Siga o OTD

Surfe

Oito brasileiros avançam ao Round de 24 em Hossegor; Samuel Pupo é o melhor do dia

Oito dos 11 brasileiros avançaram ao Round de 24 na etapa de Hossegor, na França, do Challenger Series

Samuel Pupo Challenger Series surfe portugal brasileiros
(instagram/samuel_pupo)

Nesta quarta-feira (20), teve sequência a etapa de Hossegor, na França, do Challenger Series de surfe. No naipe feminino, Bianca Summer Macedo, a única brasileira que ainda restava, foi eliminada no Round de 32. Já o masculino teve a conclusão do Round de 96 e a realização do Round de 48.

Alex Ribeiro, Marcos Correa, Edgard Groggia, Yago Dora, Matheus Herdy, João Chianca, Lucas Silveira e Samuel Pupo avançaram para o Round de 24. O último, inclusive, surfou muito e venceu nos dois rounds, sendo o melhor de todos os surfistas no dia.

Confira um resumo do que melhor aconteceu nessa quarta-feira na França.

Terminando o que não acabou ontem

No masculino, a ação começou com a conclusão do Round de 96, inacabado ontem. João Chianca, Mateus Herdy, Wesley Dantas, Willian Cardoso, Wiggolly Dantas, Alejo Muniz, Victor Bernardo, Luel Felipe e Samuel Pupo foram os que entraram na água, tentando levar o número de surfistas no round de 48 de oito para 17.

Mateus Herdy e João Chianca foram os primeiros a cair na água. Ambos ficaram, pela ordem, em primeiro e segundo lugares da 14ª bateria somando 14,40 e 12,67 e se classificaram.

Na 16ª, Weslley Dantas ficou em segundo lugar com 11,60 e também avançou. Willian Cardoso ficou em terceiro com 10,50 e foi eliminado.

A 19ª reuniu três brasileiros, mas somente Alejo Muniz conseguiu classificação. O surfista foi o melhor com 11,83. Victor Bernardo, com 10,50, e Wiggolly Dantas, 9,37, ficaram em terceiro e quarto lugares. O espanhol Aritz Aranburu foi quem evitou o avanço duplo brasileiro.

Luel Felipe competiu na 20ª, marcou 5,90 e foi eliminado com a quarta colocação.

Samuel Pupo fechou a participação brasileira na primeira rodada vencendo a 22ª bateria com 14 pontos e seguindo adiante na etapa de Hossegor do Challenger Series de surfe. Com isso, o Brasil começou o Round de 32 com 13 dos 21 surfistas avançando.

Sem mais mulheres no feminino

A seguir, foi para a água a segunda rodada da competição feminina. Summer Macedo, a única representante do Brasil ainda na disputa, disputou a sétima e penúltima bateria e foi eliminada com a quarta colocação marcando 9,83. Com isso, fecha a etapa em 17º lugar.

Silvana Lima e Tatiana Weston-Webb caíram na primeira rodada e terminaram em 33º. Somente as seis melhores seguem para o CT feminino. Silvana entrou na França na 33ª colocação com 5.650 pontos e Summer Macedo vinha na 37ª com 4.850. Caitlin Simmers, dos Estados Unidos, e Ariane Ochoa, representando o País Basco, dividiam o quinto lugar com 11.200. Weston-Webb, que já corre o CT, competiu pela primeira vez no Challenger Series desse ano.

Summer Macedo surfe feminino Challenger Series de Portugal
Summer Macedo em ação na Etapa de Hossegor da Challenger Series (@WSL/Damien Poullenot)

Round de 32

O primeiro dos 13 brasileiros a cair na água no Round de 32 foi Alex Ribeiro. Surfando bem desde o início, venceu a 1ª bateria com 10.64 e avançou para o Round de 24 com 10.64.

Um confronto entre Austrália e Brasil ocorreu na 4ª bateria. Connor O’Leary e Callum Robson enfrentaram Caio Ibelli e Thiago Camarão. Infelizmente os dois brasileiros ficaram de fora. Connor venceu com 10.20 e Callum foi segundo com 8.63.

Da 4ª à 6ª bateria, o Brasil engatou uma sequência de três classificações. Marcos Corrêa surfou com autoridade, pegou uma das melhores ondas do dia (8.57) e avançou com 12.17 em 1º lugar.

Depois foi a vez de Edgard Groggia ganhar a 5ª com um imponente 14.10, a melhor pontuação verde-amarela até então. Por fim, Jesse Mender passou em segundo na 6ª, atrás apenas do medalhista olímpico Kanoa Igarashi.

A 7ª teve três brasileiros na disputa, o que garantiria ao menos um no Round de 24. Yago Dora deu show, cravou 14.53 com duas ondas com pontuação acima de 7 e fez a melhor pontuação da rodada. Matheus Herdy ficou em segundo com 13.03. Wesllley Dantas foi eliminado junto com o americano Jake Marshall.

Outra dobradinha brasileira ocorreu na 8ª. João Chianca e Lucas Silveira avançaram em 1º e 2º lugar com 11.30 e 11.20, respectivamente.

Fechando o dia em Hossegor, Allejo Muniz acabou eliminado. Na 10ª bateria, o brasileiro ficou em 4º lugar atrás de Wade Carmichael (Austrália), Michel Bourez (França) e Crosby Colapinto (EUA).

Samuel Pupo, porém, compensou a eliminação de Allejo ao obter a melhor performance do dia. Com uma onda incrível, levou um 9.43, a melhor nota do dia. Somado a um 5.50, venceu com folga a 11ª com 14.93.

Challenger Series

O Challenger Series é a porta de acesso para o Championship Tour 2022, no qual os melhores surfistas do mundo competem. No masculino, 12 vagas estão disponíveis. No feminino, apenas seis. Agora, após a disputa em Hossegor, resta mais uma etapa para o fechamento do ranking do Challenger Series.

+ SIGA O OTD NO YOUTUBE, NO INSTAGRAM E NO FACEBOOK

Entre os homens, apenas um brasileiro está na zona de classificação por enquanto. É João Chianca, que ocupa a 11ª posição do ranking. Entre as mulheres, Silvana Lima aparece em 33º lugar na classificação, enquando Summer Macedo é a 37ª.

João Chianca é o brasileiro mais bem classificado no ranking do Challenge Series, está em 14º lugar com 8,250 pontos. Somente os 12 melhores, mas nesse grupo há três surfistas que já estão no CT: Griffin Colapinto, dos Estados Unidos, o italiano Leonardo Fioravanti e o japonês Kanoa Igarashi. O 12º é Cole Houshmand, outro dos Estados Unidos, somando 8.750.

A última etapa do Challenge Series está marcada para Haleiwa, no Havaí, e tem janela marcada para o período entre 26 de novembro e 7 de dezembro.

Mais em Surfe