Siga o OTD

Ketleyn Quadros - Pandemia de coronavírus - Tóquio 2020 - Treinos Pan-Americano de Judô

Judô

Ketleyn Quadros conquista prata no Grand Slam de Kazan

Ketleyn Quadros perdeu a disputa do ouro para a polonesa Agata Ozdoba-Blach depois de vencer as três primeiras lutas. Já Maria Portela ficou em quinto lugar

(Abelardo Mendes Jr)

Ketleyn Quadros conquista prata no Grand Slam de Kazan

Depois de um primeiro dia em que nenhum brasileiro passou das oitavas de final, Ketleyn Quadros conquistou a medalha de prata da categoria até 63 kg depois de vencer três lutas, mas perder para a polonesa Agata Ozdoba-Blach na decisão. Já Maria Portela, na 70 kg, perdeu a medalha de bronze a dois segundos do fim da disputa pelo terceiro lugar para a sueca Anna Bernholm e terminou na quinta colocação.

KETLEYN QUADROS

Para chegar até a final, Ketleyn Quadros começou sua caminhada contra a sul-coreana Mokhee Cho ao conseguir o ippon por imobilização quando faltavam 35 segundos para o fim do tempo regulamentar da luta.

Nas quartas de final, Ketleyn Quadros derrotou a espanhola Cristina Cabaña com autoridade. A brasileira conseguiu uma wazaari e depois alcançou o ippon para eliminar a adversária e se classificar para a semifinal.

A vaga na decisão foi conquistada na luta contra a eslovena Andreja Leski. Depois de uma luta muito equilibrada, que terminou empatada no tempo normal, Ketleyn Quadros conseguiu jogar a adversária de costas no tatame com 2min37 de golden score para conseguir o ippon e se garantir na disputa do ouro.

Na final, Ketleyn Quadros tomou a iniciativa contra a polonesa Agata Ozdoba-Blach, mas não conseguiu pontuar no tempo normal. Por outro lado, entrou no golden score com a adversária com duas punições contra apenas uma dela. No começo do período de desempate, a arbitragem chegou a avaliar por vídeo um possível wazaari da brasileira, mas decidiu não anotar o ponto.

+ SIGA O OTD NO YOUTUBE, NO INSTAGRAM, NO FACEBOOK E NO TIKTOK

A luta continuou por mais dois minutos, quando Agata Ozdoba-Blach conseguiu derrubar a brasileira. O lance foi revisado pelo vídeo e a abritragem decidiu pelo wazaari para a polonesa, que conquistou a medalha de ouro.

A adversária de Ketleyn Quadros na decisão do ouro foi a mesma que eliminou a outra brasileira da categoria até 63 kg, Alexia Castilhos, na primeira rodada.

MARIA PORTELA

Na categoria até 70 kg, Maria Portela estreou com vitória sobre a eslovena Anka Pogacnik, que acabou eliminada por ter sofrido três punições.

A disputa das quartas de final ocorreu da mesma maneira com Maria Portela vencendo por ippon a holandesa Hilde Jager, graças aos três shidos levados pela judoca europeia.

Na semifinal, Maria Portela encarou a alemã Giovanna Scoccimarro e só foi perder no golden score. Depois de quase sete minutos de luta, 4 min regulamentares e mais 2min48 de desempate, a brasileira foi derrotada por ippon após análise de vídeo da arbitragem.

Na decisão do bronze, contra a sueca Anna Bernholm, a luta estava equilibrada com dois shidos para cada judoca e se encaminhava para o golden score. Mas, quando faltavam dois segundos para o fim do tempo regulamentar, a europeia conseguiu um wazaari contra a brasileira e levou a medalha

ELIMINAÇÕES NO MASCULINO

No masculino, Eduardo Katsuhiro, do Time Ajinomoto, foi derrotado pelo romeno Alexandru Raicu por wazaari na categoria até 73kg, na primeira luta do Grand Slam de Kazan.

Para completar, Eduardo Yudy, na categoria até 81 kg, tambem venceu a estreia contra o italiano Antonio Esposito com um wazaari conseguido no comecinho do golden score.

Nas oitavas de final, no entanto, Eduardo Yudy não conseguiu passar pelo bielorrusso Yunus Bekmurzaev, que precisou de 2min08 de luta para conseguir o ippon e eliminar o brasileiro.

Mais em Judô