Siga o OTD

tóquio 2020 estádio nacional de tóquio Jogos Olímpicos Olimpíadas Thomas Bach COI Japão COI Jogos Olímpicos vacinas Covid-19 anéis olímpicos Estádio olímpico

Tóquio 2020

Japão quer vacinar japoneses para conter Covid-19 nos Jogos

Primeiro-ministro Yoshihide Suga afirma que o país vai imunizar a população no primeiro semestre. Antes disso, já em novembro, a chama olímpica será colocada para visitação pública

Entrada do Estádio Olímpico de Tóquio (Tokyo 2020)

Japão quer vacinar japoneses para conter Covid-19 nos Jogos

O governo do Japão pretende vacinar a população no 1º semestre de 2021. O primeiro-ministro, Yoshihide Suga, afirmou que o país garantirá vacinas contra Covid-19 suficientes para os japoneses, diminuindo possível “propagação explosiva” do coronavírus durante os Jogos Olímpicos e Paralímpicos.

“Vamos prevenir absolutamente a propagação explosiva de infecções e proteger a vida e a saúde das pessoas, e retomar as atividades sociais e econômicas para reativar a economia,” declarou Suga, de acordo com a “Kyodo News“.

Yoshihide Suga Jogos Olímpicos otimismo primeiro ministro do Japão
Yoshihide Suga (Official Website of the Prime Minister of Japan and His Cabinet)

A força-tarefa de contramedidas contra o coronavírus formada por funcionários do governo japonês e dos Jogos está avaliando cenários e medidas que permitam a realização da Olimpíada. Antes do final do ano deverão ser anunciadas as políticas de combate ao vírus, além das vacinas.

Universo olímpico

O presidente do COI, Thomas Bach, deve visitar o Japão no próximo mês para se encontrar com Suga.

Bach, por sinal, declarou que o COI e o governo japonês não barrarão atletas nos Jogos, independentemente da situação da pandemia de Covid-19 no país de onde são, de acordo com a agência de notícias alemã “DPA”.

O novo primeiro-ministro do Japão, Yoshihide Suga, afirmou que o país garantirá vacinas contra Covid-19 para conter o avanço do vírus nos Jogos Olímpicos
Thomas Bach, presidente do COI (Divulgação/COI)

O presidente do COI utilizou sua conta no Instagram para deixar claro que a entidade e as autoridades japonesas estão preparando contramedidas para os Jogos, adiados para julho de 2021.

+ Pela conscientização LGBTQ, ‘Pride House’ é aberta em Tóquio

“Os atletas não são responsáveis pela situação da pandemia em seus países. Se testarem negativo e respeitarem as orientações, daremos a eles a chance de competir nos Jogos Olímpicos”, afirmou Thomas Bach.

Chama olímpica

O novo primeiro-ministro do Japão, Yoshihide Suga, afirmou que o país garantirá vacinas contra Covid-19 para conter o avanço do vírus nos Jogos Olímpicos
Lamparina de Tóquio 2020, com a chama olímpica preservada (twitter/tokyo2020)

De acordo com a “Kyodo News”, a chama olímpica estará a disposição pública em 14 regiões do Japão a partir do dia 14 de novembro, quatro meses antes do início do revezamento da tocha, em março.

+ SIGA O OTD NO YOUTUBE, NO INSTAGRAM E NO FACEBOOK

A chama será exposta inicialmente em Ishikawa, na região central do Japão no dia 7 de novembro, antes de ficar em alguns locais distantes da rota do revezamento.

Mais em Tóquio 2020