Siga o OTD

Paralimpíada Todo Dia

Gabriel Bandeira é ouro e Brasil fatura seis pódios no Mundial

Com quebra de recorde, Gabriel Bandeira leva ouro nos 200m livre S14 do Mundial. Brasil fatura cinco pódios

Gabriel Bandeira Mundial de natação paralímpica
Gabriel Bandeira é ouro nos 200m livre no Mundial (Foto: Alê Cabral/CPB)

O Brasil teve um início arrasador no Mundial de natação paralímpica, disputado na Ilha da Madeira, em Portugal. Depois do ouro na sessão da manhã com Carol Santiago, o país voltou a ter um atleta no lugar mais alto do pódio na tarde deste domingo (12), com Gabriel Bandeira nos 200m livre S14, que bateu o recorde da competição. Outras quatro pratas, com Samuel de Oliveira e Joana Neves nos 50m livre S5, Carol Santiago nos 100m costas S12 e Phelipe Rodrigues nos 50m S10, e um bronze, com Patrícia Santos nos 50m peito SB3, foram conquistados no dia.

+ Vitor Tavares é prata no Internacional do Canadá de parabadminton

Vice-campeão paralímpico nos 200m livre S14, Gabriel Bandeira teve uma “revanche” contra o britânico Reece Dunn, que levou o ouro em Tóquio-2020 com quebra de recorde mundial. Desta vez, o brasileiro foi dominante de ponta a ponta e não deu margens para o rival e nem para qualquer outro adversário. Ao fim, Gabriel Bandeira marcou o tempo de 1:52.42, novo recorde do campeonato e apenas dois centésimos acima do recorde mundial.

O recorde anterior do Mundial pertencia ao próprio Reece, que era de 1:52.92, de 2019. Na Ilha da Madeira, o britânico foi apenas o sexto colocado, com 1:59.51. Outro brasileiro na disputa, João Bustos foi os étimo, a 1:59.81. A prata foi para o canadense Nicholas Bennett, com 1:54.41, seguido pelo australiano Benjamin Hance, com 1:56.14.

Carol Santiago e Phelipe Rodrigues garantem pratas

Carol Santiago conquistou sua segunda medalha no Mundial de natação paralímpica. Depois do ouro nos 100m borboleta S12, ela faturou a prata nos 100m costas S12, com o tempo de 1:09.58. Ela fez uma disputa intensa com a britânica Hannah Russel, que levou o ouro a 1:08.75. A espanhola Maria Nadal foi bronze com 1:13.65.

Maria Carol Santiago mundial de natação paralímpica
Maria Carol Santiago foi ouro nos 100m borboleta e prata nos 100m costas da classe S12 (Foto: Alê Cabral/CPB)

Depois de ter sido o nadador mais rápido das eliminatórias, Phelipe Rodrigues foi prata nos 50m livre S10. Ele terminou em segundo lugar na final, marcando 23.76, e ficou atrás do australiano Rowan Crother, com 23.51. O italiano Stefano Raimondi foi bronze, a 23.95.

Pratas na S5

Samuel de Oliveira, de apenas 16 anos, faturou a medalha de prata nos 50m livre da classe S5. Após um excelente início, ele dominou a prova de ponta a ponta, mas perdeu o ouro na batida final, quando o italiano Francesco Bocciardo passou a sua frente. O brasileiro anotou 33.28, enquanto Bocciardo marcou 33.11. O malaio M.N.S. Zulkafli levou o bronze, a 33.81.

Também nos 50m livre da classe S5, mas agora entre as mulheres, Joana Neves conquistou a medalha de prata, ao anotar 37.14. A britânica Tully Kearney dominou a disputa e foi a vencedora com 34.07, novo recorde mundial da prova na categoria. A italiana Monica Boggioni ficou com o bronze, a 39.40.

Patrícia Santos no Mundial de natação paralímpica
Patrícia Santos em Funchal (Foto: Ale Cabral/CPB)

Patrícia Santos levou o bronze nos 50m peito da classe SB3, marcando o tempo de 59.65. O ouro foi para a norte-americana Leanne Smith, que bateu o recorde das Américas com 55.25, enquanto a prata foi para a espanhola Maria Infante, com 55.59. Outra brasileira na disputa, Larissa Rodrigues terminou em oitavo lugar, com 1:14.22.

Demais resultados

Atual campeão paralímpico nos 50m livre S11, Wendell Belarmino ficou fora do pódio no Mundial. Ele não fez uma boa prova e terminou em sétimo lugar, com 27.55. Outro brasileiro na disputa, Matheus Reine, foi o quarto colocado com 27.29. O ouro foi para o holandês Rogier Dorsman, com 26.04, seguido pelo lituano Edgaras Matakas, com 26.19.

+ SIGA O OTD NO YOUTUBETWITTERINSTAGRAMTIK TOK E FACEBOOK

Lucas Mozela ficou em quinto lugar nos 100m peito SB9, marcando 1:11.98. O ouro foi para o italiano Stefano Raimondi, com 1:07.61. Douglas Matera foi o sexto colocado nos 100m borboleta S13, marcando 58.34. Numa chegada emocionante, o ucraniano Oleksii Virchenko levou o ouro, com 56.12.

Encerrado o primeiro dia de disputas do Mundial de natação paralímpica, o Brasil soma dois ouros, quatro pratas e um bronze. A competição será disputada até o próximo domingo (19 de junho), em Funchal.

APOIE O OLIMPÍADA TODO DIA

Desde setembro de 2016, o Olimpíada Todo Dia não deixa você ter saudade dos Jogos nunca. É o único veículo de comunicação que todos os dias traz a trajetória dos atletas olímpicos e paralímpicos, combatendo a monocultura do futebol e na busca de ajudar a mudar a cultura esportiva do Brasil. Gosta do nosso trabalho? Nos apoie! Faça um pix para [email protected]

Outra alternativa para nos apoiar é usando o cupom OTD em compras na Centauro. Com o cupom, você ganha 10% de desconto na compra de equipamentos esportivos e parte do valor será revertido para o Olimpíada Todo Dia. Vale lembrar que os descontos não são cumulativos. Se alguma peça já estiver em oferta, você não conseguirá aumentar o desconto, mas se colocar o cupom OTD, parte do valor vai ajudar o portal do mesmo jeito. Você pode comprar também pela vitrine do OTD no site das Centauro.

Mais em Paralimpíada Todo Dia