Siga o OTD

Vôlei

Minas Tênis perde de novo e se despede do Mundial de Clubes sem nenhuma vitória

Minas Tênis perde de novo e se despede do Mundial de Clubes sem nenhuma vitória

Após a partida, o técnico minastenista falou da experiência em disputar uma competição de alto nível técnico como foi o Mundial. Ele acredita que o campeonato deixará um legado importante para o time. “Nós montamos uma equipe jovem e sem grandes investimentos. O nosso foco era disputar o Mineiro e a Superliga, mas, neste intervalo, surgiu a oportunidade de disputarmos o Mundial. Abraçamos essa oportunidade única e que poucos clubes têm. A nossa chave foi a mais forte e enfrentamos os melhores times do mundo. Não fica aqui, em momento algum, a frustração por não termos ganhado nenhum jogo. Tivermos partidas de altíssimo nível técnico e toda essa competição serviu de aprendizado para nós. E digo, com certeza, ela vai deixar um legado muito rico para nós da comissão técnica, para os jovens atletas e para o Clube. Foi uma experiência muito boa e de muito crescimento para a equipe”, analisou o treinador minastenista.

O capitão Flávio, formado nas categorias de base do Minas, disse que o time aprendeu muito ao longo do campeonato. Para ele, alguns erros durante a competição servirão de análise para o futuro, e o foco do time, a partir de agora, é a Superliga. “Não temos o que lamentar, sabíamos que seria uma competição dura. Agora é seguir o trabalho. Oscilamos muito durante os jogos e não conseguimos corrigir. Temos que aprender com esses erros e focar na Superliga, que é uma competição longa. O nosso time é jovem e, com certeza, com muito trabalho, vamos conseguir nos ajustar e fazer uma boa campanha”, comentou o central minastenista.

Na outra partida pelo Grupo B do Mundial, o Trentino, da Itália, bateu o UPCN, da Argentina, por 3 a 0 com parciais de 26/24, 25/19 e 25/23, e garantiu o primeiro lugar da chave com três vitórias em três jogos. Em segundo, também classificado para a semifinal, ficou o Bolívar, que venceu duas partidas.

Pelo Grupo A, o Zenit Kazan, da Rússia, passou pelo Taichung Bank, da China Taipé, por 3 a 0 com parciais de 25/22, 25/16 e 25/17, e garantiu o segundo lugar da chave, atrás apenas do Cruzeiro, que também terminou invicto a primeira fase.

Neste sábado acontecem as semifinais em Betim. Às 15h, o Zenit Kazan pega o Trentino, e às 18h o Sada Cruzeiro encara o Bolívar.

 

Mais em Vôlei