Siga o OTD

praia x osasco superliga de vôlei feminino

Vôlei

Praia Clube erra menos no fim, vence Osasco e abre vantagem na semifinal

Em duelo de cinco sets, time mineiro supera noite inspirada de Tandara, com 32 pontos, e faz 1 a 0 na semi

William Lucas/Inovafoto/CBV

Praia Clube erra menos no fim, vence Osasco e abre vantagem na semifinal

Abrindo as semifinais da Superliga feminina, Osasco e Praia Clube fizeram um grande duelo nesta sexta-feira (26). Na partida, os times alternaram bons momentos e no tie break as mineiras foram superiores, fechando com o triunfo por 3 sets a 2. A melhor jogadora da partida foi a central Carol.

Com o resultado, o Praia Clube precisa de uma vitória no domingo (28) para se garantir na decisão da Superliga feminina da atual temporada. O Osasco precisa vencer o jogo 2 para forçar o desempate na terça-feira (30).

A partida

No começo do jogo o Praia Clube foi melhor. Superior no sistema defensivo, o time mineiro abriu 4 a 1 no marcador.  Na sequência, o Osasco melhorou, mas a equipe de Uberlândia voltou a abrir, colocando 8 a 4. Na continuação do set, as comandadas de Paulo Coco seguiram contando com Braylin Martinez em um bom dia nos ataques e seguiram mantendo a diferença acima de dois pontos. 

Na reta final, apesar do time paulista ter encontrado um ritmo na virada de bola, o Praia Clube se manteve na liderança do placar e fechou com 25 a 21.

+ SIGA O OTD NO YOUTUBE, NO INSTAGRAM, NO FACEBOOK E NO TIKTOK

Na segunda parcial, o Osasco foi superior no ataque e no bloqueio, abriu 8 a 5 e o Praia Clube parou o jogo. Na volta, aos poucos, as mineiras foram cortando a diferença e com um ace empatou em 11 a 11, fazendo o duelo parar novamente. 

Dentil/Praia Clube e Pinheiros duelaram nesta sexta-feira (22) pela Superliga feminina 2020/21. Atuando como mandante, no ginásio Henrique Villaboim, capital paulista, o time pinheirense foi superado, com facilidade, por 3 sets a 0, parciais de 26/24, 25/11 e 25/1X, em 1hXX de confronto. Com o resultado positivo, o time de Uberlândia retoma a terceira posição, com 34 pontos, deixando o Sesi Bauru para trás, em quarto, com 31.
(Ricardo Bufolin/ECP)

Na volta, o time paulista cresceu em todos os fundamentos, abriu 16 a 11 e o jogo parou com mais um pedido do time mineiro. No retorno, o Praia Clube conseguiu cortar a diferença para 16 a 14. Na reta final, o Osasco foi mais consistente na virada de bola, voltou a abrir vantagem e saiu com a vitória por 25 a 19. 

Diferente dos dois sets anteriores, o terceiro teve equilíbrio no primeiro terço dos pontos. Com os times mantendo a virada de bola, o jogo chegou com o Praia Clube em vantagem por 8 a 7. Um pouco depois, o Osasco cresceu, aproveitou os erros de ataque de Braylin Martinez e virou para 12 a 9, forçando a parada no jogo. 

Tandara comemora brasília x osasco superliga feminina
(Nadine Oliver / Divulgação)

Na volta, o Osasco seguiu superior no jogo, abriu ainda mais a vantagem e rumou para a vitória por 25 a 18 e virou o confronto para 2 a 1. 

Praia Clube renasce

No quarto set, o Praia Clube começou com tudo e abriu 6 a 1 no marcador. Atrás do placar, o Osasco foi aos poucos melhorando e entrando no ritmo do jogo e colocou a desvantagem em 11 a 7. Na continuação, o time paulista seguiu superior e trouxe a diferença para 12 a 10. 

Na sequência do jogo, o Praia Clube cresceu. Com bons saques de Mari Paraíba, o time mineiro voltou a abrir vantagem. Com isso, foi questão de tempo para que a vitória viesse por 25 a 17 e o duelo fosse pro tie break.

O tie break

O set desempate começou com o Praia Clube superior abrindo 3 a 0 no marcador. Após esse início, o Osasco acertou seu ritmo e com um ataque de Tandara virou para 4 a 3.

Na sequência, o Praia voltou a ser superior e aproveitando de erros do Osasco virou para 7 a 4. Na continuação do quinto set, o time de Uberlândia seguiu aproveitando as oportunidades, fez 9 a 5 e o jogo parou com o pedido de tempo paulista.

Na reta final, o jogo passou a ser um duelo entre Fernanda Garay e Tandara, que foram virando os ataques e levaram a disputa igual até a reta final. Contudo, com dois erros do Osasco, a vitória ficou com o Praia Clube por 15 a 12.

Mais em Vôlei