Siga o OTD

Vôlei

Osasco sofre, Tifanny resolve e vence Fluminense na Superliga

Tifanny faz 37 pontos e comanda a vitória do Osasco contra o Fluminense por 3 sets a 2 pela Superliga feminina

Osasco x Fluminense - Superliga feminina
(@carol__fotografia)

Foi no sufoco, mas a vitória veio. Pela Superliga feminina, o Osasco enfrentou e venceu o Fluminense por 3 sets a 2, na noite deste sábado (30). Em jogo de extremo equilíbrio, Tifanny resolveu, fazendo 37 pontos, e o time paulista saiu com o triunfo. O troféu VivaVôlei ficou com a líbero Camila Brait.

“O importe é sair com a vitória. Cometemos muitos erros, coisas que sabemos que não podemos errar, mas sabemos que vamos melhorar. A Superliga é longa e precisamos nos preparar para a próxima partida”, comentou Camila Brait.

O jogo

O primeiro set de partida teve o Fluminense no comando do placar nos primeiros movimentos. Com um bom aproveitamento do sistema defensivo, principalmente do bloqueio, as cariocas seguiram a maior parte do tempo da parcial na liderança. Contudo, na reta final, o Osasco cresceu, conseguiu a virada e fechou em 26 a 24 em um bloqueio. 

+Confira a tabela completa da Superliga Feminina de vôlei

No segundo set, o duelo seguiu equilibrado na primeira metade dos pontos. Próximo da metade, o Fluminense aproveitou dois contra-ataques e abriu 13 a 11. Na sequência, os dois times passaram a se alternar na liderança do placar e o equilíbrio se manteve. Desta forma, o limite de 25 pontos foi ultrapassado. No “vai a dois”, as cariocas erraram menos e, em um ataque de Mayara, fez 31 a 29. 

Na terceira parcial, o equilíbrio se manteve até o oitavo ponto, quando o Osasco abriu 10 a 8 e o jogo parou. Na volta para a quadra, a igualdade entre os dois times se manteve, com uma leve vantagem para um dos lados em cada momento. Na reta final, as donas da casa se impuseram, abriram vantagem e fecharam em 25 a 22. 

+ SIGA O OTD NO YOUTUBE, NO INSTAGRAM E NO FACEBOOK

No quarto set, as donas da casa começaram errando muito mais do que no restante do jogo e o Fluminense abriu vantagem, com 14 a 12. Na sequência, as cariocas cresceram no volume de jogo e colocaram a diferença em três pontos, com 18 a 15, Contudo, o Osasco aproveitou de dois erros das adversárias e deixaram a desvantagem em apenas um, com 18 a 17.

Na reta final, o Fluminense cresceu em todo os fundamentos do jogo e aumentou a diferença. Desta forma, a equipe carioca não teve problema para fechar em 25 a 20, empatar o duelo em 2 a 2 e forçar o tie break.

Nele, mais uma vez, o equilíbrio esteve presente desde o começo do duelo. Sem que nenhuma das equipes conseguisse abrir vantagem, a definição ficou para o detalhe. Neste momento, o Osasco errou menos, abriu uma diferença e fechou em 15 a 12.

Mais em Vôlei

viagra