Siga o OTD

Lucão - Jogos Olímpicos de Tóquio 2020 -

Vôlei

No retorno de Lucão, Brasil vence Itália e se classifica na Liga das Nações

Com Lucão de volta, Brasil tem vida difícil contra a Itália, mas vence por 3 a 1 e se garante na semi da Liga das Nações

(Divulgação/FIVB)

No retorno de Lucão, Brasil vence Itália e se classifica na Liga das Nações

Abrindo a quinta e última semana da primeira fase da Liga das Nações masculina, o Brasil confirmou o favoritismo, venceu a Itália e garantiu a vaga na semifinal da competição, nesta segunda-feira (21). A partida, que marcou o retorno de Lucão após suspensão, no entanto, não foi fácil. Os donos da casa complicaram a vida da seleção, chegaram a arrancar um set, mas o Brasil se impôs e fechou o jogo em 3 sets a 1 (25/19, 32/30, 22/25 e 25/20).

Lucarelli foi o grande destaque do jogo, sendo o maior pontuador com 21 pontos, seguido de Leal, com 20. Pelo lado italiano, Michieletto foi o maior pontuador, também com 20, na frente de Recine, com 17.

Com o resultado, o Brasil vai a 35 pontos e se mantém na liderança da tabela, com 12 vitórias e apenas uma derrota para a França. Assim, a seleção brasileira não pode mais ser ultrapassada pela quinta colocada, Sérvia, garantindo sua vaga entre as quatro primeiras equipes. A Polônia vem logo atrás, na segunda colocação, com 30 pontos, seguida de França e Eslovênia, que ainda brigam pela classificação.

Confira a tabela da Liga das Nações masculina

Agora, com a classificação em mãos, o Brasil encerra esta primeira fase diante da já eliminada Holanda e da Rússia, que ainda sonha com a vaga nas semifinais. Os duelos acontecem nesta terça (22) e quarta-feira (23), respectivamente, e você acompanha no Olimpíada Todo Dia.

Vale lembrar que o Brasil busca o título inédito da Liga das Nações masculina. Na última edição do torneio, em 2019, o time ficou na quarta colocação.

O jogo

Brasil e Itália - Liga das Nações masculina
(Divulgação/FIVB)

O Brasil começou o jogo com a base que vinha sendo titular, com o reforço de Lucão, voltando de suspensão. Assim, a seleção entrou em quadra com: Bruno, Lucarelli, Wallace, Leal, Maurício Souza, Lucão e Thales. E o início da partida foi bastante equilibrado, com as equipes trocando pontos, sem abrir vantagem. Os donos da casa chegaram a estar melhor em quadra, mas a seleção brasileira logo reagiu, retomou o ritmo e, encaixando mais as jogadas, passou a construir a vantagem. Com ótima atuação de Lucarelli e Leal no ataque, o Brasil, então, deslanchou no marcador e fechou a parcial, abrindo 1 a 0.

O segundo set seguiu o mesmo roteiro. Começou igualmente equilibrada, com os times trocando pontos, mas aos poucos, o Brasil foi se impondo e abrindo diferença no placar. A Itália, no entanto, reagiu e buscou o empate em 21 a 21, virando praticamente todas as bolas. A seleção brasileira ainda conseguiu abrir dois pontos e chegar ao set point, mas deixou os donos da casa empatarem de novo. E depois de seis set points, o Brasil enfim fechou o set, em um super ace de Lucarelli para respirar aliviado.

+ SIGA O OTD NO YOUTUBETWITTERINSTAGRAMFACEBOOK E TIKTOK

Mais uma vez, o começo do terceiro set foi bastante equilibrado, sem que nenhum dos times abrisse vantagem confortável. Desta vez, no entanto, foi a vez da Itália se impor e abrir vantagem no marcador, complicando a vida do Brasil. A seleção ainda tentou se manter na cola dos adversários, mas tinha dificuldade em barrar os ataques italianos, que levaram o time ao set point. Os donos da casa, então, não desperdiçaram e diminuiram a conta, fazendo 2 a 1.

Para o quarto set, o Brasil já voltou diferente, retomando o ritmo e abrindo vantagem desde o início. Com metade da parcial, a diferença já era de sete pontos para a seleção, que precisava manter o embalo para fechar o jogo. Mas não conseguiu. O Brasil perdeu muito a concentração e deixou os italianos reagirem e encostarem no marcador. Carlos Schwanke, então, parou o jogo e a seleção retornou melhor para quadra, voltando a abrir vantagem e encaminhar a vitória.

TABELA DA SELEÇÃO:

Primeira rodada:
28.05 – Brasil 3 x 0 Argentina (31/29, 26/24 e 25/16)
29.05 – Brasil 3 x 0 Estados Unidos (25/22, 25/23 e 25/19)
30.05 – Brasil 3 x 1 Canadá (25/17, 25/20, 22/25 e 27/25)

Segunda rodada:
03.06 – Brasil 0 x 3 França (37/39, 18/25 e 28/30)
04.06 – Brasil 3 x 0 Japão (25/20, 25/16 e 25/20)
05.06 – Brasil 3 x 1 Sérvia (23/25, 25/23, 25/15 e 25/22)

Terceira rodada:
09.06 – Brasil 3 x 0 Holanda (25/19, 25/22 e 27/25)
10.06 – Brasil 3 x 0 Bulgária (25/16, 25/22e 25/12)
11.06 – Brasil 3 x 0 Polônia (25/17, 28/26 e 25/19)

Quarta rodada:
15.06 – Brasil 3 x 2 Eslovênia (15/25, 25/22, 19/25, 25/13 e 15/12)
16.06 – Brasil 3 x 1 Irã (25/19, 23/25, 25/19 e 25/21)
17.06 – Brasil 3 x 0 Austrália (25/17, 25/22 e 25/12)

Quinta rodada:
21.06 – Brasil x Itália (25/19, 32/30, 22/25 e 25/20)
22.06 – Brasil x Alemanha – 14h30
23.06 – Brasil x Rússia – 16h

Reveja: Brasil e Itália – Liga das Nações masculina

Mais em Vôlei