Siga o OTD

Vela

Do futebol ao topo do windsurf: a trajetória de Mateus Isaac

Conheça a trajetória de vida de Mateus Isaac, que começou no futebol e hoje é candidato a medalha olímpica na classe iQFoil

Mateus Isaac compete na iQFoil, classe do windsurf da vela

De olho na Olimpíada de Paris em 2024, o velejador Mateus Isaac aparece como candidato a conquistar uma medalha para o Brasil. O atleta de windsurf (IQFoil) tem feito um ciclo olímpico positivo e, atualmente, ocupa a segunda colocação no ranking mundial de sua modalidade. No entanto, sua trajetória no cenário esportivo teve início longe dos mares e oceanos.

+ Alison dos Santos vence primeira etapa da Diamond League

Nascido em São Paulo, Mateus Isaac fez parte de uma escolinha de futebol durante a infância. Ao mesmo tempo, começou a praticar vela em Ilhabela, litoral de São Paulo, por influência de seu pai, mas seu principal foco era o esporte da bola redonda.

“Eu jogava futebol ao longo da semana e velejava aos sábados e domingos. Só que teve uma época em que disputei torneios pela escolinha que eram realizados aos finais de semana. Também participava de campeonatos de futebol na escola. Aí, por conta disso, acabei ficando sem velejar dos sete aos 10 anos de idade”, diz o atleta.

O retorno à vela

Mateus Isaac voltou a velejar apenas quando sua família se mudou para Florianópolis (SC), porém, seguiu dando prioridade para sua carreira no futebol. Ele chegou a fazer um teste e ser aprovado nas categorias de base do Figueirense, mas teve problemas para participar dos treinos e deixou o clube. Com a saída, passou a dar mais importância para a prática da vela e, após retornar para São Paulo, começou a disputar competições juniores de windsurf a partir dos 14 anos.

+ Almir Júnior é segundo colocado em prova em Porto Rico

Com bons resultados logo em seus primeiros campeonatos, Mateus foi campeão brasileiro e sul-americano júnior aos 15 anos e mundial aos 18. Contudo, não conseguiu encontrar patrocinadores para investir em sua carreira no windsurf, o que o fez pensar em desistir do esporte e começar a cursar administração em 2012.

Mateus Isaac no IQFoil International Games - Giovanna Prada
Mateus Isaac em ação (Foto: Sailing Energy)

“Foi um pouco complicado entender o que aconteceu. Mesmo com esses títulos, não recebi o investimento que precisava para seguir no windsurf. Com isso, pensei em abandonar a modalidade e entrei na faculdade de administração para ter uma opção caso tudo desse errado no esporte”, declarou Mateus.

A mudança e o pensamento no futuro

Depois de ficar em segundo lugar no mundial do ano seguinte, ele enfim foi contatado por um patrocinador e recebeu um convite para estudar e praticar windsurf no Havaí, nos Estados Unidos. O brasileiro aceitou a proposta e morou durante quatro anos no estado americano. Lá, concluiu a faculdade e decidiu que iria investir em sua profissionalização como atleta.

Após ser bicampeão do mundo júnior com 20 anos, Mateus Isaac passou a fazer parte do Tour Mundial da modalidade. Mais tarde, com 24 anos, venceu sua primeira etapa do circuito na categoria foil e terminou o ano em quinto lugar geral, realizando uma de suas melhores temporadas na carreira.

+ SIGA O OTD NO YOUTUBE, NO INSTAGRAM, NO FACEBOOK E NO TIKTOK

Hoje, o principal objetivo de Mateus é garantir sua presença nos Jogos Olímpicos de Paris. Com a entrada da categoria foil no programa olímpico, o atleta tem a chance de participar de um dos maiores eventos esportivos do mundo e realizar o sonho de conquistar uma medalha para o Brasil.

“As Olimpíadas são o meu único foco agora. Tenho treinado muito e me esforçado bastante nesses últimos anos para chegar aos Jogos de Paris no mais alto nível. Conseguir uma medalha olímpica é um sonho meu e realizar esse feito representando o Brasil seria a conquista mais importante e emocionante da minha carreira”, completou Mateus Isaac.

APOIE O OLIMPÍADA TODO DIA

Desde setembro de 2016, o Olimpíada Todo Dia não deixa você ter saudade dos Jogos nunca. É o único veículo de comunicação que todos os dias traz a trajetória dos atletas olímpicos e paralímpicos, combatendo a monocultura do futebol e na busca de ajudar a mudar a cultura esportiva do Brasil. Gosta do nosso trabalho? Nos apoie! Faça um pix para [email protected]

Outra alternativa para nos apoiar é usando o cupom OTD em compras na Centauro. Com o cupom, você ganha 10% de desconto na compra de equipamentos esportivos e parte do valor será revertido para o Olimpíada Todo Dia. Vale lembrar que os descontos não são cumulativos. Se alguma peça já estiver em oferta, você não conseguirá aumentar o desconto, mas se colocar o cupom OTD, parte do valor vai ajudar o portal do mesmo jeito. Você pode comprar também pela vitrine do OTD no site das Centauro.

Clique para comentar

Você deve estar logado para postar uma comentário Login

Deixe um Comentário

Mais em Vela