Siga o OTD

Handebol

Sérgio Hortelan, a mielofibrose e o renascimento para a vida

Aos 58 anos, Sérgio Hortelan superou um câncer na medula óssea, voltou para a rotina nas quadras e renasceu para a vida em 2021

Sérgio Hortelan
Divulgação Pinheiros

Sérgio Hortelan é um dos nomes mais conhecidos e respeitados do handebol nacional. No Clube Pinheiros há mais de 28 anos, o, hoje, coordenador e treinador do time masculino adulto passou por um grave problema de saúde no último ano. Diagnosticado com mielofibrose, que é um tipo de câncer na medula óssea, Hortelan passou por um transplante de 100%, se recuperou e terminou a temporada de 2021 comandando a equie na beira da quadra.

“Acho que mudou muita coisa. A gente lidar com uma doença terminal, com essa situação de transplante e o médico jogou limpo comigo. Sabia de todas as situações que eu poderia ter, todas as sequelas e acabei não tendo nada. Fiz o transplante em maio, o processo é duro e muito doloroso. Fiz quimioterapia, fiquei 60 dias internado em um quarto de hospital sem sair, emagreci 15kg e me recuperei muito bem”.

-Vinicius Joaquim: de ‘quase’ pedreiro para a referência da família

A volta a “vida normal”

O processo de recuperação foi demorado, constante e doloroso. Por ter realizado a cirurgia durante a pandemia, Sérgio Hortelan teve que ter ainda mais cuidados com a saúde na recuperação. Em um primeiro momento, afastado da rotina de treinador, Sérgio teve que enfrentar os problemas com a ajuda de remedios e o apoio da família.

“Minha família me ajudou muito. Minha filha ficou 60 dias comigo, minha ex-esposa me deu muita força, assim como meus amigos. Voltar a trabalhar, a ter a rotina me deu muita sustentação. A pandemia mexeu com todos e commigo também, voltar a ter esse dia a dia, ganhar jogo, perder jogo, ter treino, debate, discussão, tudo me ajudou e foi maravilhoso. Voltar a viver foi fundamental”.

+ SIGA O OTD NO YOUTUBETWITTERINSTAGRAMTIK TOK E FACEBOOK

Mesmo depois de voltar gradativamente para a rotina, Hortelan não conseguiu seguir com a equipe para a disputa do Super Globe, o Mundial de clubes do handebol, que aconteceu na Arábia Saudita, e o Pinheiros terminou com o quarto, melhor colocação de sua história. No restante da temporada, o time paulista também conseguiu bons resultados, sendo vice-campeão da Liga Nacional e terceiro colocado no Paulista. Apesar dos bons resultados, o técnico não esconde que a dificuldade enfrentada no último ano mudou sua vida.

“Meus amigos me chamam de Suzy agora, porque eu fiz um transplante de 100% da medula óssea e a doadora foi minha irmã. Agora eu estou muito mais calmo, muito mais tranquilo. Mudou muita coisa. A minha idade e a doença me fez ver a vida de maneira diferente, passei a valorizar muito o dia a dia. Isso tudo que aconteceu me fez querer ajudar e fazer o melhor possível sempre”, finalizou Sérgio Hortelan.

APOIE O OLIMPÍADA TODO DIA

Desde setembro de 2016, o Olimpíada Todo Dia não deixa você ter saudade dos Jogos nunca. É o único veículo de comunicação que todos os dias traz a trajetória dos atletas olímpicos e paralímpicos, combatendo a monocultura do futebol e na busca de ajudar a mudar a cultura esportiva do Brasil. Gosta do nosso trabalho? Nos apoie! Faça um pix para [email protected]

Outra alternativa para nos apoiar é usando o cupom OTD em compras na Centauro. Com o cupom, você ganha 10% de desconto na compra de equipamentos esportivos e parte do valor será revertido para o Olimpíada Todo Dia. Vale lembrar que os descontos não são cumulativos. Se alguma peça já estiver em oferta, você não conseguirá aumentar o desconto, mas se colocar o cupom OTD, parte do valor vai ajudar o portal do mesmo jeito. Você pode comprar também pela vitrine do OTD no site das Centauro.

Mais em Handebol