Siga o OTD

Atletismo

Destaques do atletismo voltam a competir na Europa

De olho em Tóquio-2020, Alessandro da Silva e Michel Gustavo vão disputar o Meeting Internacional de Freital, na Alemanha

Alessandro da Silva - Atletismo - Meeting Internacional de Freital
Alessandro da Silva já está classificado para Tóquio 2020 (Ale Cabral/CPB)

Grandes nomes do atletismo paralímpico, Alessandro Rodrigo da Silva, do lançamento de disco e arremesso de peso, e Michel Gustavo, do salto em distância, estão prontos para voltar às competições internacionais. Nesta quinta-feira (17), eles embarcam para a Alemanha, onde devem participar do Meeting Internacional de Freital, no sábado (19) e domingo (20).

“Treinei muito nesses meses em casa, tentei manter o foco, mas é claro que o rendimento cai, por não haver um objetivo real e pelo treinamento não ser completo. Mas nos treinos que fiz nas últimas semanas, as marcas foram razoáveis, me deixariam entre os três primeiros do mundo no ranking mundial. Este é o foco principal neste momento da temporada. Atingindo no mínimo 13,20 metros no arremesso de peso e 43 metros no lançamento de disco, já sairei da Europa bem feliz”, destacou Alessandro da Silva.

+Thomaz Moraes sonha com recordes e medalha paralímpica

“A falta de competições na América do Sul, pelo menos até o final de 2020, pode ser um problema para ambos. Como Alessandro é deficiente visual, toda a referência espacial acabou se perdendo. Estamos bastante prejudicados pela falta de treinos no setor oficial de lançamento de disco do nosso local de treino. Então nosso objetivo é colocá-lo em ritmo de competição e acredito que ele consiga se sair bem”, destacou Guto Nascimento, seu treinador.

Em busca da vaga

Michel Gustavo - atletismo - Meeting Internacional de Freital
Gustavo Michel busca índice para Tóquio 2020 (Divulgação)

O objetivo de Michel Gustavo, por sua vez, no Meeting Internacional de Freital é atingir o índice de 7,15 metros. Esta marca garante a vaga na estreia do brasileiro em Jogos Paralímpicos no ano que vem, sendo que a melhor marca da carreira dele é 6,99 m, obtida no início de 2019.

“Michel busca fazer o índice para Tóquio, e tem treinado forte para isso, já tendo condições de alcançar essa meta na Alemanha. Mas o mais importante nessa disputa em Freital vai ser manter os dois bem colocados no ranking mundial”, disse o técnico.

+ SIGA O OTD NO YOUTUBE, NOINSTAGRAM E NO FACEBOOK

“Minha expectativa é a melhor possível nesse Meeting. Muito pela consciência de ter feito um bom trabalho durante a pandemia, treinando de forma adaptada, com 90% dos trabalhos sendo feitos em casa. Os demais treinos busquei realizar em parques e espaços abertos. Então, apesar dessas adversidades, me sinto hoje em ótima forma física e acredito que trarei um bom resultado da Alemanha”, concluiu Michel Gustavo.

Mais em Atletismo