Siga o OTD

Natação

João Gomes Júnior é bronze e Brasil fecha Mundial com 3 medalhas

Aos 35 anos, João Gomes Jr faz sua melhor marca pessoal e conquista a terceira medalha mundial na carreira

João Gomes Júnior é bronze e Brasil fecha Mundial de natação de piscina curtacom 3 medalhas
(Divulgação)

O Brasil encerrou sua participação no Campeonato Mundial de natação em piscina curta com o pé direito. Nesta terça-feira (21), em Abu Dhabi, nos Emirados Árabes Unidos, João Gomes Júnior fez bonito nos 50m peito e conquistou o bronze com o melhor tempo de sua carreira. Além disso, o 4x100m medley brasileiro passou para a final e terminou com um ótimo quarto lugar. Assim, o país termina a competição com três medalhas, somando o ouro de Nicholas Santos e mais um bronze no revezamento 4x200m livre masculino.

João Gomes Júnior, aos 35 anos, havia se classificado para a final dos 50m peito com o quinto melhor tempo, 25s96. Na grande decisão, como de costume, ele teve um final de prova muito forte e conseguiu bater em terceiro lugar, com o tempo de 25s80, tirando o búlgaro Ilya Shymanovic, um dos favoritos, do pódio. O estadunidense Nick Fink foi o campeão, com 25s53, seguido do italiano Nicolo Martinenghi, com 25s55.

Esta foi a quarta edição consecutiva do Mundial de natação em piscina curta em que o Brasil conquistou uma medalha nesta prova. Os 50m peito é realizado desde 1993, e em 11 Mundiais, o Brasil esteve em seis pódios. Além disso, João Gomes Júnior conquista sua terceira medalha em Campeonatos Mundiais na carreira.

+ SIGA O OTD NO YOUTUBETWITTERINSTAGRAMTIK TOK E FACEBOOK

“Fico muito feliz por conseguir terminar o meu ano de volta ao topo. Por uns momentos, achei que ia encerrar minha carreira. Depois das medalhas que o Brasil conquistou, voltou a minha confiança e saber que posso fazer. Só tenho que agradecer a todos que me ajudaram a chegar aqui e representar bem o Brasil”, celebrou João Gomes Júnior.

Mais final

Já o revezamento 4x100m medley masculino foi representado por Guilherme Guido, Caio Pumputis, Nicholas Santos e Breno Correia nas eliminatórias. O time ficou em quarto lugar com 3:26.30, um segundo atrás do melhor tempo da prova, que foi da Rússia. Na final, Vinicius Lanza e Gabriel Santos entraram no lugar de Nicholas e Breno.

Guilherme Guido abriu muito bem a prova, chegando a virar em primeiro lugar e entregar para Pumputis com uma marca abaixo do recorde mundial da disputa. O ritmo da prova, entretanto, aumentou e o Brasil não conseguiu acompanhar. Ainda assim, fez uma ótima prova e terminou na quarta colocação, com 3min23s57. A Itália foi a campeã com 3min19s76, seguida de Estados Unidos e Rússia.

Assim, o 4x100m medley iguala o último Mundial em Hanghzhou, quando o Brasil ficou em 4º lugar. A última medalha foi em Doha 2014, quando a equipe foi campeã. Desde 1993, o país tem apenas duas medalhas na prova, com um bronze em 2010.

Resultados do Brasil:

200m costas: Gabriel Fantoni – 1min55s44 – 24º lugar / Leonardo de Deus – 1min56s41 – 26º lugar

200m peito: Pamela Alencar – 2min25s98 – 23º lugar

50m peito: João Gomes Jr. – 25s80 – 3º lugar

Revezamento 4×100m medley masculino: Brasil – 3min23s57 – 4º lugar

Mais em Natação

viagra