Siga o OTD

Atletismo

Lucas Vilar e Letícia Nonato Lima conquistam bronze nos 200m

Lucas Vilar e Letícia Nonato Lima correm para seus melhores tempos pessoas e vão ao pódio na prova dos 200m. País já soma dez nos medalhas nos Jogos Olímpicos da Juventude

Jonne Roriz/Exemplus/COB

Demorou, mas no último dia foi confirmada não só uma, mas duas medalha para o atletismo. Os jovens Lucas Vilar e Letícia Nonato Lima, cada um em seus respectivos naipes, conseguiram as medalhas de bronze na prova dos 200m nesta terça-feira (16). O Brasil soma agora 10 medalhas nos Jogos Olímpicos da Juventude, com 4 pratas e 6 bronzes.

+ VEJA TODAS AS NOTÍCIAS DOS JOGOS OLÍMPICOS DA JUVENTUDE

O bronze de Lucas veio antes. Depois de dois estágios na fase final, os tempos combinados deram ao brasileiro um total de 42s67 e o lugar no pódio. O ouro da prova ficou com Abdelaziz Mohamed, que somou 41s78 e a prata com o jamaicano Antônio Watson, que somou 42s41. Lucas correu o o segundo estágio da prova e terminou na segunda colocação, com o tempo de 20s99, sua melhor marca pessoal. Antes, ele havia corrido o primeiro estágio no último sábado e terminado na terceira colocação, com o tempo de 21s68.

Já Letícia foi para a pista para disputar o segundo estágio com o segundo melhor tempo geral obtido no primeiro estágio (24s16) disputado também no sábado. Semelhante ao que fez Lucas, ela bateu sua melhor marca pessoal e correu para ficar em terceiro lugar, com o tempo de 23s71. O resultado combinado foi de 47s87. O ouro da prova ficou com a islandesa Gudbjorg Jona Bjarnadottir (47s02) e a prata com a italiana Dalia Kaddari (47s69).

Mais brasileiros no último dia do Atletismo

Marcos Paulo chegou com chances e até fez a melhor marca pessoal dele no segundo estágio ao fechar em 13s62. Porém terminou apenas na 5ª colocação geral, com um tempo combinado de 27s39. No primeiro estágio tinha fechado com o tempo de 13s77. O ouro ficou com o catariano Owaab Barrow (26s50), a prata com o francês Kenny Fletcher (27s01) e o bronze com Lok Hei Addis Wong (27s13).

Um que chegou com chances, mas não conseguiu subir ao pódio foi Caio de Almeida na prova dos 400m com barreiras. Ele terminou em 9º na classificação geral, com um tempo combinado de 1:47:92. Depois de fechar a primeira etapa com o quinto melhor tempo no geral (52s27), ele correu para fechar o segundo estágio na 7ª colocaçao (55s65). O ouro foi do japonês Hauro Deguchi (1:42:68), a prata do húngaro Daniel Huller (1:43:84) e o bronze do saudita Mohammed Almuwavi (1:45:81).

Já nos 400m com barreiras, Jessica Vitória Moreira terminou apenas na 14ª colocação geral. Ela até tinha chance, já que tinha vencido uma das três primeiras preliminares e ficado com o segundo tempo no geral (59s41). No entanto, na prova do segundo estágio disputada hoje, foi mal e acabou na última posição (1:06:13). O resultado combinado da atleta em duas provas foi de 2:05:54. O ouro ficou com a colombiana Cabezas Caracas (1:57:58), a prata com a argelina Loubna Benhadja (2:00:68) e  o bronze com a espanhola Carla García (2:00:76).

No salto triplo, a brasileira Nerisnélia Souza terminou na 8ª colocação, posição essa que fechou os dois estágios da prova. O resultado somado (25m14) se deu com os saltos de 12m66 e 12m48 no primeiro e segundo estágio, respectivamente. O ouro da prova foi da búlgara Aleksandra Nacheva (27m62), a prata da espanhola Maria Vicente (27m43) e o bronze da russa Maryia Privalova (26m07).

Bruna Vieira encerrou a participação no arremesso de dardo com a 9ª colocação na classificação geral, ao computar um resultado de 95m29. Nos dois estágios ela também terminou na 9ª posição, com arremessos de 47m93, no primeiro, e 47m36, no segundo. O ouro ficou com a grega Elina Tzengko (125m08), a prata com a equatoriana Juleisy Angulo (115m03) e o bronze com a turca Munevver Hanci (114m47).

Também no arremesso de dardo, Guilherme Moreira terminou na 9ª colocação na classificação geral, com um resultado combinado de 141m53. Assim como Bruna, o seu resultado foi melhor no primeiro estágio (72m56) do que no segundo (68m97). O ouro ficou com o finlandês Topias Laine (153m42), a prata com o argentino Agustin Osorio (150m28) e o bronze com Martin Florian, da República Tcheca (150m24).

ATLETISMOBADMINTONBASQUETE 3X3BOXECANOAGEMBMX
FUTSALGINÁSTICA ARTÍSTICAGINÁSTICA RÍTMICAHIPISMOJUDÔ
NATAÇÃOPENTATLO MODERNOREMOSALTOS ORNAMENTAIS
TAEKWONDOTÊNISTÊNIS DE MESATIRO COM ARCOTRIATLOVELAVÔLEI DE PRAIAWRESTLING

APOIE O OLIMPÍADA TODO DIA

Desde setembro de 2016, o Olimpíada Todo Dia não deixa você ter saudade dos Jogos nunca. É o único veículo de comunicação que todos os dias traz a trajetória dos atletas olímpicos e paralímpicos, combatendo a monocultura do futebol e na busca de ajudar a mudar a cultura esportiva do Brasil. Gosta do nosso trabalho? Nos apoie! Faça um pix para [email protected]

Outra alternativa para nos apoiar é usando o cupom OTD em compras na Centauro. Com o cupom, você ganha 10% de desconto na compra de equipamentos esportivos e parte do valor será revertido para o Olimpíada Todo Dia. Vale lembrar que os descontos não são cumulativos. Se alguma peça já estiver em oferta, você não conseguirá aumentar o desconto, mas se colocar o cupom OTD, parte do valor vai ajudar o portal do mesmo jeito. Você pode comprar também pela vitrine do OTD no site das Centauro.

Cobri os Jogos Olímpicos Rio 2016. Trabalhei no apoio jornalístico das Copas do Mundo Fifa de 2014 e 2018. Documentarista de "O caminho suave". Outras produções fílmicas: "EstatiCidade", "Marcelo Rezende - contador de histórias", "Sala de estar", "Azul" e "A entrevista". Experiência na área de esporte e política, com passagens pela TV Band, Portal da Band e pelo Jornal Gazeta de Santo Amaro.

Mais em Atletismo