Siga o OTD

Surfe

Quatro avançam na etapa de Hossegor do Circuito Mundial

Gabriel Medina, Yago Dora, Ítalo Ferreira e Tatiana Weston-Webb seguem vivos em Hossegor

Divulgação

O dia não foi tão bom para o Brasil na etapa de Hossegor, na França, do Circuito Mundial de Surfe. Dos dez brasileiros que foram para o mar, somente Gabriel Medina, Yago Dora, Ítalo Ferreira e Tatiana Weston-Webb seguem vivos na disputa. A previsão é que as baterias sejam retomadas na quarta-feira (09)

Gabriel Medina x Marco Mingnot

A bateria não começou boa para o surfista brasileiro. Apesar de ter um 3.83 na primeira onda, Gabriel Medina teve problemas para somar pontos no início. Já o francês Marco Mingnot foi com tudo e, com um 5.67 assumiu a liderança. Na sequência do duelo, os dois atletas sofreram com o mar e não conseguiram passar da casa dos 2 pontos nas notas até a reta final.

Faltando pouco para o fim, Gabriel Medina cresceu. Conseguindo um 4.23 e um 5.53 nas quatro últimas notas, o brasileiro chegou em um total de 9.76 e tomou a liderança da bateria. Com a diferença no placar, Marco Mingnot tentou mas não conseguiu passar a frente e ficou em segundo com 8.84.

Yago Dora 14.50 x 13.23 Griffin Colapinto

Um grande confronto. É assim que podemos definir a disputa entre Yago Dora e Griffin Colapinto. Com uma nota 5.00 e uma 8.23 nas primeiras quatro ondas, Griffin assumiu a ponta do duelo. Precisando arriscar mais, Yago partiu para os aéreos e somou os pontos que necessitava.

Com um 7.67 e um 6.83, na penúltima onda, Yago Dora tomou a liderança da bateria nos minutos finais e confirmou a vaga nas oitavas de final da etapa da França.

Ítalo Ferreira 13.83 x 11.77 Jesse Mendes

No confronto brasileiro, Ítalo começou a bateria com tudo. Logo na primeira onda, o brasileiro conseguiu um 7.00 e mostrou para todos o que queria. na sequência, o surfista sofreu com as condições do mar e não fez mais do que 1.70 nas quatro tentativas seguintes.

Em sua sexta onda, Ítalo Ferreira acertou a manobra e fez mais 6.83, aumentando mais a diferença na bateria. Precisando de pontos, Jesse Mendes foi para o risco. Tentando quase todas as ondas, o brasileiro não somava pontos importantes e, mesmo com uma reação no fim, Jesse acabou derrotado e eliminado da etapa.

Confrontos das oitavas de final masculina:

Jordy Smith x Jeremy Flores
Ezequiel Lau x Ryan Callinan
Marc Lacomate x Wade Carmichael
Julian Wilson x Jack Freestone
Gabriel Medina x Adrian Buchan
Seth Moniz x Leo Fioravanti
Kolohe Andino x Yago Dora
Michel Bourez x Ítalo Ferreira

Brasil chave feminina

Tatiana Weston-Webb 12.34 x 8.50 Keely Andrew

Arriscando mais que sua adversária, Tatiana Weston-Webb conseguiu dominar sua bateria. Com um 5.67 e u, 6.67 nas primeiras quatro notas, a brasileira abriu vantagem na liderança da bateria logo no começo e passou a controlar as ações.

Como o mar não produzia muitas ondas, principalmente na parte final da bateria, Keely Andrew não conseguia somar pontos e quando o mar melhorou um pouco, a australiana não tinha a prioridade das tentativas e acabou ficando de fora das quartas de final da etapa da França.

Confrontos das quartas de final feminina

Lakey Peterson x Malia Manuel
Carissa Moore x Tatiana Weston-Webb
Sally Fitzgibbons x Johanne Defay
Caroline Marks x Courtney Conlogue

Brasileiros eliminados:

Jeremy Flores 8.32 x 6.07 Caio Ibelli

Abrindo a bateria, Caio Ibelli conseguiu um 3.40 de nota. Com o resultado, o brasileiro se manteve por muito tempo na ponta e, em certos momentos, controlou o próprio destino. Contudo, na reta final do duelo, Jeremy Flores acertou duas ondas, tirou um 4.17 e 4.20, tomou a liderança no momento certo e eliminou o brasileiro da etapa do circuito mundial de surfe.

Ryan Callinan 14.33 x 13.00 Michael Rodrigues

A bateria com as maiores somas do dia. Assim foi o duelo entre Ryan Callinan e Michael Rodrigues. O surfista brasileiro começou com tudo e, com um 5.17 e um 7.13 nas suas três primeiras notas, abriu boa vantagem na ponta. Apesar da diferença no confronto, Ryan acreditou até o fim e fez o que precisava. Com um 7.83, na penúltima onda, o australiano passou o atleta do Brasil e venceu a bateria.

Marc Lacomare 12.83 x 12.17 Filipe Toledo

Conseguindo se colocar em vantagem desde a primeira onda, quando tirou um 6.83 de nota, Marc Lacomare sempre esteve na liderança da bateria. Sofrendo com a pouca quantidade de ondas no mar, como aconteceu durante grande parte do dia, Filipe Toledo não somou mais do que 1.90 até a reta final.

Com um 6.00 em sua penúltima nota, Marc aumentou a diferença e, mesmo com 7.10 e 5.07, Filipe Toledo não somou o suficiente para passar o adversário e foi eliminado da etapa da França do circuito mundial.

Wade Carmichael 11.93 x 9.70 Willian Cardoso

Foi no fim, mas Wade Carmichael eliminou Willian Cardoso da etapa da França. Apesar de ter começado com um 5.00 e ver o adversário ter dificuldades para achar as melhores ondas, Willian não conseguia colocar uma diferença no marcador. Com apenas uma nota acima de dois pontos nas quatro primeiras manobras, Wade arriscou tudo nas duas últimas e fez o que queria. Com um 5.83 e um 6.10, o australiano passou a frente do brasileiro, assumiu a liderança da bateria e avançou para as oitavas.

Seth Moniz 12.60 x 10.77 Peterson Crisanto 

Com cada um dos surfistas tendo seu próprio momento na bateria, Seth Moniz levou a melhor contra Peterson Crisanto. No confronto, o brasileiro abriu com um 4.40. Contudo, logo em seguida, Seth respondeu com um 6.17 e assumiu a liderança.

Na continuação da bateria, Seth Moniz fez uma manobra 6.43, colocou mais vantagem ainda e, mesmo com uma reação no fim de Peterson, saiu com a vitória e a vaga nas oitavas de final da etapa da França do circuito mundial.

Lakey Peterson 11.16 x 4.07 Silvana Lima

Nada deu certo para o Brasil na abertura das oitavas de final da chave feminina. No duelo entre Lakey Peterson, dos Estados Unidos, e Silvana Lima, a brasileira não conseguiu colocar no mar o surfe que pode. Com isso, a americana abriu vantagem logo no começo da bateria, com 4.83 e 6.33, e só esperou o aviso sonoro para seguir para as quartas de final da etapa da França do Circuito Mundial de Surfe.

Mais em Surfe

viagra