Siga o OTD

Tóquio 2020

Treinando nos EUA, Marcelo Melo aprova adiamento dos Jogos

Brasileiro diz que, além da proteção à saúde, decisão de reagendar as Olimpíadas dá mais tranquilidades para os atletas de prepararem

Marcelo Melo segue treinando nos EUA (Foto: João Pires / Fotojump)

Treinando nos EUA, Marcelo Melo aprova adiamento dos Jogos

Mantendo o seu preparo físico na Flórida, nos Estados Unidos, o tenista Marcelo Melo comentou o adiamento da Olimpíada para 2021 devido a pandemia do coronavírus. Em sua visão, a decisão foi acertada, e os atletas agora terão mais tranquilidade para se preparar para o evento.

“Até lá esperamos que esteja tudo resolvido e, assim, com certeza, será mais tranquilo para todo mundo. Os atletas terão mais tempo de preparação. Para mim também, vai melhorar, embora vinha jogando bem, tanto eu como o Bruno (Soares)”, afirma Marcelo Melo.

+ SIGA O OTD NO FACEBOOKINSTAGRAMTWITTER E YOUTUBE

“Como eu havia falado quanto ao adiamento, é uma decisão acertada, tanto para nós atletas, como para as pessoas que vão assistir, já que vivemos um momento de muita incerteza. Temos de olhar pelo lado da saúde agora, tomando muito cuidado, respeitando as orientações”, completa o Marcelo Melo, que vem treinando ao lado do amigo alemão Alexander “Sascha” Zverev, atual número sete do ranking mundial do simples.

Rankings congelados

A previsão de retorno do circuito é para o dia 8 de junho. Os pontos dos rankings estão congelados. Marcelo e seu parceiro, o polonês Lukasz Kubot, ocupam a sexta colocação na Corrida para Londres, com 815 pontos. No ranking mundial individual de duplas, Melo e Kubot aparecem empatados em quinto lugar, com 5.140 pontos. 

O atleta ressaltou ainda que a decisão se torna ainda mais coerente levando em consideração o atual momento do planeta, visando uma proteção maior à saúde de todos.

Recordista brasileiro em número de títulos, com 34 conquistas, e também em semanas no topo do ranking da ATP – 56 -, assim como em participações no ATP Finals – completou sete seguidas -, o brasileiro vem de um ótimo momento da carreira e em 2019 somou mais um recorde ao atingir a marca de 500 vitórias, maior vencedor entre os tenistas do Brasil e passando a ser o 35º jogador de todos os tempos a atingir essa marca.

Mais em Tóquio 2020