Siga o OTD

Minas Superliga feminina

Vôlei

Curitiba vence o 1º set, mas cai diante do Minas por 3 a 1

Minas vence e mantém a invencibilidade na Superliga feminina

Minas manteve a invencibilidade neste começo de competição (Divulgação)

Curitiba vence o 1º set, mas cai diante do Minas por 3 a 1

Abrindo a 3ª rodada da Superliga Feminina de vôlei, o Curitiba Vôlei recebeu o Minas Tênis Clube em um duelo no Ginásio Positivo Jr, em Curitiba. A equipe paranaense deu trabalho, venceu o primeiro set, mas acabou perdendo por 3 sets a 1 (21/25,25/15,25/14 e 25/21) para um dos favoritos ao título nacional.

Quatro jogadoras da equipe de Belo Horizonte marcaram mais de 10 pontos no jogo. Com 13, a central Thaísa foi a maior pontuadora e recebeu o troféu VivaVôlei, dado a melhor jogadora da partida.

“A gente sabia que ia ser um jogo muito difícil. O Curitiba é uma equipe que defende muito bem, tem um ajuste de bloqueio-defesa incrível. É difícil botar a bola no chão contra elas. Time aguerrido, que vem gritando… É bonito de ver mas, ao mesmo tempo, a gente tem que tomar uma atitude. Que bom que conseguimos reverter a situação,” comentou Thaísa após a partida.

Com a vitória nessa 3ª rodada, o Minas manteve a sua invencibilidade já que bateu o São Caetano por 3 sets a 0 e o Pinheiros por 3 a 1 nos seus dois primeiros compromissos.

O Curitiba segue sem vencer na competição. A equipe foi superada por 3 sets a 1 nos seus dois primeiros jogos, contra Osasco e Sesi Bauru.

+ Confira a tabela da Superliga de vôlei feminino 2020/2021

O campeonato

A CBV (Confederação Brasileira de Voleibol) divulgou a tabela da Superliga feminina com 12 equipes participantes: Sesi Vôlei Bauru (SP), Brasília Vôlei (DF), Curitiba Vôlei (PR), Fluminense (RJ), Itambé/Minas (MG), Osasco Audax/São Cristóvão Saúde (SP), Pinheiros (SP), Dentil/Praia Clube (MG), São José dos Pinhais (PR), Sesc RJ Flamengo (RJ), São Paulo/Barueri (SP) e São Caetano (SP).

Vale lembrar que em ambos os naipes neste ano os duelos de quartas de final, semifinais e finais serão todos disputados em série melhor de três. As finais da competição feminina estão programadas para os dias 9, 13 e 16 de abril.

+ SIGA O OTD NO YOUTUBE, NO INSTAGRAM E NO FACEBOOK

A entidade já havia divulgado como será o protocolo adotado para a Superliga visando o controle sobre o coronavírus. Entre as definições do protocolo, as equipes precisarão realizar testes de coronavírus a cada 15 dias durante a Superliga. Os resultados deverão ser envidados para a CBV em uma folha timbrada assinada e carimbada pelos médicos das respectivas equipes. Em caso de exames positivos, os atletas ficarão em quarentena por um período de 10 dias.

Use o cupom OTD10 para comprar o payperview da Superliga com 10% de desconto. Clique aqui.

Mais em Vôlei