Siga o OTD

Paralimpíada Todo Dia

Brasil conquista três medalhas no Mundial Júnior na Geórgia

Lara Lima, Lucas Galvão e Tayna Alcântara subiram ao pódio na categoria júnior do Mundial de halterofilismo

Tayana Medeiros (Ale Cabral/CPB)

O Campeonato Mundial de Halterofilismo, que acontece em Tbilisi, na Geórgia, começou na madrugada deste sábado (27), com as provas para os atletas juniores (até 20 anos). Logo na estreia do Brasil na competição, três medalhas foram garantidas: ouro de Lara Lima (categoria até 41kg), bronze de Lucas Galvão (até 49kg) e de Tayna Alcântara (até 45kg). Ao todo, sete halterofilistas representaram o Brasil nas disputas deste sábado.

+Antes do Mundial, halterofilistas batem recordes no Meeting

A primeira medalha do dia veio com o manauara Lucas Galvão, na categoria até 49kg. Com 131kg na barra, ele conquistou o bronze. Na mesma prova, Gabriel Serafim terminou em 12º lugar.

Já Murilo Vieira (até 54kg) e Clayton Duarte (até 59kg) ficaram com o quarto lugar em suas categorias.

Brasil conquista três medalhas no Mundial Júnior na Geórgia - Lucas Galvão - Tayna Alcântara
Lucas Galvão – 1ª medalha do Brasil no Mundial de halterofilismo da Geórgia (Hiroki Nishioka/WPPO_

Mulheres brilham

As mulheres conquistaram duas medalhas neste primeiro dia de competições. Lara Lima conquistou a medalha de ouro ao levantar 87kg. Na edição anterior do Mundial, em 2019, Lara teve todos as pedidas invalidadas por movimentos incorretos. Agora, mais experiente, tendo participado dos Jogos Paralímpicos de Tóquio 2020, ela celebra a conquista da medalha e já se prepara para o próximo desafio.

+ SIGA O OTD NO YOUTUBETWITTERINSTAGRAMFACEBOOK E TIKTOK

“Primeira medalha em um mundial, estou muito feliz! Estou muito feliz pela medalha, poderia ser qualquer uma. No último mundial eu queimei todas as pedidas, então estou muito feliz com essa conquista. Amanhã tem briga de novo, a medalha deu um gás a mais”, disse a mineira Lara Lima, de apenas 18 anos, que compete novamente neste domingo, 28, na categoria sênior na Geórgia.

Campeã sem medalha

Tayna Alcântara, na categoria até 45kg, conquistou a medalha de bronze com 35kg na barra. O ouro ficou com a ucraniana Daria Kobylynska com 73kg, já a prata ficou com a cazaquistanês Sandugash Akanova.

Já Valéria Alves (até 86kg), por ser a única atleta em sua categoria e não ter batido o MQS (marca mínima estabelecida pelo Comitê Paralímpico Internacional), não recebeu medalha em sua prova.

Neste domingo, 28, começam as disputas entre os adultos: até 41kg e até 45kg para as mulheres e até 49kg para os homens. Os jovens Lucas Galvão e Lara Lima também disputarão na categoria sênior.

A competição segue até 6 de dezembro e o Brasil será representado por 12 atletas, incluindo a campeã paralímpica Mariana D’Andrea e o medalhista de prata nos Jogos Rio 2016, Evânio Rodrigues. 

APOIE O OLIMPÍADA TODO DIA

Desde setembro de 2016, o Olimpíada Todo Dia não deixa você ter saudade dos Jogos nunca. É o único veículo de comunicação que todos os dias traz a trajetória dos atletas olímpicos e paralímpicos, combatendo a monocultura do futebol e na busca de ajudar a mudar a cultura esportiva do Brasil. Gosta do nosso trabalho? Nos apoie! Faça um pix para [email protected]

Outra alternativa para nos apoiar é usando o cupom OTD em compras na Centauro. Com o cupom, você ganha 10% de desconto na compra de equipamentos esportivos e parte do valor será revertido para o Olimpíada Todo Dia. Vale lembrar que os descontos não são cumulativos. Se alguma peça já estiver em oferta, você não conseguirá aumentar o desconto, mas se colocar o cupom OTD, parte do valor vai ajudar o portal do mesmo jeito. Você pode comprar também pela vitrine do OTD no site das Centauro.

Mais em Paralimpíada Todo Dia