Siga o OTD

Mundial de Esportes Aquáticos

Ingrid Oliveira conquista histórico quarto lugar na plataforma 10m

Ingrid Oliveira faz grande final, briga pela medalha até o fim e termina em 4º lugar na final da plataforma 10m do Mundial de Budapeste

Ingrid Oliveira final plataforma saltos ornamentais Mundial de Budapeste
Ingrid Oliveira concentrada para fazer seu salto na final (Foto: Divulgação/CBDA)

Ingrid Oliveira conquistou um resultado histórico para os saltos ornamentais do Brasil nesta segunda-feira (27). Em um ótimo desempenho, ela ficou na quarta colocação na final da plataforma 10m no Mundial de Esportes Aquáticos em Budapeste, na Hungria, com 327.10 pontos. É a melhor posição de um atleta do país em Campeonatos Mundiais da modalidade.

+ Ana Marcela Cunha é ouro nos 5km da maratona aquática no Mundial de Budapeste

Ingrid Oliveira teve uma campanha muito boa neste Mundial. Antes de chegar na decisão, ela foi a terceira colocada nas eliminatórias, atrás somente das saltadoras da China – país que é hegemônico na modalidade – e ficou em quarto lugar na semi, depois que cometeu um pequeno erro em um dos saltos. Com os desempenhos, até chegou na final credenciada como uma das principais candidatas à medalha.

Na decisão, Ingrid marcou 75.20 no primeiro salto e 67.20 no segundo. Com um acumulado de 142.40, ela aparecia na terceira colocação. Ela caiu para o quinto lugar na terceira rodada, quando executou seu salto de menor grau de dificuldade (2.8), recebendo 46.20. A brasileira seguiu assim na rodada seguida, com uma nota de 58.50. Ingrid teve um excelente quinto salto e marcou 80.00, o que a faz subir para o quarto lugar.

Ingrid Oliveira final plataforma saltos ornamentais Mundial de Budapeste
Ingrid Oliveira é um dos principais nomes dos saltos ornamentais brasileiros (Foto: Arquivo/Jonne Roriz/COB)

O resultado de Ingrid Oliveira é histórico. É o melhor desempenho do Brasil em provas de saltos ornamentais em Mundiais. Natural do Rio de Janeiro, ela tem 26 anos e já participou de duas Olimpíadas, na Rio-2016 e em Tóquio-2020. Em seu currículo, estão a medalha de prata no Jogos Pan-Americanos de 2015 e o ouro no Grand Prix de Calgary neste ano.

Em Budapeste, a chinesa Chen Yuxi levou o ouro por apenas 0.30 pontos. Ela recebeu 417.25 contra 416.95 da compatriota Quan Hongchan, que faturou a prata. Na Olimpíada de Tóquio, o pódio foi invertido: enquanto Quan foi ouro, Chen recebeu a prata. Chen tem 16 anos, enquanto Quan tem apenas 15. A malaia Pandelela Pamg foi bronze em Budapeste com 338.85, 11 pontos a frente da brasileira.

Como foi a final

Na decisão, Ingrid fez um bom primeiro salto, um duplo e meio de costas com parafuso e meio na posição carpada, de dificuldade 3.2, e recebeu notas entre 7.5 e 8.0, o que lhe rendeu um total de 75.20 pontos. Ela ficou na terceira colocação após a primeira rodada e assim permaneceu com o salto seguinte, em que marcou 67.20 em um duplo de costas com parafuso e meio saindo da parada de mão.

Em seu salto de menor dificuldade, a brasileira não foi bem. Ela recebeu notas entre 5.0 e 6.0 no duplo e meio mortal em ponta pé à lua em posição grupada, de 2.8 e, por isso, anotou apenas 46.20, caindo para a quinta colocação ao final da terceira rodada. Apesar disso, Ingrid seguia na briga pelo pódio, já que sua diferença para a terceira colocada, a malaia Pandelela Pamg, era de menos de oito pontos.

+ SIGA O OTD NO YOUTUBETWITTERINSTAGRAMTIK TOK E FACEBOOK

A brasileira também cometeu erros no quinto salto, um quádruplo e meio mortal para frente na posição carpada, de dificuldade 3.2, e recebeu 58.50. Ela seguiu na quinta colocação, mas ficou distante do pódio, a 24 pontos de Pamg. Na última rodada, Ingrid fez um excelente salto (triplo e meio mortal revirado na posição grupada) e recebeu nota 80.00, terminando em quarto lugar.

APOIE O OLIMPÍADA TODO DIA

Desde setembro de 2016, o Olimpíada Todo Dia não deixa você ter saudade dos Jogos nunca. É o único veículo de comunicação que todos os dias traz a trajetória dos atletas olímpicos e paralímpicos, combatendo a monocultura do futebol e na busca de ajudar a mudar a cultura esportiva do Brasil. Gosta do nosso trabalho? Nos apoie! Faça um pix para [email protected]

Outra alternativa para nos apoiar é usando o cupom OTD em compras na Centauro. Com o cupom, você ganha 10% de desconto na compra de equipamentos esportivos e parte do valor será revertido para o Olimpíada Todo Dia. Vale lembrar que os descontos não são cumulativos. Se alguma peça já estiver em oferta, você não conseguirá aumentar o desconto, mas se colocar o cupom OTD, parte do valor vai ajudar o portal do mesmo jeito. Você pode comprar também pela vitrine do OTD no site das Centauro.

Mais em Mundial de Esportes Aquáticos