Siga o OTD

Ginástica Artística

Rebeca brilha e conquista duas medalhas no Mundial Kitakyushu

Pela primeira vez, uma brasileira conquista duas medalhas na mesma edição de Mundial

REUTERS/Kim Kyung-Hoon

Minutos depois de se tornar campeã mundial no salto neste sábado (23), Rebeca Andrade conquistou a medalha de prata na grande final das barras paralelas assimétricas no Mundial de Kitakyushu, no Japão. Com esse resultado, ela é a primeira ginasta brasileira a ganhar duas medalhas em uma mesma edição de Campeonato Mundial e com esse feito, trouxe a primeira medalha da história das paralelas do país.

“Não fui obrigada a chegar aqui, mas trabalhei muito e me empenhei de mais, acho que eu mereci, estou fazendo parte das lendas do Brasil, estou feliz comigo e com minha equipe. Sonhei com esse momento”, disse Rebeca. 

Com uma série com ligações limpas e consistentes, Rebeca obteve 14,633 porque acabou não fazendo uma ligação e com isso, perdeu 0,4 de dificuldade em relação à qualificação, quando se classificou com a melhor nota. 

+ SIGA O OTD NO YOUTUBETWITTERINSTAGRAMTIK TOK E FACEBOOK

A chinesa Wei Xiaoyuan foi a primeira a se apresentar e conquistou o ouro com a nota 14.733, após uma série limpa e completa. A outra chinesa Luo Rui ficou com o bronze, obtendo a mesma nota que Rebeca, mas ficando atrás nos critérios de desempate.

A final das barras paralelas assimétricas

Rebeca Andrade foi a segunda a se apresentar e fez uma série com ligações limpa e consistente, mas acabou não fazendo uma ligação importante e com isso, perdeu 0,4 de dificuldade em relação à qualificação.

https://twitter.com/cbginastica/status/1451854955397238785

Essa foi a primeira medalha do Brasil no aparelho em Mundiais ou Olimpíadas. “É o meu aparelho favorito, estou muito feliz com o resultado, não vejo a hora de pegar a minha medalha”, disse Rebeca.

Antes, Rebeca flutuou rumo ao ouro

Rebeca Andrade agora é campeã olímpica e mundial na prova de salto – Foto: REUTERS/Kim Kyung-Hoon

Com dois saltos impecáveis, Rebeca Andrade conquistou a medalha de ouro na prova de salto no Mundial de Kitakyushu. Na prova, a brasileira repetiu os saltos que fez durante a fase classificatória e conseguiu melhorar a nota para 14,966. Completando o pódio, a italiana Asia D’Mato ficou com a prata com uma nota 14.083 e a russa Angelina Melnikova fez 13.966, faturando o bronze.

No entanto, Rebeca Andrade ainda pode garantir mais uma medalha no Mundial de Kitakyushu na prova de trave, neste domingo (23) a partir das 05h no horário de Brasília. A brasileira decidiu não competir no solo e, por conta desta decisão, também não pode competir no individual geral em Kitakyushu. 

Mais em Ginástica Artística

viagra