Siga o OTD

Surfe

Silvana Lima e Alejo Muniz caem nas quartas do Challenger Series de Portugal

Com altas ondas em Ericeia, havaianos dão show e brasileiros não conseguem chegar nas semifinais

silvana lima challenger series portugal ericeia surfe
Silvana Lima em Ribeira D'Ilhas, Portugal (Ricardo Santos Luís/@ricardosantosluis)

Festa havaiana no término do Challenger Series de Portugal, na praia de Ribeira D’Ilhas, em Ericeira. Ezekiel Lau e Luana Silva ficaram com o título da etapa portuguesa. Silvana Lima e Alejo Muniz foram os melhores brasileiras, mas ambos foram eliminados ainda na fase de quartas de final.

O Challenger Series é a porta de acesso para o World Surf League Championship Tour 2022, onde os melhores surfistas do mundo competem. No masculino, 12 vagas estão disponíveis. No feminino, apenas seis.

Restam mais duas etapas para o fechamento do ranking do Challenger Series. Com os resultados da etapa de Portugal, Silvana Lima subiu do 42º para o 32º lugar na classificação feminina. Summer Macedo é a 37ª.

Pelo masculino, João Chianca é o 14º colocado. Thiago Camarão é o 18º colocado e Alejo Muniz o 20º. Samuel Pupo vem no 26º lugar e Lucas Silveira o 28º.

Quartas cruéis

Única brasileira entre as oito melhores do Challenge Series de Portugal, Silvana Lima encarou a francesa Pauline Ado e até começou com tudo. Logo na primeira onda, a brasileira anotou um 7.50 e saiu na frente.

Depois, sua segunda onda veio com um 2.57 e, com a somatória de 10.07, Silvana Lima seguiu liderando a bateria. Mas a brasileira parou de pegar ondas e viu a francesa virar com tudo. Em sua quarta onda, Pauline Ado fez 7.77 e já ligou o alerta.

Silvana Lima só pegou três ondas durante a bateria, enquanto a francesa sete. E bem na última, Pauline Ado tirou um 7.80 e decretou a eliminação da brasileira.

alejo muniz challenger series portugal ericeia surfe
Alejo Muniz no Challenger Series de Portugal (Instagram/alejomuniz)

+ SIGA O OTD NO YOUTUBETWITTERINSTAGRAMTIK TOK E FACEBOOK

Por sua vez, Alejo Muniz abriu sua bateria contra o havaiano Imaikalani deVault com um 6.0. Depois, emendou um 4.67 e ficou na liderança (10.67). Imaikalani deVault abriu com um 6.17 e assumiu a ponta na terceira onda, um 7.33.

Sob pressão, o brasileiro não conseguiu conectar manobras e se perdeu na disputa. Foram mais três ondas, todas com menos de 1.0 de nota.

Sem reação, Alejo Muniz também ficou pelo caminho no Challenger Series de Portugal.

APOIE O OLIMPÍADA TODO DIA

Desde setembro de 2016, o Olimpíada Todo Dia não deixa você ter saudade dos Jogos nunca. É o único veículo de comunicação que todos os dias traz a trajetória dos atletas olímpicos e paralímpicos, combatendo a monocultura do futebol e na busca de ajudar a mudar a cultura esportiva do Brasil. Gosta do nosso trabalho? Nos apoie! Faça um pix para [email protected]

Outra alternativa para nos apoiar é usando o cupom OTD em compras na Centauro. Com o cupom, você ganha 10% de desconto na compra de equipamentos esportivos e parte do valor será revertido para o Olimpíada Todo Dia. Vale lembrar que os descontos não são cumulativos. Se alguma peça já estiver em oferta, você não conseguirá aumentar o desconto, mas se colocar o cupom OTD, parte do valor vai ajudar o portal do mesmo jeito. Você pode comprar também pela vitrine do OTD no site das Centauro.

Mais em Surfe