Siga o OTD

judô tóquio chaves olímpicas

Tóquio 2020

Judocas têm caminhos definidos após sorteio das chaves olímpicas

Sorteio da Federação Internacional de Judô determina adversários dos brasileiros nas primeiras lutas em Tóquio

Primeiros judocas a saírem de Hamamatsu rumo à Vila: Chibana, Takabatake e Ketleyn (Divulgação/CBJ)

Judocas têm caminhos definidos após sorteio das chaves olímpicas

Foi dado o primeiro passo para a competição de judô nos Jogos Olímpicos de Tóquio. Os brasileiros conheceram seus primeiros adversários na busca pelo sonhado pódio olímpico após sorteio das chaves das 14 categorias em disputa.

Em razão dos protocolos anti-Covid, a cerimônia do sorteio das chaves, conduzida pela IJF (Federação Internacional de Judô) foi totalmente remota e transmitida pela internet. Não houve a tradicional presença dos treinadores e chefes de equipe.

A competição começa no dia 23, às 23h (horário de Brasília), com o peso-ligeiro. Gabriela Chibana e Eric Takabatake serão os primeiros judocas brasileiros a entrarem no tatame olímpico.

O bloco final, que distribuirá as primeiras medalhas do Judô na Olimpíada de Tóquio, será realizado na manhã do dia 24, às 5h (horário de Brasília). A programação segue a mesma com uma categoria de peso (masculina e feminina) por dia.

+RECEBA NOTÍCIAS NO NOSSO CANAL NO TELEGRAM OU PARTICIPE DO NOSSO GRUPO DO WHATSAPP

Cabeças de chave

O judô brasileiro conta com três judocas que folgam na primeira rodada e aguardam seus adversários. Mayra Aguiar (78 kg), Maria Suelen Altheman (+78 kg) e Rafael Silva Baby (+100 kg). Fora esses na disputa individual, o Brasil também folga na primeira rodada na competição por equipes.

+ SIGA O OTD NO YOUTUBE, NO INSTAGRAM, NO FACEBOOK E NO TIKTOK

Sistema de disputa

Para chegar ao bloco final de lutas – repescagem, semifinal, bronze e final – os atletas precisam avançar, no mínimo, até as quartas-de-final. Os vencedores avançam às semifinais e os perdedores caem para a repescagem pelo bronze. Passando pela repescagem, o atleta se classifica para lutar por um dos bronzes da categoria (são dois, em todos os pesos). E aquele que cair na semifinal, vai direto para a disputa de bronze com o vencedor da repescagem.

Gabriela Chibana chaves judô tóquio
Identificação de Gabriela Chibana nos Jogos Olímpicos de Tóquio (Divulgação/CBJ)

Primeiros adversários

Feminino

48kg – Gabriela Chibana x Harriet Bonface (Malawi)

52kg – Larissa Pimenta x Agata Perenc (Polônia)

63kg – Ketleyn Quadros x Cergia David (Honduras)

70kg – Maria Portela x Nigara Shaheen (Time de Refugiados)

78kg – Mayra Aguiar (Bye) – Espera vencedora de Munkhtsetseg Otgon (Mongólia) x Inbal Lanir (Israel)

+78kg – Maria Suelen Altheman (Bye) – Espera vencedora de Anamari Velensek (Eslovênia) x Nina Cutro-Kelly (EUA)

Masculino

60kg – Eric Takabatake x Soukphaxay Sithisane (Laos)

66kg – Daniel Cargnin x Mohamed Abdelmawgoud (Egito)

73kg – Eduardo Barbosa x Guillaume Chaine (França)

81kg – Eduardo Yudy x Sagi Muki (Israel)

90kg – Rafael Macedo x Islam Bozbayev (Cazaquistão)

100kg – Rafael Buzacarini x Toma Nikiforov (Bélgica)

+100kg – Rafael Silva Baby (Bye) – Espera o vencedor de Ushangi Kokauri (Azerbaijão) x Mathias Sarnacki (Polônia)

Sorteio da competição por equipes:

Cabeça de chave número 3 – atrás de Japão e França – o Brasil saiu de bye na primeira rodada e estreará contra o vencedor de Holanda x Uzbequistão.

Mais em Tóquio 2020