Siga o OTD

Paralimpíada Todo Dia

Brasil leva mais dois ouros no Mundial de natação paralímpica

Com Samuel de Oliveira inspirado, Brasil leva dois ouros no segundo dia do Mundial de natação paralímpica

Samuel Oliveira Mundial de natação paralímpica
Samuel de Olievira vibra com seu primeiro ouro mundial (Foto: Alê Cabral/CPB)

O Brasil conquistou duas medalhas de ouro no segundo dia de disputas do Mundial de natação paralímpica, na Ilha da Madeira, em Portugal, nesta segunda-feira (13). Samuel de Oliveira esteve presente nas duas conquistas, vencendo os 50m costas S5 e integrando o revezamento 4x50m livre 20pts. O país ainda faturou quatro medalhas, sendo duas pratas e dois bronzes.

+ Bia Haddad sobe para 32ª colocação do ranking mundial

Com apenas 16 anos de idade, Samuel de Oliveira participa do Mundial pela primeira vez. Ele já havia sido prata nos 50m livre no dia anterior e, desta vez, faturou o ouro nos 50m costas da classe S5, marcando 36.58. O espanhol Antoni Bertran foi prata, com 37.82, enquanto o japonês Kaede Hinata, que também tem 16 anos, levou o bronze, a 37.98. Outro brasileiro na final da prova, Tiago Oliveira ficou em sexto lugar, com 41.96.

Minutos depois de seu ouro, Samuka voltou a cair na água no Complexo de Piscinas de Funchal para disputar o revezamento 4x50m livre 20 pontos misto, junto a Daniel Mendes, Joana Neves e Lidia Cruz. A equipe foi dominante na parte final e venceu com 2:20.40, novo recorde das Américas, conquistando mais um ouro para Samuka. México e Itália ficaram com prata e bronze, respectivamente.

Daniel Mendes, Samuel de Oliveira, Joana Neves e Lidia Cruz, revezamento do Brasil no Mundial de natação paralímpica
Daniel Mendes, Samuel de Oliveira, Joana Neves e Lidia Cruz (Foto: Divulgação/CPB)

Outros pódios

Entre os outros resultados do dia, que contou com a presença de 15 disputas de finais para os brasileiros, Gabriel Bandeira foi prata nos 100m costas S14, Lidia Cruz e Patricia Santos fizeram dobradinha de prata e bronze nos 100m livre S4 e Larissa Rodrigues ficou com o bronze nos 150m medley SM3.

Gabriel Bandeira conquistou a prata nos 100m costas da classe S14. Ele marcou o tempo de 59.86 para faturar sua segunda medalha neste Mundial, depois do ouro nos 200m livre no dia anterior. O vencedor foi o australiano Benjamin Hance, que bateu o recorde do campeonato com 57.34. O dinamarquês Alexander Hillhouse foi bronze, com 1:00.32.

Dobradinha nos 100m livre S4

A primeira dobradinha brasileira neste Mundial de natação paralímpica veio nos 100m livre S4 feminino, com Lidia Cruz conquistando a prata e Patrícia Santos, o bronze. Elas marcaram, 1:26.21 e 1:31.27, respectivamente. A prova foi dominada pela alemã Tanja Scholz, que bateu o recorde do campeonato e venceu com 1:20.70.

Patricia Santos Mundial de natação paralímpica
Patricia Santos vibra com sua segunda medalha (Foto: Ale Cabral/CPB)

Larissa Rodrigues, de apenas 17 anos, faturou um bronze nos 150m medley SM3, marcando 3:56.62. A norte-americana Leanne Smith sobrou na disputa e levou o ouro com 3:56.94, mais de 17 segundos mais rápida do que a alemã Tanja Scholz, prata com 3:14.35.

Outras finais do Brasil

Daniel Mendes brigou até os últimos metros por uma medalha nos 100m livre S6, mas ficou fora do pódio. Ele marcou 1:06.68, terminando em quarto lugar, a 0.27 do colombiano Nelson Corzo e do francês Laurent Chardard, que dividiram a prata. O italiano Antonio Fantin sagrou-se campeão, com direito a novo recorde mundial: 1:03.65.

Laila Suzigan foi a sexta colocada nos 100m livre S6, com 1:17.22. A vencedora foi a colombiana Sara Vargas Blanco, que teve uma recuperação espetacular e ganhou da ucraniana Anna Hontar na batida final. Sara marcou 1:12.75, novo recorde das Américas.

Cecília Araújo foi a sétima colocada nos 100m costas S8, com 1:28.94. A vencedora foi a italiana Xenia Palazzo, com 1:20.55. Ana Karolina de Oliveira ficou em quarto lugar nos 100m costas S14, com 1:09.56. Por pouco ela não se infiltrou no pódio, que foi 100% britânico: Bethany Firth levou o ouro, com 1:06.96, seguida por Poppy Maskill (1:07.59) e Jessica-Jane Applegate (1:09.08).

+ SIGA O OTD NO YOUTUBETWITTERINSTAGRAMTIK TOK E FACEBOOK

Entre os homens, Guilherme Batista ficou em sexto lugar nos 100m peito SB13, com o tempo de 1:11.21. O ouro foi para Taliso Engel, da Alemanha, com 1:03.89. Lucas Mozela foi o quinto colocado nos 200m medley SM9, marcando 2:24.97. O australiano Timothy Hodge levou o ouro, batendo o recorde mundial a 2:13.43.

José Luiz Perdigão foi o quarto colocado nos 100m borboleta da classe S11, marcando 1:06.85, enquanto Wendell Belarmino foi o sétimo, com 1:07.94. O ouro foi para o japonês Keichi Kimura, com 1:02.68.

Brasil no Mundial

Encerrados dois dias de disputas no Mundial de natação paralímpica, o Brasil tem quatro ouros, seis pratas e três bronzes, totalizando 13 pódios. O país aparece em quarto lugar no quadro de medalhas, que é liderado pela Itália, com nove ouros, cinco pratas e sete bronzes (total de 21). Grã-Bretanha e Estados Unidos vêm logo atrás, com sete ouros cada.

APOIE O OLIMPÍADA TODO DIA

Desde setembro de 2016, o Olimpíada Todo Dia não deixa você ter saudade dos Jogos nunca. É o único veículo de comunicação que todos os dias traz a trajetória dos atletas olímpicos e paralímpicos, combatendo a monocultura do futebol e na busca de ajudar a mudar a cultura esportiva do Brasil. Gosta do nosso trabalho? Nos apoie! Faça um pix para [email protected]

Outra alternativa para nos apoiar é usando o cupom OTD em compras na Centauro. Com o cupom, você ganha 10% de desconto na compra de equipamentos esportivos e parte do valor será revertido para o Olimpíada Todo Dia. Vale lembrar que os descontos não são cumulativos. Se alguma peça já estiver em oferta, você não conseguirá aumentar o desconto, mas se colocar o cupom OTD, parte do valor vai ajudar o portal do mesmo jeito. Você pode comprar também pela vitrine do OTD no site das Centauro.

Mais em Paralimpíada Todo Dia