Siga o OTD

Vôlei

Brasil ganha mais uma e chega à nona vitória na Liga das Nações

Já garantido na fase final, Brasil ganha da Bulgária e chega a nove vitórias em onze jogos pela Liga das Nações

Pri Daroit Carol vôlei feminino bloqueio Brasil Bulgária Liga das Nações de vôlei feminino seleção brasileira de vôlei feminino seleção feminina de vôlei
(FIVB)

O Brasil derrotou a Bulgária por 3 a 0, parciais de 25/21, 25/20 e 25/18, nesta sexta-feira (1º) em Sofia e chegou a nona vitória em 11 partidas pela Liga das Nações de vôlei feminino. O jogo, o penúltimo da equipe na fase de classificação, pouco valia para as comandadas do técnico José Roberto Guimarães, pois um dia antes elas haviam confirmado vaga nas finais com uma vitória sobre a Coreia do Sul. O time fecha a participação nesta etapa do torneio enfrentando a Tailândia no sábado (2). As finais vão de 13 e 17 de julho e serão disputadas em Ancara, na Turquia.

Gabi Guimarães foi a maior pontuadora do jogo com 12, todos no ataque. Julia Kudiess, de apenas 19 anos, voltou a fazer um bom jogo e anotou onze, sendo três deles no bloqueio, a melhor do confronto no fundamento. Carol e Kisy, esta última a maior pontuadora do Brasil em todo o campeonato até agora, maracaram oito cada, e Pri Daroit contribuiu com sete. Pelo lado das anfitriãs, Dimitrova marcou nove. No geral, destaque para os erros de ambas as equipes, 21 delas e 19 nossos. A seleção fez, ainda, 11 no bloque, três aces e 40 no ataque.

Kisy vôlei feminino bloqueio Brasil Bulgária Liga das Nações de vôlei feminino seleção brasileira de vôlei feminino seleção feminina de vôlei ao vivo
Kisy é o maior destaque do Brasil no número de pontos até aqui (FIVB)

“Foram três pontos importantes na nossa classificação para fase final”, disse Gabi. “Apesar de ter sido 3 sets a 0, foi um jogo complicado, principalmente no primeiro set quando nosso saque não funcionou tão bem e tivemos dificuldade no sistema de bloqueio e defesa. Crescemos na partida e isso é o mais importante.” Kudiess acrescentou que “foi uma vitória importante. Temos que diminuir cada vez mais nossos erros. Não é fácil jogar contra o time da casa e a torcida búlgara fez uma festa bonita. Agora vamos pensar no jogo contra a Tailândia para irmos com tudo para a fase final na Turquia.”

Formado do torneio

A fase de classificação da Liga das Nações de vôlei feminino foi dividida em três semanas com quatro jogos por equipe em cada. As sete melhores, além da Turquia, classificam-se para as finais. As turcas já têm vaga garantida por sediarem a etapa decisiva e os confrontos das quartas de final dependem da posição final das anfitriãs. Se elas ficaram entre as sete primeiras na fase classificatória, entram como primeira ranqueada, “empurram” as outras uma posição abaixo e pegam a oitava melhor. Se ficarem de oitavo pra baixo, entram como oitava ranqueada e enfrentam a de melhor campanha. Os outros três confrontos reúnem a segunda contra a sétima, a terceira contra a sexta e a quarta contra a quinta melhor.

+ tabela de classificação, resultados e próximos jogos

Pri Daroit vôlei feminino bloqueio Brasil Bulgária Liga das Nações de vôlei feminino seleção brasileira de vôlei feminino seleção feminina de vôlei
Nem só de pontos vive Pri Daroit (FIVB)

Equilíbrio no começo

O primeiro set foi equilibrado do início a quase o fim. Os times caminharam ponto a ponto, sem que ninguém abrisse mais do que os três do 17 a 14 para as donas da casa. A partir do vigésimo ponto, porém, o Brasil assumiu a frente, conseguiu impôr 24 a 20 e só rodou mais uma vez para fazer 1 a 0. No segundo set, a seleção deu a impressão que iria escapar logo de cara e fez 4 a 1. As búlgaras, porém, reagiram e em quatro pontos seguidos viraram no 6 a 5, recolocando equilíbrio no duelo. O Brasil voltou a fugir no 11 a 8 e, desta vez, foi abrindo aos poucos até chegar no 20 a 15. Apesar de uma reação da Bulgária, os cinco de frente foram suficientes para garantir o 2 a 0.

No terceiro set, a seleção brasileira começou a mil e logo fez 4 a 0. O técnico da Bulgária parou o jogo e deu resultado. Elas melhoraram e escalaram o placar até cortarem pra dois no 7 a 5, mas o Brasil reabriu os quatro no 11 a 7 e não deu mais espaço pra reação. Colocou seis no 20 a 14 e dali em diante só manteve a “velocidade de cruzeiro” até matar o jogo em mais um 3 a 0 para chegar na nona vitória em 11 jogos pela Liga das Nações de vôlei feminino. A despedida da fase de classificação será contra a Tailândia, às 10h30 deste sábado (2), com acompanhamento ao vivo aqui pelo Olimpíada Todo Dia.

+SIGA O OTD NO YOUTUBETWITTERINSTAGRAMTIK TOK E FACEBOOK

APOIE O OLIMPÍADA TODO DIA

Desde setembro de 2016, o Olimpíada Todo Dia não deixa você ter saudade dos Jogos nunca. É o único veículo de comunicação que todos os dias traz a trajetória dos atletas olímpicos e paralímpicos, combatendo a monocultura do futebol e na busca de ajudar a mudar a cultura esportiva do Brasil. Gosta do nosso trabalho? Nos apoie! Faça um pix para [email protected]

Outra alternativa para nos apoiar é usando o cupom OTD em compras na Centauro. Com o cupom, você ganha 10% de desconto na compra de equipamentos esportivos e parte do valor será revertido para o Olimpíada Todo Dia. Vale lembrar que os descontos não são cumulativos. Se alguma peça já estiver em oferta, você não conseguirá aumentar o desconto, mas se colocar o cupom OTD, parte do valor vai ajudar o portal do mesmo jeito. Você pode comprar também pela vitrine do OTD no site das Centauro.

Mais em Vôlei