Siga o OTD

Atletas integram a seleção brasileira de judô em Portugal missão europa

Planeta Ippon

Seleção em Budapeste visando retorno da corrida olímpica

São 18 atletas brasileiros lutando na volta das competições internacionais, com 12 disputando também uma vaga nos Jogos Olímpicos do ano que vem

Vai começar a reta final rumo aos Jogos Olímpicos (divulgação/CBJ/arquivo)

Seleção em Budapeste visando retorno da corrida olímpica

A seleção brasileira de judô embarcou na segunda-feira (19) para a Hungria, onde disputará o Grand Slam de Budapeste entre sexta (23) e domingo (25). O torneio marca o retorno do circuito mundial e, por consequência, a retomada da corrida olímpica rumo aos Jogos de Tóquio.

Mais de 400 atletas de 69 países se inscreveram na competição e a seleção brasileira será representada por 18 judocas no primeiro grande teste pós-paralisação. O Grand Slam distribui até mil pontos (campeões) no ranking mundial de judô, base para a distribuição de vagas para a Olimpíada.

O time masculino terá Eric Takabatake (60kg), Renan Torres (60kg), Willian Lima (66k), Eduardo Katsuhiro (73kg), João Pedro Macedo (81kg), Guilherme Schimidt (81kg), Marcelo Gomes (90kg), Rafael Macedo (90kg), Rafael Buzacarini (100kg), Leonardo Gonçalves (100kg), Rafael Silva “Baby” (+100kg), David Moura (+100kg). Eduardo Katsuhiro e Rafael Silva são, também, atletas do Time Ajinomoto.

Entre as mulheres, competem em Budapeste Larissa Pimenta (52kg), Jéssica Pereira (57kg), Ketleyn Quadros (63kg), Maria Portela (70kg), Maria Suelen Altheman (+78kg) e Beatriz Souza (+78kg).

Corrida olímpica

Dentre os dois naipes, estão brigado pela vaga olímpica, com mais ou menos chances, Takabatake, Katsuhiro, Rafael Macedo, Buzacarini, Leo Gonçalves, Rafael Silva e David Moura. Entre as mulheres, Larissa Pimenta, Ketleyn Quadros, Maria Portela, Maria Suelen e Bia Souza.

Rafael Buzacarini Leonardo Gonçalves Leo Gonçalves seleção brasileira de judô corrida olímpica Grand Slam de Budapeste
Buzacarini e Leo Gonçalves disputam vaga em Tóquio nos 100kg (Roland Marx/EJU)

A corrida olímpica dá vagas diretas nos Jogos Olímpicos para os 18 melhores colocados no ranking mundial, respeitando o limite de um atleta por país em cada categoria. Há, ainda, uma reservada para o Japão, país sede e também chances de classificação pelas cotas continentais, baseada no ranking mundial de judô.

Período de treinos

Durante o período sem competições, a seleção brasileira de judô conseguiu intensificar os treinos nos últimos três meses e meio, aproximadamente. A preparação passou por quase três meses em Coimbra, Portugal, com a Missão Europa, e um período de lapidação em Pindamonhangaba, interior de São Paulo.

+ Jéssica Pereira é o destaque do Brasil em torneio português

“Acredito que vá ser uma competição totalmente imprevisível. Nossos atletas conseguiram treinar nos últimos quatro meses graças ao período em Portugal, na Missão Europa, do COB, e agora, no treinamento que realizamos em Pindamonhangaba. Para essa primeira competição, estamos levando aqueles que estão melhor treinados. Mas, não sabemos em qual nível estarão os outros países, quem conseguiu treinar e quem não. Podemos ver favoritos caindo e surpresas surgindo”, aposta o gestor de Alto Rendimento da CBJ, Ney Wilson Pereira.

Protocolo sanitário

Para chegarem seguros ao tatame húngaro em meio à pandemia do novo coronavírus, a seleção brasileira e as demais delegações precisarão cumprir uma série de medidas de segurança determinadas pela Federação Internacional de Judô (FIJ) e pelo governo húngaro. Dentre elas, testes, uso de álcool, máscara e isolamento em um hotel.

+ SIGA O OTD NO YOUTUBE, NO INSTAGRAM E NO FACEBOOK

A FIJ promete ser rigorosa no controle e fiscalização dos protocolos. Se um membro da delegação furar o isolamento, por exemplo, toda a equipe será desclassificada do torneio imediatamente. Além disso, os organizadores exigiram que cada país viajasse com um gerente de Covid. No caso do Brasil, um médico cumprirá esse papel.

Grand Slam de Budapeste

Sexta-feira (23)
Larissa Pimenta (52kg), Jéssica Pereira (57kg), Eric Takabatake (60kg), Renan Torres (60kg) e Willian Lima (66kg).

Sábado (24)
Ketleyn Quadros (63kg), Maria Portela (70kg), Eduardo Katsuhiro (73kg), João Pedro Macedo (81kg) e Guilherme Schimidt (81kg).

Domingo (25)
Maria Suelen Altheman (+78kg), Beatriz Souza (+78kg), Rafael Macedo (90kg), Marcelo Gomes (90kg), Rafael Buzacarini (100kg), Leonardo Gonçalves (100kg), Rafael Silva “Baby” (+100kg) e David Moura (+100kg).

Horários
Classificatórias: ainda não divulgados
Finais: 10h (Horário de Brasília)

Mais em Planeta Ippon