Siga o OTD

Lorraine Martins - Coronavírus - Tóquio

Tóquio 2020

Pandemia interrompe metas de Lorraine Martins para Tóquio

Promessa do atletismo, Lorraine voltou para casa, onde segue com os treinos. Treinador fala em cuidado para não “antecipar etapas”

Lorraine é promessa do atletismo aos 20 anos (Wagner Carmo/CBAt)

Pandemia interrompe metas de Lorraine Martins para Tóquio

A carioca Lorraine Martins é uma das principais promessas do atletismo brasileiro, nas provas de velocidade feminina. Aos 20 anos, ela já integrou como titular o 4 x 100 m nas equipes adultas do Mundial de Revezamentos de Yokohama (quarto lugar), dos Jogos Pan-Americano de Lima (campeão) e do Mundial de Doha, todos em 2019. Assim, a atleta, em seu primeiro ano como adulta, começou a temporada 2020 muita animada, de olho na classificação para Tóquio, mas logo veio a pandemia de coronavírus.

“Estava feliz e com metas grandes. Queria o índice olímpico nos 200 m e talvez também nos 100 m, além de continuar no revezamento. Mas aí voltei para casa, onde estou treinando, com alguns equipamentos emprestados. Situação difícil. Uma chatice não poder treinar direito”, comentou Lorraine Martins, sobre as restrições importas pelo coronavírus.

+Maioria dos moradores de Tóquio não quer Jogos em 2021

Depois de sete anos treinando e competindo no Rio de Janeiro, Lorraine Martins foi contratada no início deste ano pelo Pinheiros e passou a ser orientada por Felipe de Siqueira, o mesmo treinador de Alison dos Santos.

+ SIGA O OTD NO FACEBOOKINSTAGRAMTWITTER E YOUTUBE

“Além de objetivos importantes nas provas individuais na temporada, tínhamos a meta de continuar no revezamento da Seleção Brasileira. Ela teve uma ótima base com a professora Neusa, mas temos de ter calma neste momento. Está tudo ainda muito incerto. Lorraine é muito jovem e precisamos ter cuidados para não antecipar etapas”, ponderou o treinador.

Mais em Tóquio 2020