Siga o OTD

Laguna Olímpico

Atletas querem adiamento da Olimpíada. Mas o COI irá ouvir?

Diante da pandemia do coronavírus, crescem as manifestações de atletas para que os Jogos de Tóquio sejam adiados

Katerina Stefanidi salto com vara, critica COI pelo coronavírus
A campeã olímpica Katerina Stefanidi criticou duramente o COI por sua postura diante da pandemia do coronavírus (Crédito: Twitter)

Começou aos poucos, até de forma meio tímida. Mas nos últimos dias, tem aumentado consideravelmente as manifestações de atletas, das mais variadas modalidades, contrários à realização da Olimpíada de Tóquio-2020 na data prevista. O motivo é o agravamento da pandemia do coronavírus em vários países, especialmente na Europa. A crise parou o esporte mundial, mas aparentemente não sensibilizou os dirigentes do COI (Comitê Olímpico Internacional) a adotarem uma medida mais sensata e já decidir pelo adiamento dos Jogos.

Pelo contrário, o inacreditável comunicado do COI emitido na terça-feira (17) apenas serviu de ponto de partida para que a comunidade dos atletas começasse a mostrar sua contrariedade com a manutenção do calendário original.

O blog está no Twitter. Clique e siga para acompanhar

Se a questão da saúde já não seria bastante preocupante, afinal o vírus ainda vem infectando pessoas em todos os continentes e impondo até restrições de circulação, há a questão esportiva. Simplesmente não há nem condição de atletas treinarem, afetando diretamente a preparação de todos, muitos inclusive que nem vaga olímpica conquistaram. Daí a revolta com a frase do COI dizendo para que “todos sigam se preparando normalmente”.

Campeã olímpica do salto com vara na Rio-2016, a grega Katerina Stefanidi foi o primeiro nome de peso a bater forte na postura excessivamente “cautelosa” do COI. Em sua conta no Twitter, Stefanidi disse sem meias palavras que a entidade coloca a saúde dos atletas em risco ao relutar em adiar os Jogos.

+ Veja mais notícias sobre o coronavírus

“Não se trata como as coisas serão daqui a quatro meses. É sobre como as coisas estão agora. O COI quer que continuemos arriscando nossa saúde, a saúde da nossa família e a saúde pública para treinar todos os dias? Vocês estão nos colocando em perigo hoje, não daqui a quatro meses”, escreveu Stefanidi, respondendo ao tuíte do próprio COI, com o comunicado oficial.

A saltadora grega, por sinal, participou da esvaziada cerimônia de entrega da chama olímpica para Tóquio, que ocorreu nesta quinta-feira (19), em Atenas, em um esvaziado Estádio Panathinaiko vazio.

+ Curta a página do blog no Facebook

Assustado com a repercussão negativa, o COI organizou na quarta (18) uma videoconferência reunindo cerca de 200 atletas. A intenção era tranquilizá-los e reforçar a crença da entidade que tudo estará em condições no final de julho para os Jogos de Tóquio acontecerem normalmente.

A representante dos atletas no COI, a ex-nadadora e campeã olímpica Kirsty Conventry, fez uma postagem para falar sobre o que foi discutido e recebeu uma resposta direta do nadador brasileiro Bruno Fratus, que fala sobre a impossibilidade de tratar a situação como normal.

+ O blog também está no Instagram. Siga

“Kirsty, como nadador e atleta olímpico, peço a você a reconsiderar e consultar outros atletas ao redor do mundo. Não tenho certeza se você está ciente dos muitos atletas, como eu, que estão incapazes de treinar”, escreveu Fratus. E o brasileiro foi ainda mais incisivo. “O conselho de ‘continuar o que você está fazendo’ parece desconectado da realidade, quando diariamente temos líderes mundiais diariamente na televisão pedindo às pessoas que fiquem em casa e se isolem”, escreveu.

Pressão aumentando para cancelamento

Nesta quinta-feira, os comitês olímpicos da Espanha e Grã-Bretanha já manifestaram contrariedade com o plano do COI em manter os Jogos de Tóquio em seu calendário. Sebastian Coe, presidente de World Athletics (Federação Internacional de Atletismo) e que presidiu o comitê organizador de Londres-2012, disse que “tudo é possível, até mesmo um adiamento”.

A pressão aumenta a cada dia. Ficará mais difícil para o COI seguir tentando encontrar uma saída política que não incomode patrocinadores e o governo da Japão, que segue dizendo que os Jogos estarão prontos.

O adiamento parece inevitável. É a coisa mais coerente a ser feita. A minha dúvida é se a cartolagem do COI se fará de surda e manterá a aposta da Olimpíada ainda em 2020 ou então irá romper os preceitos da Carta Olímpica e teremos então Tóquio-2021.

APOIE O OLIMPÍADA TODO DIA

Desde setembro de 2016, o Olimpíada Todo Dia não deixa você ter saudade dos Jogos nunca. É o único veículo de comunicação que todos os dias traz a trajetória dos atletas olímpicos e paralímpicos, combatendo a monocultura do futebol e na busca de ajudar a mudar a cultura esportiva do Brasil. Gosta do nosso trabalho? Nos apoie! Faça um pix para [email protected]

Outra alternativa para nos apoiar é usando o cupom OTD em compras na Centauro. Com o cupom, você ganha 10% de desconto na compra de equipamentos esportivos e parte do valor será revertido para o Olimpíada Todo Dia. Vale lembrar que os descontos não são cumulativos. Se alguma peça já estiver em oferta, você não conseguirá aumentar o desconto, mas se colocar o cupom OTD, parte do valor vai ajudar o portal do mesmo jeito. Você pode comprar também pela vitrine do OTD no site das Centauro.

Mais em Laguna Olímpico