Siga o OTD

Vôlei

Com 28 pontos de Alan, Sesi derrota Sesc RJ no tie break

Divulgação

Com 28 pontos de Alan, Sesi derrota Sesc RJ no tie break

Jogando no ginásio da Vila Leopoldina, Sesi derrota o Sesc por 3 a 2 na abertura do playoff semifinal com grande atuação de Alan

A série melhor de cinco jogo entre Sesi e Sesc RJ começou com um jogaço no ginásio da Vila Leopoldina, em São Paulo. A briga por uma vaga na final da Superliga de vôlei masculino começou com uma partida extremamente equilibrada, que foi decidida apenas no tie break com vitória do time paulista com parciais de 25/20, 30/32, 22/25, 25/19 e 15/11.

+ CONFIRA A TABELA DA SUPERLIGA

O grande destaque da vitória do Sesi foi Alan, que marcou incríveis 28 pontos. O jogador foi eleito o melhor da partida e ganhou o Troféu Viva Vôlei. Foi o terceiro resultado positivo da equipe paulista em três confrontos contra o Sesc RJ na temporada. Além do primeiro jogo dos playoffs, o Sesi derrotou os rivais nas duas partidas que disputaram na fase de classificação.

“Ganhamos três vezes deles, mas isso não quer dizer nada. Temos que ver o que a gente errou e o que a gente acertou porque terça-feira tem mais”, afirmou Alan, se referindo ao segundo jogo da semifinal, que será disputado no Rio de Janeiro.

Levantador do Sesc RJ, Thiaguinho acredita que apesar do retrospecto ruim contra o Sesi, a equipe tem tudo ainda para conseguir a classificação para a decisão. “Agora é semifinal, os dois times se conhecem muito bem e serão os detalhes que vão definir. O jogo é parelho e vamos buscar a vitória no Rio. Eles ganharam três vezes da gente, mas isso não quer dizer nada. A série está aberta”, garantiu.

Do outro lado, William se mostrou muito feliz com o resultado obtido pelo Sesi, principalmente pela dificuldade da partida, que foi disputada em cinco sets. “O jogo de hoje demonstra o equilíbrio que está sendo a Superiga. Vitória em casa é importante numa série longa como essa. O time está de parabéns pela atitude. Para ser campeão, tem que ter essa atitude. No segundo set, tivemos a bola para fazer 2 a 0, mas não fechamos. Mesmo assim, o time não se abalou e foi atrás da vitória”, analisou.

Dono de grande atuação, apesar da derrota sofrida, Maurício Borges, por sua vez, mostrou confiança na possibilidade do Sesc RJ se classificar para a final. “Acho que faltou um pouco mais de paciência tanto no tie break como no set anterior. Mas a série é longa e temos que buscar o nosso melhor sempre. Vamos agora para o Rio e temos dois jogos em casa para virar a série”, afirmou o jogador.

 

Mais em Vôlei