Siga o OTD

Darlan Romani, recomeça treinos com foco nos Jogos Olímpicos Atletismo brasileiro

Tóquio 2020

A um ano dos Jogos, atletismo busca retomar atividades

Darlan Romani, por exemplo, mudou o foco para competições brasileiras, mas está com dificuldades para manter a normalidade nos treinamentos

Darlan Romani reinicia treinamento ao lado de seu treinador visando competições em dezembro (Wagner Carmo/CBAt)

A um ano dos Jogos, atletismo busca retomar atividades

Restando um ano para o início dos Jogos Olímpicos de Tóquio, alguns esportistas do atletismo brasileiro recomeçam a aumentar a marcha para a retomada dos treinamentos. Dentre os atletas que se encaixam nesse contexto está Darlan Romani, destaque brasileiro do arremesso do peso.

Eleito melhor em 2018 e 2019 o melhor representante da sua modalidade, Darlan Romani resolveu recomeçar os treinamentos ao lado de seu treinador, o cubano Justo Navarro.

“Estava numa preparação muito boa, mas de repente tivemos de parar tudo por causa da pandemia. Fiz treinamentos meia boca em casa e num terreno vizinho devido à quarentena. Agora, eu e o meu técnico resolvemos recomeçar”, declarou o atleta.

+ COI lança vídeo celebrando um ano para início dos Jogos

Recordista sul-americano, campeão brasileiro, continental e pan-americano, Darlan trabalhava com a possibilidade de competir na Liga Diamante, o maior circuito de competições do atletismo mundial. No entanto, com todas as etapas canceladas o atleta traçou um novo planejamento, focando agora as suas atenções apenas para Troféu Brasil e o Grande Prêmio Brasil, eventos do atletismo brasileiro marcados para dezembro.

Apesar do desejo de voltar a treinar normalmente, Darlan Romani já acabou sofrendo de um imprevisto duro. Isso porque no começo da semana o CNDA (Centro Nacional de Desenvolvimento do Atletismo) já precisou ser fechado novamente após a cidade de Bragança Paulista voltar à fase vermelha do Plano São Paulo de combate ao coronavírus. Com isso, o atleta acabou precisando retomar os treinos no terreno ao lado de sua casa.

“Até o Troféu Brasil e o GP Brasil terei tempo de fazer uma boa preparação. Vamos construir um plano diferente para a Olimpíada. Foco total e torcer para que não aconteçam as intercorrências que tivemos este ano”, completou o atleta.

Atletismo tem 17 confimados

Restando um ano para a realização dos Jogos Olímpicos, o atletismo brasileiro já garantiu 17 brasileiros com índices olímpicos, além das equipes de revezamento masculino do 4×100 m e do 4×400 m misto.

A retomada pela corrida por vagas olímpicas será reaberta em dezembro. As provas de atletismo serão realizadas de 30 de julho a 8 de agosto, no Estádio Olímpico (competições de pista) e no Sapporo Odori Park (provas de marcha atlética e maratonas).

+ SIGA O OTD NO FACEBOOKINSTAGRAMTWITTER E YOUTUBE

Visando minimizar os problemas encontrados na hora de retomar os treinamentos, um grupo de representantes do atletismo deve embarcar para Portugal na segunda quinzena de agosto para participar da Missão Europa do COB (Comitê Olímpico do Brasil).

Atletismo brasileiro já em Tóquio-2020

Masculino
Paulo André Camilo de Oliveira (Pinheiros) – 100 m – 10.04 (0.9)
Aldemir Gomes Junior (Pinheiros) – 200 m – 20.17 (0.9)
Gabriel Constantino (Pinheiros) – 110 m com barreiras – 13.18 (0.8)
Eduardo de Deus (ADPA) – 110 m com barreiras – 13.30 (0.7)
Alison Brendom dos Santos (Pinheiros) – 400 m com barreiras – 48.28
Marcio Teles (Orcampi) – 400 m com barreiras – 48.60
Thiago Braz (sem clube) – salto com vara – 5,92 m
Augusto Dutra (Pinheiros) – salto com vara – 5,80 m
Alexsandro Melo (ADPA) – salto triplo – 17,20 m (2.0)
Almir Cunha dos Santos (Sogipa) – salto triplo – 17.15 m (1.0)
Darlan Romani (Pinheiros) – arremesso do peso – 22,61 m
Paulo Roberto de Almeida Paula (São Paulo/Kiatleta) – maratona – 2:10.08
Daniel Chaves (IICB) – maratona – 2:11:10
Caio Bonfim (CASO) – 20 km marcha atlética – 1:18:47

Feminino
Vitória Rosa (Pinheiros) – 200 m – 22.72 (0.4)
Érica Rocha de Sena (Pinheiros) – 20 km marcha atlética – 1:27:37
Andressa Oliveira de Moraes (Pinheiros) – lançamento do disco – 65,34 m

Mais em Tóquio 2020