Siga o OTD

Planeta Ippon

Nathália Brigida lava a alma com bronze no GP de Tel Aviv

Nathália Brigida sobe ao pódio no GP de Tel Aviv de judô. Este é o primeiro grande resultado da judoca após cerca de dois anos se recuperando de lesão no ombro

Pódio das ligeiras em Tel Aviv. Quem é a mais sorridente? (foto: reprudução TV)

Após mais de dois anos de espera, a brasileira Nathália Brigida voltou a subir ao pódio de um torneio do circuito mundial de judô. Foi no GP de Tel Aviv, nesta quinta. Na disputa pela medalha de bronze, ela bateu a eslovena Marusa Stangar por waza-ari no Golden Score (assista abaixo a luta).

A brasileira está aos poucos voltando às competições depois de passar quase dois anos fora por lesão no ombro direito. Retornou em agosto do ano passado. De lá para cá, havia disputado dois torneios, com uma vitória e duas derrotas. Ela entrou em 2019 com a posição 132 do ranking mundial.

Golpe que levou Nathália Brigida de volta ao pódio (foto: Gabriela Sabau/IJF)

“É uma conquista muito importante para mim nessa minha volta depois de um tempinho parada por causa dessa cirurgia”, disse, logo após receber a medalha. “Também é um a honra ser a primeira medalha do Brasil no ano, e que seja um ano vitorioso para todo o judô brasileiro”, complementou.

Em Tel Aviv foram quatro vitórias e uma derrota. Venceu por ippon a jovem italiana Sofia Petitto na estreia. Na segunda rodada, passou pela romena Alexandra Pop, desclassificada por três punições.

A disputa seguinte, pelas quartas, foi contra a cabeça-de-chave número 1 Eva Csernoviczki, também medalhista nos Jogos de Londres 2012. A húngara confirmou o favoritismo com um estrangulamento relâmpago que deixou Nathália Brigida “fora do ar” por alguns segundos.

Apesar da derrota, a brasileira permaneceu na disputa. Na repescagem, venceu a israelense Noa Minsker. Conseguiu dois waza-aris, e o consequente ippon, garantindo vaga na disputa pelo bonze.

Kitadai e Diego Santos

Outros dois brasileiros lutaram no primeiro dia em Tel Aviv. Felipe Kitadai e Diego Santos venceram a estreia, mas caíram na segunda rodada. Kitadai passou pelo jovem atleta do Uzbequistão Kemran Nurillaev, porém foi derrotado pelo russo Albert Oguzov, cabeça-de-chave número 1. O brasileiro foi desclassificado após receber três punições, contestando bastante a última, que o eliminou na competição.

Diego bateu o canadense Jacob Valois, também por três punições, mas parou no uzbeque Shakhram Akhadov, cabeça-de-chave número 3.

Ao vivo, mais GP de Tel Aviv

O Grand Prix de Tel Aviv terá mais dois dias de competições. Na sexta participam os brasileiros Alex Pombo (73kg) e Ketleyn Quadros (63kg) . Por fim, no sábado, Gustavo Assis luta nos Médios (90kg).

O Planeta Ippon vai disponibilizar a transmissão ao vivo oficial da FIJ. Será a partir das 13h (Brasília), horário marcado para o bloco final das competições. A transmissão é em inglês, porém haverá comentários em português.

Mais em Planeta Ippon