Siga o OTD

Vôlei

Ceren chega para reforçar Osasco São Cristóvão Saúde

Ceren, turca de 28 anos e 1,90 metro de altura, desembarcou no Brasil nesta segunda-feira (10) e seguiu diretamente para o ginásio José Liberatti

Ceren chega para reforçar o Osasco
(Osasco Voleibol Clube)

O ano de 2022 traz uma novidade internacional para o Osasco São Cristóvão Saúde. A ponteira/oposta turca Ceren Kestirengöz Kapucu chega para compor o elenco do time que ocupa a vice-liderança da Superliga Banco do Brasil 2021/22. Ela desembarcou no Brasil nesta segunda-feira (10) e seguiu diretamente para o ginásio José Liberatti, animada com a oportunidade de vestir uma das camisas mais “pesadas” do vôlei mundial.

-CT recebe Intercâmbio Parapan-Americano de parabadminton

“Estou muito feliz em fazer parte da equipe de Osasco. É um time de tradição, inclusive internacional, já que detém um título mundial de clubes e espero somar ao grupo. Vou trabalhar muito para isso”, disse a atleta de 28 anos e 1,90m de altura, que defendia o Yesilyurt, da cidade turca de Istambul.

Esta será a primeira experiência da ponteira/oposta no Brasil, mas não o primeiro contato com o vôlei Brasileiro. Ceren e Luizomar se conheceram em 2009, na Tailândia, na semifinal do Campeonato Mundial Infanto Juvenil, no qual a seleção brasileira, comandada pelo treinador osasquense, conquistou o título.

“A Ceren é uma atleta de potencial e que chega para nos auxiliar na composição do elenco. Com o retorno da Silvana, o crescimento da Joycininha, a chegada da Ceren e aguardando a resolução do caso da Tandara, esperamos crescer na fase final da Superliga. Felizmente, com muito trabalho e empenho das atletas e comissão técnica, superamos todas as dificuldades, conquistamos o título paulista e fechamos 2021 na vice-liderança da Superliga. Agora é seguir com a mesma garra e dedicação, entrosar a Ceren e contar com mais ‘uma peça no tabuleiro’”, afirmou o treinador.

+ SIGA O OTD NO YOUTUBETWITTERINSTAGRAMTIK TOK E FACEBOOK

Carreira – Ceren já vestiu a camisa da seleção turca em duas edições da VNL (2018 e 2019), conquistando a medalha de prata em 2018. Iniciou a carreira no vôlei na base do Vakifbank, onde teve duas passagens – entre 2008 e 2012 e, na temporada 2014/2015. Teve passagens também pelo Sariyer, Çanakkale, Beylikduzu, Besiktas e Fenerbahce, este entre 2019 e 2021.

Em clubes, seus principais resultados são a medalha de prata no Mundial de Clubes e um bronze na Champions League, além de três vices no Campeonato Turco.

Mais em Vôlei

viagra