Siga o OTD

Ginástica Artística

Rebeca Andrade ganha mais duas provas e fecha Brasileiro com quatro ouros

Rebeca Andrade ganha mais duas provas e fecha Brasileiro com quatro ouros

Rebeca Andrade foi o grande nome do Campeonato Brasileiro de ginástica artística, disputado de quinta a domingo no ginásio do Pinheiros em São Paulo. A ginasta conquistou cinco medalhas, quatro delas de ouro e uma de prata. A flamenguista, que já tinha sido campeã do individual geral e por equipe, venceu no último dia de competições as provas de barras paralelas e trave e ainda ficou em segundo lugar no solo.

Nas paraleas, Rebeca Andrade conseguiu 14,450 em sua apresentação para ficar com a medalha de ouro. Maria Cecília Cruz, do Flamengo, e Lorena Rocha, do Cegin, fizeram 13,325 e dividiram a segunda colocação. Na trave, a ginasta obteve 14,525 e viu Thaís Fidélis, de apenas 15 anos, ficar com o segundo lugar com 14,050. A jovem atleta, aliás, provou o motivo pelo qual é considerada a grande promessa da modalidade ao derrotar Rebeca no solo. Ela conseguiu 14,775 para ficar com a medalha de ouro, superando a ginasta que defendeu o Brasil na Rio 2016, que ficou com 14,025. Completando os resultados das finais por aparelhos do feminino, Raquel Silva, do Pinheiros, foi a medalha de ouro.

No masculino, o maior vencedor do Campeonato Brasileiro foi Caio Souza. O ginasta, que foi campeão do individual geral na quinta e vice por equipes no sábado, ganhou mais dois ouros neste domingo aos vencer as finais por aparelhos no solo e nas barras paralelas, além disso ficou com a prata nas argolas, prova vencida por Henrique Flores, enteado do técnico Marcos Goto, que o treina junto com Arthur Zanetti, e na barra fixa, que teve no lugar mais alto do pódio Francisco Barretto Júnior. No cavalo, o vencedor foi Lucas Bittencourt e Luis Porto foi o campeão no salto.

Mais em Ginástica Artística