Siga o OTD

alison alvaro agatha duda

Tóquio 2020

Sob forte calor, duplas brasileiras batem argentinas na estreia da Olimpíada

Alison e Álvaro e Ágatha e Duda vencem duelos contra duplas argentinas na estreia dos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020 por 2 sets a 0

Wander Roberto/ COB

Sob forte calor, duplas brasileiras batem argentinas na estreia da Olimpíada

Tóquio – 30,4ºC é o que apontava o termômetro na arena Shiokaza Park, do vôlei de praia, nos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020. Contra os argentinos Azaad e Capogrosso, Alison e Álvaro estrearam com vitória por 2 a 0, placar parcial de 21 a 15 e 21 a 17. Estreia com o pé direito também pra Ágatha e Duda, atletas do Time Nissan e do Time Dux Nutrition, por placar de 21 a 19 e 21 a 11, também fechando em 2 a 0.

+ SIGA O OTD NO YOUTUBETWITTERINSTAGRAMTIK TOK E FACEBOOK

Alison e Álvaro

Os brasileiros saíram na frente, mas viram os argentinos dificultarem. Com Álvaro na diagonal, a vantagem aumentou para três pontos. E a partir daí a vantagem foi aberta com fim do primeiro set por 21 a 15. Já na segunda parcial, os hermanos chegaram a assumir a dianteira com dois pontos de diferença, mas com lindo ponto de Mamute no finalzinho da quadra o Brasil voltou a abrir a vantagem, que carregou até fechar a partida por 21 a 17 e o placar final de 2 a 0.

“A gente não conhecia o time da argentina, por incrível que pareça, nunca jogamos contra, a gente marcou de treinar juntos, mas eles classificaram na nossa chave e a gente desmarcou. O Álvaro conhece do sul-americano. São amigos nossos, fizeram história pelo país, estudamos muito eles com outros times. Não sabíamos o que viria. Então entramos muito concentrados, Brasil e Argentina, a gente soube cadenciar o jogo, a gente teve paciência”, contou Alisson pós jogo.

+ RECEBA NOTÍCIAS NO TELEGRAM OU PARTICIPE DO NOSSO GRUPO DO WHATSAPP

Ágatha e Duda

O jogo da dupla feminina começou tenso. As argentinas abriam a vantagem e Ágatha e Duda logo respondiam com o empate. O primeiro set foi muito parelho e fechado por 21 a 19, no detalhe para o Brasil. A partida mudou completamente na segunda etapa. As brasileiras pareciam ter se encontrado na comunicação, sete pontos de vantagem e o jogo nas mãos. Fim de jogo com placar de 21 a 11 e, mais uma vez no dia, 2 a 0.

“Primeiro set tenso, estreia”, brinca Ágatha. “Mas a gente já estava contando com isso, a gente estava esperando dois anos pra vir essa Olimpíada. A gente tem um time novo e sabia que ia se acostumar a viver isso. Primeiro set foi mais difícil, mas o segundo já foi o time Ágatha e Duda jogando, se divertindo mais, colocando a nossa tática em quadra, melhoramos a nossa comunicação.”

Mais brasileiros em ação

A outra dupla brasileira é formada por Evandro e Bruno Schmidt, parceiro de Alison na conquista da medalha de ouro nos Jogos no Brasil. O primeiro confronto dos brasileiros será contra Marco e Esteban Grimalt às 23h de sábado no Brasil. Ana Patrícia e Rebecca jogam contra as quenianas Makokha e Khadambi às 23h de domingo (25) no horário brasileiro.

Brasil no vôlei de praia

O país soma o maior número de medalhas na história da competição: 13, sendo quatro delas de ouro. As mulheres foram responsáveis por 7 pódios, enquanto as duplas masculinas medalharam 6 vezes.

Mais em Tóquio 2020