Siga o OTD

Judô

Brasil vai para os Jogos Sul-Americanos com equipe júnior

Competição continental vai coincidir com o Mundial de Tashkent em outubro e, portanto, o grupo que vai a Assunção sairá do Aberto Nacional Sub-23

Aberto Nacional Sub-23 de judô Jogos Sul-Americanos de Assunção judô
Sergipe receberá a primeira edição do Aberto Nacional Sub-23 (Lara Monsores/CBJ)

O judô brasileiro vai disputar os Jogos Sul-Americanos de Assunção, no Paraguai, com uma equipe júnior (sub-23). O motivo, de acordo com a Confederação Brasileira de Judô (CBJ), é a coincidência de datas com o mundial adulto de Tashkent, no Uzbequistão, já que ambos serão em meados de outubro. Desta forma, a seleção que vai lutar no continental passará pelo Aberto Nacional Sub-23, torneio cuja primeira edição será neste ano e ocorre nos dias 28 e 29 de maio em Aracaju, no Sergipe.

“O Aberto Nacional Sub-23 servirá como seletiva para formar uma equipe para representar o Brasil nos Jogos Sul-Americanos de Assunção, cujas disputas no judô serão nos dias 11, 12 e 13 de outubro. Por ser na mesma data do Campeonato Mundial Sênior de Tashkent, CBJ e COB concordaram em formar uma equipe jovem, mas com potencial, para lutar o Sul-Americano, enquanto os principais atletas estarão no Mundial. Os Sub-23 que integram a seleção principal e que não se classificarem para o Mundial poderão fazer uma disputa final com o campeão do Aberto pela vaga em Assunção”, explica a CBJ em anúncio realizado nesta terça-feira (24).

+ Definida equipe brasileira de vela para os Jogos de Assunção

Transição para o adulto

Além de fazer parte da formação da equipe dos Jogos Sul-Americanos, o nacional de base tem outros objetivos. “A ideia de criar uma competição aberta e exclusiva para judocas de até 23 anos surgiu como parte de uma estratégia maior dentro da necessidade de renovação da equipe principal, buscando facilitar a transição, estimulando essa classe de idade e oferecendo maior competitividade interna para termos mais um filtro de investimento”, explica Marcelo Theotonio, gerente de Alto Rendimento da CBJ.

“Sempre identificamos um hiato entre o Júnior e o Sênior. Então, acreditamos que, criando mais oportunidades para essa classe de idade (Sub-23) estaremos também dando mais tempo para que o atleta possa atingir uma maturidade maior no processo de transição e, assim, termos sempre reposição imediata no ciclo seguinte”, conclui. A primeira edição reunirá cerca de 250 judocas de todo o país.

+ SIGA O OTD NO YOUTUBETWITTERINSTAGRAMTIK TOK E FACEBOOK

APOIE O OLIMPÍADA TODO DIA

Desde setembro de 2016, o Olimpíada Todo Dia não deixa você ter saudade dos Jogos nunca. É o único veículo de comunicação que todos os dias traz a trajetória dos atletas olímpicos e paralímpicos, combatendo a monocultura do futebol e na busca de ajudar a mudar a cultura esportiva do Brasil. Gosta do nosso trabalho? Nos apoie! Faça um pix para [email protected]

Outra alternativa para nos apoiar é usando o cupom OTD em compras na Centauro. Com o cupom, você ganha 10% de desconto na compra de equipamentos esportivos e parte do valor será revertido para o Olimpíada Todo Dia. Vale lembrar que os descontos não são cumulativos. Se alguma peça já estiver em oferta, você não conseguirá aumentar o desconto, mas se colocar o cupom OTD, parte do valor vai ajudar o portal do mesmo jeito. Você pode comprar também pela vitrine do OTD no site das Centauro.

Mais em Judô