Siga o OTD

Paralímpicos

CT Paralímpico segue sem previsão de abertura

Mantido pelo Comitê Paralímpico Brasileiro, local não tem previsão para reabrir e retomar as atividade em meio à pandemia

CT Paralímpico - CPB
CT Paralímpico Brasileiro - (Alê/Cabral)

Fechado desde a segunda quinzena de março, o CT Paralímpico, em São Paulo, manterá todas as suas atividades suspensas por tempo indeterminado por causa da pandemia do novo coronavírus, informou o CPB (Comitê Paralímpico Brasileiro).

O Centro de Treinamento só deverá voltar a funcionar no momento que houver segurança sanitária para garantir a livre circulação de pessoas. O CPB, responsável pela gestão do local, está elaborando um protocolo de retomada das atividades que deve ser divulgado ao público nos próximos dias.

+ SIGA O OTD NO YOUTUBE, NO INSTAGRAM E NO FACEBOOK

O grupo de pessoas com deficiência engloba grande parte dos atletas que competem, treinam ou frequentam regularmente o CT Paralímpico. Este grupo está entre os mais suscetíveis a complicações caso venham a se contaminar com o vírus estão os lesionados medulares, pessoas com enfermidade neurológicas e/ou pulmonares, paralisados cerebrais e imunossuprimidos.

CPB Comitê Paralímpico Brasileiro mantém CT Paralímpico fechado por tempo indeterminado diante da pandemia
CPB Comitê Paralímpico Brasileiro mantém CT Paralímpico fechado por tempo indeterminado (Reprodução/CPB)

O CPB reconhece a urgência do cenário atual da pandemia, e mantém-se firme na premissa de zelar pela saúde, segurança e bem-estar de seus atletas assim como do público em geral.

+ Fratus e Daniel, diferentes fisicamente, unidos pela piscina

Os mais de 300 funcionários do CPB se revezam, desde então, em home office e férias. Para seguir incentivando a prática desportiva o CPB lançou a plataforma Movimente-se.

Polo esportivo

O CT Paralímpico Brasileiro realiza várias atividades, além de sediar competições paralímpicas e de ser referência por sua estrutura de treinamento.

+Alunos da escolinha do CPB retomam aulas no sistema online

As escolinhas do Centro de Formação Paralímpica, que reuniam mais de 600 crianças de São Paulo e municípios vizinhos no CT, estão suspensas até março de 2021.

Mais em Paralímpicos