Siga o OTD

adrielson ataca

Vôlei de Praia

Decisão da sétima etapa masculina terá disputa entre jovens talentos

Adrielson e Renato Andrew enfrentam Arthur Mariano e Guto na decisão da sétima etapa do Circuito Brasileiro de vôlei de praia

(Wander Roberto/Inovafoto/CBV)

Decisão da sétima etapa masculina terá disputa entre jovens talentos

A nova geração mostrou força no torneio masculino da sétima etapa Open do Circuito Brasileiro de Vôlei de Praia 20/21. Após a rodada deste sábado (27.02), que contou com a realização das quartas de final e semifinais, duas jovens duplas garantiram lugar na grande decisão. Adrielson e Renato Andrew (PR/PB), de 23 e 21 anos respectivamente, enfrentarão Arthur Mariano, de 23, e Guto, o mais velho, com 28.

O jogo decisivo acontece na manhã deste domingo (28.02), por volta das 11h50 (de Brasília), com transmissão exclusiva do SporTV 2. Antes, às 11h, Vinícius Freitas/Vítor Felipe (ES/PB) e Maia/Vinícius Cardozo (RJ), duplas superadas nas semifinais, medem forças pela medalha de bronze, em duelo também televisionado.

+Desfalcada dos olímpicos, etapa perde também os líderes do circuito por covid

Primeira dupla a garantir um lugar na final, Adrielson e Renato Andrew (PR/PB) abriram o dia com vitória sobre Averaldo/Harley (TO/DF), nas quartas de final, por 2 sets a 0 (21/19 e 21/14). No início da tarde eles levaram a melhor sobre Vinícius Freitas e Vítor Felipe (ES/PB) em dois sets (21/10 e 23/21) pela semifinal. Ao conseguir a classificação a uma decisão de Open pela segunda vez na carreira, Adrielson destacou a dedicação dos dois atletas nos treinos.

Nós estamos treinando muito, nos dedicando muito para alcançarmos os nossos objetivos. E queremos ir cada vez mais longe no Circuito Brasileiro e no Circuito Mundial. Vamos treinar mais juntos, pois estávamos treinando cada um no próprio CT, eu em Maringá (PR) e o Renato em João Pessoa (PB), assim vamos em busca de resultados melhores”, contou Adrielson.

Parceiro do paranaense, Renato Andrew chega a uma decisão de etapa do Circuito Brasileiro pela primeira vez. O jovem atleta, que colecionou títulos nas categorias de base, agradeceu o apoio que recebe de amigos e familiares que estão na torcida à distância, e comentou sobre o nível da competição.

“A etapa está muito competitiva, tivemos jogos muito duros. Mesmo com algumas duplas importantes de fora o nível segue alto. Cada jogo é uma batalha, e estamos nos saindo bem. O Adrielson é um grande parceiro, ele me ajuda muito dentro de quadra e eu o ajudo. Tenho que agradecer a todos que me apoiam, nossas famílias, nossos centros de treinamento. Agora vamos focar para amanhã que o nosso objetivo é o ouro”, disse Renato.

+ SIGA O OTD NO YOUTUBE, NO INSTAGRAM, NO FACEBOOK E NO TIKTOK

Adversários de Adrielson e Renato na final, Guto e Arthur Mariano iniciaram o dia com vitória sobre Léo Vieira/Bruno (DF/AM), nas quartas de final, por 2 sets a 1 (17/21 e 21/14 e 15/10). Mais tarde, pela semifinal, novo resultado positivo em partida definida no tiebreak, desta vez sobre Maia/Vinícius Cardozo (RJ) (19/21, 21/18 e 15/9). Esta será a quarta decisão da dupla na temporada, e, para Arthur Mariano, o trabalho feito nos treinamentos é a razão dos resultados recentes.

“Acho que isso tudo é fruto do nosso trabalho, de nós três juntos com nosso preparador físico e nossa psicóloga. Acho que ninguém mais sabe o que a gente passa, o que a gente treina para estar aqui, físico e academia, e só é fruto do nosso trabalho”, explicou Arthur. O atleta também comentou sobre o duelo na decisão contra Adrielson, parceiro de Arthur na primeira final que disputou na carreira, na temporada passada.

“Acho que é uma motivação a mais. Sempre que a gente joga contra é um jogão. Todas as vezes que a gente jogou contra foi um grande jogo. Acho que a gente precisa estar mais focado ainda porque a gente sabe o que eles podem fazer, o que eles fazem. A gente se conhece bem e se enfrentou várias vezes”, falou Arthur.

Mesmo sem contar com público presente em razão dos protocolos de segurança sanitária, as partidas não ficaram sem torcida. Alguns fãs do vôlei de praia tiveram a oportunidade de acompanhar os duelos por meio da “Arquibancasa”. Acessando um convite virtual, os fãs interagiram com o animador e participaram de ações nos intervalos das partidas. O sistema foi exibido em telões na quadra central e trouxe animação e cores para dentro da competição.

Os torcedores também puderam eleger os melhores jogadores em quadra de cada partida das semifinais por meio de votação no site e aplicativo da Confederação Brasileira de Voleibol (CBV). Adrielson e Guto foram as eleitos nos respectivos confrontos das semifinais. A disputa de bronze e ouro também contará com a votação.

Cada etapa do Circuito Brasileiro distribui R$ 47 mil às duplas campeãs dos dois naipes, e todos os times na fase de grupos são premiados. Ao todo, são distribuídos aproximadamente de R$ 538 mil por etapa.

Mais em Vôlei de Praia