Siga o OTD

Atletas, treinadores e comitês olímpicos de diversos países apoiaram a decisão tomada pelo COI no início desta terça-feira (24)

Tóquio 2020

Atletas internacionais reagem ao adiamento das Olimpíadas

Decisão do Comitê Olímpico Internacional foi vista como adequada; sentimento é que em 2021, os Jogos serão mais justos

atual campeã olímpica dos 100m e 200m rasos, Elaine Thompson Harrah aprovou a decisão do COI (crédito: reprodução Instagram)

Atletas internacionais reagem ao adiamento das Olimpíadas

O anúncio dos comitês internacionais olímpico e paralímpico de adiar os Jogos Olímpicos de Tóquio para 2021 por conta da pandemia do coronavírus gerou grande repercussão no mundo do esporte. Atletas, treinadores e comitês de diversos países apoiaram a decisão comunicada pelo COI no início desta terça-feira (24).

Campeão olímpico da categoria +100 kg do judô em 2012 e 2016, o francês Ted Riner deu um até logo às Olimpíadas através de seu facebook e enfatizou a luta mundial contra o novo coronavírus.

“Tóquio, nos vemos em 2021. Nós temos uma luta maior para vencer antes”, disse Riner.

Uma das maiores estrelas do futebol olímpico, a americana Carly Lloyd, duas vezes medalhista de ouro, se mostrou triste por não participar da maior competição esportiva do mundo, mas acredita que foi a decisão certa a ser tomada.

+ VEJA A REPERCUSSÃO DOS ATLETAS NO BRASIL

” É claro que todo atleta estava ansioso para participar das Olimpíadas nesse verão de 2020, mas como o mundo está lidando com um vírus sem precedentes, o adiamento era inevitável. Mas acredito que essa é o certo a se fazer para assegurar a saúde dos espectadores, trabalhadores e atletas ao redor do mundo”, disse a jogadora a rede de notícias ABC.

“A situação é maior que as Olimpíadas. Eu certamente acho que é a decisão correta. Desapontada… Mas pela segurança de todos, é seguramente a melhor decisão.”

“Com tudo que está ocorrendo, adiar as Olimpíadas para 2021 foi uma sábia decisão. Eu estou ansioso para voltar ao Japão para defender meu título olímpico e presenciar um incrível evento. Desejo a todos que se mantenham saudáveis nesses tempos difíceis,”

+ SIGA O OTD NO FACEBOOKINSTAGRAMTWITTER E YOUTUBE

Elaine Thompson Herah, atual campeã olímpica dos 100m e 200m rasos no atletismo, se mostrou triste com o adiamento para 2021, mas ofereceu uma mensagem de esperança a todos.

“Eu estava muito ansiosa para os Jogos Olímpicos de Tóquio-2020. Estamos enfrentando essa pandemia global, mas nós como atletas temos que continuar treinando, não importa o que aconteça. Só podemos esperar pelo melhor. Adiar não é negar. #keepthefaith”, disse Thompson através de seu Instagram.

Uma das maiores estrelas da natação dos Estados Unidos, Kate Ledecky deu valor aos profissionais de saúde que estão na luta diária contra o coronavírus.

“À medida que nos unimos para encarar os desafios, podemos sonhar com uma edição linda dos Jogos Olímpicos em um país maravilhoso. Agora é hora de apoiar todos que estão curando os doentes e nos mantendo saudáveis.”

Vencedor da maratona dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro-2016 e único humano a correr 42 km abaixo de duas horas, o etíope Eliud Kipchoge foi outro que celebrou o adiamento dos Jogos.

Não só os atletas celebraram. O americano Bob Bowman, ex-treinador do nadador americano Michael Phelps, o maior medalhista da história dos Jogos Olímpicos, enfatizou a justiça da decisão.

“Estou muito feliz pelos atletas. No final das contas, tudo gira em torno deles; e o mundo agora nós veremos em 2021 uma Olimpíada saudáveis até o fim do dia,” declarou Bowman em entrevista a Associated Press.

Mais em Tóquio 2020