Siga o OTD

Thiago Monteiro - Bia Haddad - Ingrid Martins - Carol Meligeni

Tênis

Monteiro disputa final na Itália e Bia vai à semi no Porto

Monteiro vence a sexta seguida e encara jovem de 18 anos na briga pelo sexto título de Challenger. Bia e Ingrid vão à semi e Carol Meligeni, à final de duplas

Thiago Monteiro busca sexto título em torneios Challenger (Instagram/thiagomonteiro94)

Monteiro disputa final na Itália e Bia vai à semi no Porto

A sexta-feira (25) foi de bons resultados para o tênis brasileiro. No Challenger de Forlí, na Itália, Thiago Monteiro venceu o sexto jogo seguido e avançou à final do torneio. Já no ITF do Porto, Bia Haddad e Ingrid Martins vão disputar a semifinal, enquanto Carol Meligeni está na final da chave de duplas. Confira os principais destaques!

+ SIGA O OTD NO FACEBOOKINSTAGRAMTWITTER E YOUTUBE

Thiago Monteiro na final

Thiago Monteiro segue bem no Challenger de Forlí. Depois de passar pelo quali, o ceareanse confirmou a sexta vitória seguida ao derrotar o italiano Andrea Pellegrino, algoz de Guilherme Clezar, em dois sets a um, com parciais de 6/4, 4/6 e 6/1.

“Mais uma final, era um dos objetivos que eu buscava aqui: fazer muitos jogos e chegar na final. Agora é buscar o título. Sei que o meu adversário está jogando bem também, mas estou confiante e preparado para fazer uma boa partida e levantar o troféu”, pontuou Monteiro.

Assim, o tenista vai duelar pelo título com o jovem italiano Lorenzo Musetti, de 18 anos, em confronto inédito. Esta será a oitava decisão de Challenger de Thiago Monteiro, que já foi campeão neste nível em cinco oportunidades: Aix en Provence (2016), Braunschweig (2019), Lima (2019) e Punta del Este (2019 e 2020).

+10 motivos para você acompanhar o esporte paralímpico

A final em Forlí vem às vésperas da estreia de Thiago Monteiro em Roland Garros. Ele é o único brasileiro na chave de simples do Grand Slam francês e terá um cabeça de chave logo na estreia, o georgiano Nikoloz Basilashvili. O adversário, no entanto, vem em má fase, sem conseguir vencer um set sequer na volta ao circuito, sendo eliminado nas estreias em Cincinnati, US Open, Kitzbuhel, Roma e Hamburgo. Além disso, ele ainda enfrenta uma acusação de agressão à ex-esposa Neli Dorokashvili.

Já no Challenger de Sibiu, Felipe Meligeni e Fernando Romboli acabaram derrotados na semifinal da chave de duplas por Hunter Reese e Jan Zielinski por 6/3 e 7/5.

Bia Haddad busca quarta final seguida

Bia Haddad - Ingrid Martins - Carol Meligeni - Thiago Monteiro
Bia Haddad vem de dois títulos e um vice (Gaspar Lourenço Lança/Raquetc)

No retorno impecável às quadras, Bia Haddad busca vaga na quarta final seguida nas últimas quatro semanas. Isso porque nesta sexta, ela despachou a cabeça de chave número um do ITF do Porto, a britânicia Katy Dunne, por 6/0 e 6/2.

Assim, depois dos títulos em Montemor e Santarém e do vice em Figueira da Foz, Bia Haddad encara a cabeça de chave cinco, a espanhol Marina Bassols, para garantir vaga na quarta decisão consecutiva. A paulista, que chegou a cair para a última posição do ranking após a suspensão por doping, já é top 500 e deve subir mais com a campanha no Porto.

Além de Bia Haddad, Ingrid Martins e Carol Meligeni também estiveram em ação. No outro lado da chave de simples, Ingrid teve mais trabalho contra a francesa Oceane Babel. Mas conseguiu vencer de virada por 3/6, 6/2 e 6/1, após 1h51, e se garantiu na semi.

A próxima adversária de Ingrid Martins será a finlandesa Anastasia Kulikova, que superou a cabeça de chave número quatro nas quartas de final.

Por fim, na chave de duplas, Carol Meligeni e a espanhola Marina Bassols, cabeças de chave um, confirmaram o favoritismo. Elas venceram de virada as terceiras melhores cotadas, Francisca Jorge e Olga Azcoitia, por 4/6, 6/3 e 10/6. Agora, na busca pelo título, elas encaram a espanhola Julia Payola e a japonesa Himeno Sakatsume.

Brasil na final em Castelo Branco

Na chave de duplas do ITF de Castelo Branco, teremos brasileiros na final. Matheus Alves e Igor Marcondes, passaram por uma rodada duplas para se garantir da briga pelo título nesta sexta-feira (25).

Nas quartas, os cabeças de chave dois venceram Nicolas Alboran, dos EUA, e Nick Hardt, da República Dominicana, por 7/6 (7-2) e 6/2. Na sequência, superaram os britânicos cabeças de chave quatro, Mark Whitehouse e Ryan Peniston, por 6/2 e 6/1.

Agora, eles enfrentam Emilio e Eduardo Nava, os algozes da outra duplas brasileira, Matheus Pucinelli e Wilson Leite, que acabou derrotada, por 6/1 e 6/2.

Por fim, na chave simples, o único remanescente do Brasil era João Lucas Reis, que foi eliminado nas quartas de final pelo cabeça de chave sete, Strong Kirchheimer, dos EUA, por 3/6, 7/6 (8-6) e 6/2.

Mais em Tênis