas-SP: O campeão de 2018, cujo projeto originou-se do Americana, maior vencedor da história da LBF, vem para a sua terceira temporada. Atual bicampeão paulista, o time comandado por Élcio Ortiz tem acertado a renovação do elenco que conquistou o estadual, tendo já confirmado a veterana Babi, recordista de jogos e títulos da LBF, as alas Tassia e Yasmim, a armadora Maila e as pivôs Licinara e Monica Nascimento. Treinador: Élcio Ortiz; Ginásio: AAPP Paineiras.

Mais em Basquete