Siga o OTD

CBV anuncia mudanças no vôlei de praia

Vôlei de Praia

CBV anuncia mudanças no planejamento, e calendário voltará a ser anual

Entidade explica novas dinâmicas da modalidade com destaque para o calendário, que terá todas as competições sendo disputadas no mesmo ano

(Divulgação/FIVB)

CBV anuncia mudanças no planejamento, e calendário voltará a ser anual

Nesta terça-feira (14), a Confederação Brasileira de Vôlei (CBV) anunciou mudanças no planejamento e no calendário do vôlei de praia brasileiro. O principal destaque é a alteração no calendário, que voltará a ser anual, com todas as competições tendo início e fim dentro do mesmo ano.

“A CBV entende que a necessidade de conduzir o principal campeonato da modalidade, feito ao longo dos últimos anos, com início e término em anos diferentes, não faz mais sentido, tendo em vista que o calendário internacional, liderado pela Federação Internacional de Voleibol, FIVB, também não permanecerá mais desta forma”, disse a CBV em nota, assinada por Guilherme Marques, Gerente da Unidade de Vôlei de Praia.

+#ElasTransformam: a importância do investimento no esporte feminino

A Unidade de Vôlei de Praia (UVP) enxerga benefícios com esta alteração, possibilitando uma melhor comunicação do produto, uma integração entre as diversas competições existentes, além do retorno do período de férias antes do início das temporadas, possibilitando, também, periodizações de treinamentos mais adequadas”, completou.

Vale lembrar que o comunicado da entidade vem dias após a Comissão Nacional de Atletas apresentar algumas cobranças. Ela mostrou a insatisfação de um grupo considerável de atletas, que até ameaçaram, não participar das primeiras competições após os Jogos Olímpicos de Tóquio.

Mudanças

Além disso, a CBV explica também que as cinco etapas da categoria adulta do vôlei de praia, que serão realizadas em 2021, farão parte da nova competição, denominada Circuito Brasileiro de Vôlei de Praia Open 2021. A primeira etapa da categoria Open será realizada no Rio de Janeiro, na EsEFEx, e premiará os 24º colocados na competição, com 20 duplas no torneio principal.

+ SIGA O OTD NO , YOUTUBETWITTERINSTAGRAMTIK TOK E FACEBOOK

A 2ª e 3ª etapas, que também serão realizadas no Rio de Janeiro, na EsEFEx. Elas terão a participação de 20 ou 24 duplas no torneio principal, a depender de uma avaliação técnica que será feita em conjunto com a Comissão de Atletas, após a realização da 1ª etapa. Caso a opção seja por manter 20 duplas no torneio principal, a premiação até o 24º colocado permanecerá. Por fim, para a 4ª etapa, que será realizada Itapema/SC, e 5ª etapa, com local a definir, o torneio principal contará com 24 duplas.

“Com a certeza de que o vôlei de praia brasileiro continua sendo referência internacional e ocupando um lugar privilegiado entre os esportes nacionais, com grande prestígio e parcerias longas com seus patrocinadores, a CBV continuará encarando os desafios com profissionalismo e com permanente diálogo com todos aqueles fazem parte da modalidade. Em breve a Unidade de Praia divulgará novas informações. E estará buscando novas ferramentas para um contínuo e direto contato com toda a comunidade do vôlei de praia”, concluiu.

Mais em Vôlei de Praia