Siga o OTD

Maratona Aquática

Brasileiros ficam longe da vaga olímpica na prova dos 10km

Brasileiros ficam longe da vaga olímpica na prova dos 10km

Das quatro vagas para a Olimpíada de Tóquio possíveis para cada país na maratona aquática em disputa no Mundial de Esportes Aquáticos, o Brasil ficou mesmo só com a conquistada no último sábado por Ana Marcela Cunha, que terminou a prova feminina dos 10km na quinta colocação. No masculino, cuja competição aconteceu nesta segunda-feira, Allan do Carmo (33º.) e Victor Colonese (35º.) ficaram longe dos dez primeiros colocados, que carimbaram o passaporte para os Jogos do Japão. O vencedor da prova foi o alemão Florian Wellbrock, que terminou a prova em 1h49min55s9, 2min28s a frente dos brasileiros, que chegaram praticamente juntos.

“Com certeza foi uma das provas mais concorridas e mais disputadas que eu já fiz. Foi uma prova até mais forte do que a da Olimpíada. Aqui provavelmente estavam os 25 que vão estar em Tóquio e mais cinquenta nadando”, lembrou Allan do Carmo.

“Consegui fazer minha estratégia até a terceira volta (Allan esteve entre os 20 primeiros, na  primeira metade), mas a partir da terceira volta eu deixei o pelotão da frente escapar. Ainda tentei buscar, fui o cabeça do segundo pelotão, mas me desgastei muito. No final, foi um resultado que a gente não queria. Queríamos estar ali entre os dez primeiros. Agora é tentar focar no Pan (de Lima, que começa no dia 26 de julho) e nas próximas competições e trabalhar para tentar conquistar uma dessas vagas que ainda faltam para as Olimpíadas”, continuou o nadador.

A frustração de Allan era a mesma de Victor Colonese. “Tinha muita gente, foi um nível alto. Acho que por ter muita gente eu acabei me atrapalhando na primeira volta, gastei energia e isso prejudicou minha prova. Saí mal, não consegui hidratar na primeira volta, tentei fazer uma segunda volta recuperativa e aí gastei energia demais. Quando o pessoal começou a apertar, da terceira para a quarta volta, senti e acabei ficando em um pelotão mais atrás. Não saio feliz. Sei que treinei para mais do que isso. Agora vou sentar com meu técnico e vamos trabalhar. O sonho das Olimpíadas ainda não acabou”, afirmou.

Apesar de não terem conseguido ficar entre os dez primeiros colocados, Allan do Carmo e Victor Colonese vão ter uma segunda chance de ir a Tóquio. Ano que vem, haverá mais uma seletiva olímpica, que vai classificar os dez primeiros colocados e mais o melhor de cada continente que ficar fora do grupo dos dez primeiros colocados. Não poderão participar desta seletiva, nenhum atleta dos países que conseguiram vaga pelo Mundial de Gwanju e apenas um nadador de cada nação poderá se classificar.

A PROVA

Em nenhum momento da prova dos 10km masculino da maratona aquática, os brasileiros chegaram próximos dos líderes. Nas passagens de boia, o máximo que eles conseguiram foi figurar entre os 15 primeiros colocados. A briga pelas primeiras colocações ficou restrita ao italiano Gregorio Paltrinieri, que liderou a maior parte da prova, ao alemão Florian Wellbrock, ao britânico Jack Burnell e o francês Marc-Antoine Olivier.

Paltrinieri, que vinha ditando o ritmo da prova, começou a sentir dificuldades no final da penúltima volta, tanto que teve que tomar um gel de carboidrato fora da zona de alimentação e hidratação para tentar recuperar a energia. Na entrada para a última volta, ele caiu para a oitava colocação, enquanto Florian Wellbrock pulou para a ponta.

Faltando cerca de 800m para o fim, um número grande de nadadores de aproximou do pelotão formado pelos líderes. Neste momento, o Marc-Antoine Olivier, Rob Muffels, da Alemanha, e Jordan Willimovski, dos Estados Unidos, chegaram a ficar em primeiro. Mas, no momento decisivo, Wellbrock apertou o ritmo, abriu vantagem sobre o pelotão e só foi acompanhado por Olivier.

Os dois disputaram braçada a braçada os últimos metros. Muito próximo da linha de chegada, Olivier chegou a passar por cima de Wellbrock, que, no entanto, se manteve firme para bater primeiro no pórtico e conquistar a medalha de ouro por dois décimos de vantagem. Rob Muffles, também da Alemanha, ficou com a medalha de bronze.

Confira os dez classificados para a Olimpíada de Tóquio:

Sobrenome Nome País Tempo Diferença
1 WELLBROCK Florian Germany ALE 1:47:55.90
2 OLIVIER Marc-Antoine France FRA 1:47:56.10 00:00.20
3 MUFFELS Rob Germany ALE 1:47:57.40 00:01.50
4 RASOVSZKY Kristof Hungary HUN 1:47:59.50 00:03.60
5 WILIMOVSKY Jordan United States of America EUA 1:48:01.00 00:05.10
6 PALTRINIERI Gregorio Italy ITA 1:48:01.00 00:05.10
7 WEERTMAN Ferry Netherlands HOL 1:48:01.90 00:06.00
8 MARTINEZ Alberto Spain ESP 1:48:02.20 00:06.30
9 SANZULLO Mario Italy ITA 1:48:04.70 00:08.80
10 AUBRY David France FRA 1:48:05.10 00:09.20

Mais em Maratona Aquática