Siga o OTD

Handebol

Em ritmo de treino, Brasil supera o Chile com facilidade no Sul-Centro americano

Brasil jogou bem na defesa, usou e abusou dos contra-ataques e venceu o Chile por 39 a 22 na abertura do Sul-Centro americano de handebol feminino

Brasil x Chile - Sul-Centro Americano de handebol feminino
Reprodução internet

Foi em ritmo de treino. Pela primeira rodada do Sul-Centro americano de handebol feminino, o Brasil não tomou conhecimento do Chile e saiu com a vitória por 39 a 22. Com muita facilidade, a seleção brasileira teve uma boa defesa, na maior parte do tempo, conseguiu gols de contra-ataques e construiu a boa vantagem no marcador.

-Por pouco, Laís Nunes perde decisão do bronze no Mundial e termina em 5º lugar

O jogo

Como era de se esperar, o Brasil se impôs na quadra desde o início. Sem ter problemas dos dois lados da quadra, a seleção brasileira feminina de handebol não encontrou problema nenhum para jogar contra o Chile. Desta forma, as brasileiras terminaram os primeiros 30 minutos de partida com a vantagem de 18 a 9 no marcador.

+ SIGA O OTD NO YOUTUBETWITTERINSTAGRAMTIK TOK E FACEBOOK

Na segunda etapa, o Brasil teve um “treino de luxo” de contra-ataques. Com uma defesa bem postada, as brasileiras tiveram contra-ataques em sequência com Jessica Quintino, Julia e Ana Paula. Desta forma, a diferença no placar subiu para 26 a 13 nos primeiros 10 minutos e o jogo parou. Na volta para a quadra, apesar de uma tentativa de reação das chilenas, a seleção brasileira seguiu bem superior e fechou o duelo com a vitória por 39 a 22.

O Brasil e o Sul-Centro Americano de handebol feminino

O Brasil vai disputar o Sul-Centro Americano de Handebol com sete atletas que se juntam ao grupo que esteve treinando no último ciclo olímpico. Elas são Caroline Martins (goleira – Fredrikstad Bk/Noruega), Talita Alves (armadora – Rincón Fertilidad Malaga/Espanha), Mariane Fernandes (armadora esquerda – Bera-Bera/Espanha), Jéssica Quintino (ponta direita – HC Dunãrea Brãila/Romênia), Francielle Rocha (central – HC Dunãrea Brãila/Romênia), além de Isaura Fernanda Menin e Gabriela Constantino.

Após a vitória na estreia, Brasil encara o Uruguai, às 19h, desta quarta-feira (6). Um dia depois, na quinta, a Bolívia, às 17h. Na sexta, as donas da casa do Paraguai, às 21h. E no sábado, às 21h novamente, a Argentina.

Mais em Handebol

viagra