Siga o OTD

Pan 2019

COB confirma torção no joelho de Jade, que pode ser cortada

Após sentir o joelho na noite de quarta, Jade Barbosa teve confirmada torção no joelho. Exame de ressonância nesta quinta pode definir o corte da ginasta

Depois de perder Rebeca Andrade um mês e meio antes dos Jogos Pan-Americanos, a ginástica artística do Brasil corre o risco de ter mais um desfalque de última hora em Lima. Durante treino de pódio realizado na noite de quarta-feira, Jade Barbosa sentiu uma lesão no joelho e deixou a atividade chorando.  No começo da tarde desta quinta, o diretor de esportes do Comitê Olímpico Brasileiro, Jorge Bichara, confirmou que a atleta sofreu uma torção no joelho esquerda e que pode ser cortada da delegação brasileira.

“Hoje de manhã, ela apresentou dores ainda no local,  no joelho esquerdo e ela vai passar por uma ressonância magnética para ser fechado o diagnóstico dela e, no final do dia, vamos dar uma posição sobre a participação da atleta”, afirmou o dirigente. Por conta disso, Jade Barbosa ficou na Vila Pan-Americana e não foi ao ginásio participar do treino da manhã junto com as outras ginastas da equipe. Veja vídeo abaixo.

Apesar da decisão final só ser tomada depois do resultado do exame de ressonância magnética a qual Jade Barbosa será submetida, Bichara deixou claro que a ginasta não vai arriscar competir no sacrifício no Pan por causa do Mundial, que será disputado em outubro na Alemanha, e é classificatório para a Olimpíada. “Temos uma preocupação grande em relação ao Mundial. É uma atleta extremamente significativa dentro das estratégias da equipe, principalmente depois da lesão da Rebeca Andrade e isso está sendo considerado em relação à participação dela aqui”, explicou Bichara.

Caso a notícia seja a pior e Jade Barbosa tenha mesmo que ser cortada, nenhuma outra ginasta será convocada para substituí-la. “Não tem substituição. Se ela não puder competir, a equipe vai sem ela”, cravou o dirigente.

Desfalque no tênis

Jorge Bichara também comentou a respeito da situação de Marcelo Demoliner, do tênis, que anunciou na tarde de quarta-feira que não poderá participar dos Jogos Pan-Americanos também por causa de lesão. “Nós vamos fazer a substitução dentro dos atletas que estão compondo mesmo a equipe. Já fizemos a solicitação para a organização e vamos utilizar os atletas que fazem parte da equipe para participar das outras provas”, afirmou o dirigente.

Marcelo Demoliner estava escalado para disputar os torneios de duplas masculinas, junto com João Menezes, e de duplas mistas, junto com Luisa Stefani. Sem ele, Thiago Wild vai formar a parceria masculina com João Menezes, que também deve jogar as duplas mistas.

 

Mais em Pan 2019