Siga o OTD

Ciclismo de Pista

Pan 2019: ciclista Kacio Freitas é flagrado no exame antidoping

Aos 25 anos, atleta do ciclismo de pista usou as redes sociais para comentar o caso e garantir inocência

Abelardo Mendes Jr/ rededoesporte.gov.br

Não esperávamos por essa. Medalhista de bronze por equipes e quinto colocado na prova individual nos Jogos Pan-Americanos, Kacio Freitas foi flagrado no exame antidoping do evento, finalizado na segunda semana de agosto. Nesta quarta-feira (28), através das redes sociais, o atleta do ciclismo de pista confirmou a situação, mas se diz inocente.

Em Lima, o mineiro de 25 anos garantiu um lugar no pódio ao lado dos compatriotas Flávio Cipriano e João Vitor da Silva. Dependendo dos resultados de todos os processos, o trio brasileiro pode ficar sem a medalha. Não há previsão para a resolução do caso.

Os esportistas são submetidos a testes logo após treinamentos e competições. Depois da detecção de substância proibida pela Wada (Agência Mundial Antidoping), Kacio Freitas solicitou a contraprova ou amostra B. No entanto, a definição foi a mesma. Desta maneira, o ciclista prosseguirá com a análise através de recursos próprios para comprovar que estava ‘limpo’.

Kacio Freitas faria parte do grupo pré-convocado para o Campeonato Pan-Americano de ciclismo de pista, em Cochabamba, na Bolívia, mas não foi incluído na última listagem da CBC. Além disso, quando notificado por conta da polêmica, ele apagou as contas das redes sociais, retomando apenas para fazer o comunicado.

Confira na íntegra a nota oficial do atleta:

“Nota de Esclarecimento 

Durante os Jogos Pan-Americanos de Lima, fui submetido a um exame antidoping e, logo após a minha participação, após retornar para o Brasil, acabei sendo surpreendido com a notificação de um resultado analítico adverso. De imediato, solicitei a abertura da amostra B, que foi aberta essa semana e também se revelou positiva. Na mesma ocasião foram coletados sangue e urina, apesar do resultado adverso na Urina, a análise do sangue foi negativo para substâncias proibidas.

Durante toda a minha carreira, jamais utilizei de artifícios ou benefícios para tirar proveito trapaceando ou burlando qualquer tipo de regra. Estou com a minha consciência muito tranquila e afirmo que sempre respeitei a política antidoping das instituições, sou um atleta rastreado pelo passaporte biológico há quatro anos e sempre contribuí em prol de um esporte limpo e honesto.

Desta maneira, afirmo que estarei recorrendo a todos os meios disponíveis para comprovar a minha inocência neste caso, inclusive com a realização de testes, por conta própria, em todos os suplementos e alimentos ingeridos durante aquele período.

Agradeço o carinho de todas as pessoas que estavam preocupadas com a minha ausência na última convocação, mas infelizmente não estarei presente no Campeonato Pan-Americano de Cochabamba devido a esta situação. Tenho certeza que logo tudo estará esclarecido e eu possa voltar as competições com força total.

Um grande abraço,

Kacio Freitas”

Mais em Ciclismo de Pista