Siga o OTD

#5fatos que você não sabia sobre Vitor Tavares

Badminton

#5fatos que você não sabia sobre Vitor Tavares

No quadro do OTD, conheça 5 curiosidades sobre o atleta Vitor Tavares, do parabadminton. Assista!

Um dos grandes nomes do parabadminton do Brasil soltou a voz e nos contou várias curiosidades sobre sua vida. A promessa, que virou realidade, Vitor Tavares chega com tudo na preparação para os Jogos Paralímpicos de Tóquio e promete não deixar escapar a medalha no Japão. Bora conhecer um pouco mais do campeão dos Jogos ParaPan-Americanos de 2019? Assista ao vídeo!

+ SIGA O OTD NO FACEBOOKINSTAGRAMTWITTER E YOUTUBE

MAIS VÍDEOS DE BADMINTON:

+ Vitor avalia a TEMPORADA de 2019 e sonha com a medalha nas OLIMPÍADAS 2020

+ YGOR COELHO está preparado para o PANAMERICANO de Badminton no BRASIL

+ Vitor Tavares fatura ouro no badminton dos Jogos Parapan-americanos 2019

CONHEÇA A HISTÓRIA DO ATLETA:

Vitor Tavares, do parabadminton, na arte do 5 fatos (Arte: Caio Poltronieri)
 - parabadminton
Vitor Tavares, do parabadminton, na arte do 5 fatos (Arte: Caio Poltronieri)
Após ascensão estratosférica, Vitor Tavares mira topo do mundo

Vitor alimentava o sonho de ser atleta desde criança. Praticou diversas modalidades, mas foi no parabadminton que o curitibano realizou esse sonho. Aos 21 anos, ele é um dos melhores do mundo na categoria SS6, para atletas com nanismo, mira o topo e quer medalhar nos Jogos Paralímpicos de Tóquio.

Ligado ao esporte desde os primeiros passos, como a maioria dos brasileiros, iniciou no futebol e sonhava em atuar nos melhores clubes. Leia mais!

Vitor Tavares só pensa no pódio no parabadminton em Tóquio

Ele tem 1,40 m de altura e é um gigante nas quadras. Maior nome do parabadminton no ciclo de Tóquio-2020, o brasileiro conquistou a vaga para os Jogos Paralímpicos através do ranking mundial e sabe qual é seu objetivo no Japão. “Consegui minha vaga pelo ranking mundial e vou brigar pelo pódio”. 

Representante da classe S6, para pessoas com nanismo, viveu um sonho nos últimos quatro anos. Após conhecer a modalidade aos 16, o brasileiro teve ascensão meteórica, venceu os dois primeiros torneios que disputou e passou a figurar entre os melhores do país. Por conta disso, o brasileiro é a maior esperança de medalha do país na estreia da modalidade em Jogos Paralímpicos. Leia mais!

Mais em Badminton